Ricota apresenta sabor suave e baixíssimo teor de gordura

Inicio » Pecuária » Ricota apresenta sabor suave e baixíssimo teor de gordura
21/05/2019 Por
Ricota apresenta sabor suave e baixíssimo teor de gordura

Ricota contém propriedades que garantem cardápio nutritivo

A ricota é um alimento versátil, que complementa receitas, dá a sensação de saciedade e é muito saudável. Apesar de não ser um queijo, é muito nutritivo. É vendida em mercados e estabelecimentos comerciais, mas normalmente é temperada para o consumo.

A ricota encontrada no formato similar a dos queijos, mas possui bem menos gordura e apresenta um sabor delicado e suave. O nome vem do italiano “ricotta”, ou recozido.

Ricota cortada em fatias

O que é queijo ricota?

A ricota é produzida a partir do soro que sobra na fabricação de queijos. Por ser originária do soro, não é considerada um queijo, mas um produto lácteo. Na fabricação, este soro, que é altamente nutritivo, é enriquecido com uma parte de leite desnatado e reaquecido a 90ºC.

Então, a ação do calor e do ácido lático fazem as proteínas formarem flocos que sobem para a superfície da mistura. Os flocos são recolhidos, drenados e por fim, o soro é retirado. A massa restante forma o produto final, a ricota.

O queijo ricota é uma combinação de parte de todos os componentes do leite. Então, o soro resultante desta composição adquire seu formato final. Em suma, obtém-se 1 quilo de ricota para cada 20 a 25 litros de soro.

Ricota fresca

A ricota fresca apresenta formato cilíndrico, com sabor suave e levemente salgado. Existem no mercado as versões temperada ou defumada do produto. Além disso, é oriunda da fabricação de queijos coalhados por coagulantes. É coada ou filtrada para eliminação de pedaços de massa.

Queijo cottage ou ricota?

Ingredientes constantes nas receita de quem está de dieta, cottage e ricota são chamados de “queijos magros“. Em suma, os dois produtos têm composição parecida de nutrientes.

O cottage é um queijo produzido com leite desnatado, por isto é menos calórico e gorduroso que os demais. A ricota não é exatamente um queijo, mas um derivado, como já foi explicado. No entanto, este fato não altera em nada as propriedades nutricionais do produto.

A ricota e o cottage são excelentes fontes de proteínas. Além disso, são ricos em cálcio, mineral fundamental para o bom funcionamento do organismo, uma vez que age no fortalecimento dos ossos, dentes e músculos do corpo.

Queijo ricota benefícios

A ricota é um alimento rico em cálcio, que age no fortalecimento dos ossos e dentes. Este alimento também contribui para o crescimento da massa magra, porque possui alto índice de proteína. De acordo com nutricionistas, a proteína da ricota dá energia e tem a mesma quantidade de calorias de alguns suplementos. O produto lácteo apresenta, portanto, uma série de benefícios.

Propriedades da ricota

  • Vitamina A: combate o envelhecimento das células, o câncer e a anemia. Também diminui a incidência de problemas de pele e aumenta a defesa do organismo.
  • Potássio: auxilia o processo de manutenção e relaxamento muscular, evitando, desta forma, as câimbras. Além disso, previne males cardíacos e cerebrais (avc), ajuda a trazer equilíbrio de água no corpo.
  • Proteína: ajuda no fortalecimento dos músculos.
  • Fósforo: atua no nosso organismo junto com o cálcio, para garantir uma boa densidade óssea Também ajuda a evitar problemas odontológicos. O fósforo também tem a função de manter o Ph ideal (alcalino), prevenindo o aparecimento de diversas doenças.
  • Cálcio: encontrado em grande porção na ricota. O nutriente é importante para regular a pressão e para coagular o sangue quando necessário.

Ricota em outros países

Em Portugal, a ricota recebe o nome de requeijão. Tradicionalmente, o requeijão é um subproduto da fabricação do queijo de ovelha, sendo adicionado ao soro, até ao máximo de 18% em volume, leite de ovelha ou de cabra. Em algumas regiões do Paraná e Santa Catarina, o produto também é chamado de requeijão.

Tipos de queijo

O Brasil tem uma enorme variedade de tipos de queijo. O mercado oferece tanto os mais tipicamente brasileiros, como o minas, como queijos inspirados nos conhecimentos queijeiros trazidos ao país pelos europeus.

Ao serem reformuladas por aqui, as versões originais de queijos tradicionais foram adaptadas às condições locais e à oferta de leite nas diferentes bacias leiteiras brasileiras. Em suma, os queijos foram sendo transformados com o objetivo de atender não só às características do leite produzido aqui como também as preferências do consumidor brasileiro.

O brasileiro consome cerca de cinco quilos de queijo por ano, segundo a Associação Brasileira de Indústrias de Queijo (Abiq).

Receitas com ricota

A ricota é um alimento versátil, que pode integrar inúmeras receitas tanto doces como salgadas. Por essa razão, está presente no cardápio de lanches rápidos e de pratos mais elaborados e elegantes. Além disso, é usada como recheio de panquecas, tortas, bolos, como acompanhamento de saladas, na massa de patês, e de diversas outras formas.

Panqueca recheada de ricota

Ricota temperada

Temperar a ricota é uma forma rápida e deliciosa de ter um ótimo acompanhamento para café da manhã. É perfeita para acompanhar torradas e lanche da tarde. Além disso, é uma opção fresca e aromática. Aliás, pode ser, inclusive, servida como junto com as saladas nas refeições. Dessa forma, é muito comum temperar este produto para incluir nas receitas

INGREDIENTES

  • 1 xícara de ricota
  • 1 colher de chá de cebolinha picada
  • ½ colher de chá de tomilho picado
  • 1 dente de alho pequeno
  • 5-8 tomates cereja cortados ao meio
  • 1/8 colher de chá de sal
  • 1/8 colher de chá de pimenta

MODO DE PREPARO

Misture a ricota, cebolinha, tomilho, alho. Monte por camadas: coloque a mistura de ricota por cima, seguida por uma camada de tomate cereja, cebolinha picada extra.

A origem da ricota

A produção de ricota começou na Itália, há muitos anos. A fabricação de queijo através da adição de quimosina gera, como subproduto, soro doce de leite. Então, este soro, adicionado de leite, passou a ser aproveitado para a produção do laticínio. Esta é a receita que resiste até os dias de hoje.

A ricota costumava ser consumida, principalmente, pelos pastores que fabricavam o produto lácteo. No entanto, há evidências de que  também era consumida pela aristocracia romana antiga.

A ricota italiana é mais branca, por ser feita a partir do soro obtido da produção de mussarela com leite de búfala ou de cabra. Outra característica é que é mais úmida, cremosa e fresca do que a fabricada no Brasil.

Compartilhe sua opinião

Agro20 | Portal Vida No Campo