Salmonelose é causada por bactérias e pode levar animais à morte

Inicio » Veterinária » Salmonelose é causada por bactérias e pode levar animais à morte
06/04/2021 Por
Salmonelose é causada por bactérias e pode levar animais à morte

Diferentes tipos de doenças são causadas por bactérias que afetam os animais. Desta forma, desencadeiam problemas graves de saúde, contribuindo para questões sanitárias que precisam ser vistas com atenção, como a salmonelose.

Afinal, o que é salmonelose? Trata-se de um conjunto de enfermidades causadas por um grupo de bactérias chamadas de Salmonellas. Essas bactérias causam uma série de sintomas que deixam os animais fracos e desidratados.

As bactérias podem contaminar a água e os alimentos dos animais. Mais tarde, causam diversos danos ao organismo, tendo a via oral e fecal como porta de entrada para contaminar a criação.

galinha de diversas cores

Salmonelose aviária

A salmonelose em aves é bastante conhecida pela associação que fazemos com ovos e carnes de frango contaminados. No entanto, existem maneiras diferentes das Salmonellas afetarem as aves, sendo elas:

Tifo aviário: é um tipo de doença comum em galinhas adultas. Além de ser uma doença grave, que chega a altos índices de mortalidade, ela tem sinais clínicos de perda de peso no animal, diminuição da produção de ovos, perda de apetite e anemia, além de um estado de apatia.

Pulorose: é uma doença com alta mortalidade e que atinge animais jovens. Assim como o tifo, os sintomas afetam as aves como perda de apetite, perda de peso e apatia. No entanto, a doença também provoca diarreia e morte em grande escala.

Paratifo aviário: a faixa etária de aves afetadas varia entre jovens e adultos. Os animais com paratifo aviário também registram queda na produção de ovos.. Quando comprovada a doença, muitos produtores optam por sacrificar os animais para evitar que as bactérias se alastrem ainda mais.

vacas branco e cinza olhando pra câmera

Salmonelose bovina

A infecção de salmonelose em bovinos é bastante frequente em bezerros de até 3 meses. Os principais sintomas nesses animais também são diarreia, desidratação, febre e fraqueza, deixando os animais com aspecto abatido. 

Da mesma forma que em aves, a bactéria afeta os bovinos por meio de água e alimentos contaminados. Para evitar quadros generalizados da doença, os animais infectados devem ficar isolados para tratamento.

Por fim, a transmissão da salmonelose também acontece pelo contato com fezes contaminadas, sem falar no leite que dissemina bactérias para os bezerros.

 Tratamento para salmonelose

A salmonelose em animais deve ser combatida não apenas pelos grandes prejuízos financeiros com a perda de animais, mas também para evitar a queda de produção de subprodutos, como leite e ovos.

Diversos profissionais divergem quanto ao tratamento, na dúvida entre utilizar ou não antibióticos. No entanto, os médicos veterinários responsáveis pelo rebanho precisam ser consultados. Uma indicação está no uso de soluções eletrolíticas, pois a salmonelose em animais causa desidratação devido à falta de apetite e quadros de diarreia.

Prevenção é o caminho

Sim, a melhor maneira de evitar que sua produção sofra com a doença é apostar em cuidados preventivos, mantendo as bactérias longe dos animais. Então, confira algumas medidas para prevenir salmonelose:

  • Alimentos e água limpa: o cuidado deve ser grande para evitar contaminação na água e alimentos, especialmente rações com componentes de origem animal. A água deve estar sempre limpa.
  • Descarte de fezes: os produtores precisam fazer o descarte adequado para as fezes dos animais, especialmente os que estão contaminados. É comum o uso de fezes para fertilizantes orgânicos, contaminando toda a região.
  • Controle de quem entra no local: não apenas os animais precisam de controle para entrada e saída dos locais de criação. A circulação de pessoas também precisa de atenção.
  • Novos animais: o cuidado precisa estar, também, ao adquirir animais novos, como pintinhos. A procedência desses animais é importante, pois precisam estar livres da salmonelose.

Imagens: Andreas Göllner, Leandro Jorge e Jake Heckey/Pixabay

Compartilhe sua opinião

Agro20 | Portal Vida No Campo