Sarapatel, iguaria comum em algumas regiões, tem origem em Portugal

Inicio » Agronegócio » Sarapatel, iguaria comum em algumas regiões, tem origem em Portugal
01/11/2020 Por
Sarapatel, iguaria comum em algumas regiões, tem origem em Portugal

Para quem é adepto da carne, o sarapatel pode ser uma ótima opção de culinária para sair da rotina. Feito com ingredientes diferentes, permite grande liberdade na hora de temperar e oferece um sabor diferente dos demais.

Em suma, o sarapatel não é um prato tão conhecido em muitas regiões do território brasileiro, mas, ainda assim, desperta muita curiosidade por conta de sua aparência saborosa e ingredientes que grande parte das pessoas amam.

Sarapatel

O que é sarapatel?

Sarapatel é, na verdade, o nome designado às iguarias feitas com vísceras de porco, cabrito ou borrego. Diferente do que muitas pessoas pensam, a receita não é tipicamente brasileira, já que a origem do sarapatel é de Alentejo, Portugal.

No entanto, como grande parte das coisas, ao chegar em território brasileiro, iniciou-se uma modificação da receita até que ela agradasse o paladar da população. Além disso, desde quando chegou ao país, já passou por diversas revisitações e cada estado e região possui um modo de preparo diferente.

Para entender melhor o que é sarapatel, ele é muito semelhante a uma feijoada brasileira, porém sem os grãos do feijão e utilizando outros ingredientes.

Sarapatel no Brasil

Mesmo sendo um prato típico de Portugal, o sarapatel ficou muito famoso entre os moradores de Alagoas, Bahia, Ceará, Piauí, Sergipe e demais locais. No Sul do país, entretanto, não é tão conhecido e menos ainda consumido.

De qualquer forma, em Pernambuco, local onde é muito popular, o prato é feito o mais próximo possível do sarapatel tradicional, já que se utiliza das tripas e demais vísceras do porco. Na receita, sangue coagulado também faz parte do prato e é cortado em pedaços.

Além disso, no Brasil, o teor de gordura do prato é extremamente alto, ainda mais por conta da grande quantidade de tripas e toucinhos que são colocados na receita. Entretanto, em regiões como o Ceará e o Piauí, é muito comum que o prato seja feito com o pulmão, rins e fígado de um bode ou carneiro.

O sarapatel nordestino faz parte de uma das receitas mais pesadas e gordurosas desse prato, perdendo apenas para o sarapatel indiano de Goa.

Receita de sarapatel no exterior

Os ingredientes do sarapatel também mudam conforme o país. Em Goa, na Índia, o prato é feito com cabeça, fígado, sangue, a própria carne, coração e rins do animal. Como é um país que tem um grande apreço por utilizar temperos, costuma temperar o prato com:

  • Pimenta malagueta;
  • Cravo;
  • Açafrão;
  • Canela;
  • Gengibre.

Além desses ingredientes, o coentro, cominho, alho e tamarindo também fazem parte da receita. Ademais, a cebola e o vinagre também podem ser acrescentados na receita.

Em contrapartida, em Portugal, o sarapatel é feito com a carne de cabrito ou borrego. Na receita portuguesa é muito comum que o fígado, os pulmões, vísceras e sangue cozido também sejam utilizados.

Porém, a grande diferença é que costumam temperar com o tomate, colorau e louro, a fim de garantir um sabor diferenciado sem a necessidade de acrescentar uma grande quantidade de temperos.

Além disso, também pode ser encontrado em forma de sopa. Para essa receita, utiliza-se o sangue de porco, fígado, nozes, pera e uva-passa.

Sarapatel

É muito comum que as vísceras, órgãos e demais miúdos dos animais, principalmente do porco e do frango no caso do sarapatel de frango, sejam jogados fora. No entanto, o sarapatel é uma receita que reaproveita todas as partes do animal e colabora para um menor nível de desperdício.

Receita de sarapatel

Como o sarapatel é um prato que se adapta conforme a região em que é feito, é muito comum encontrar uma incrível quantidade de variações da receita de sarapatel. Por conta disso, muitas pessoas se encontram em dúvidas em relação à receita original ou qual a melhor para fazer.

No entanto, isso depende muito do gosto de cada um e também da quantidade de gordura que está disposto a ingerir. No geral, as receitas de sarapatel mais comuns são:

Sarapatel de bode

Para o sarapatel de bode, é necessário utilizar em torno de 1kg das vísceras do bode, além de temperos como cebola, colorau, sal, tomate, coentro ou, se preferir, utilizar os temperos prontos e completos que são vendidos em supermercado. O importante é que, quanto mais forte, melhor o sarapatel.

Em seguida, basta escaldar muito bem as vísceras com muito limão. Surpreendentemente, o limão um ingrediente que é extremamente poderoso para realizar uma limpeza adequada nas vísceras do bode. Depois de limpas, basta cortá-las em pedaços largos, mas não muito grandes.

Assim, basta temperar com os ingredientes de sua preferência, refogar e cozinhar muito bem, mas que ainda seja possível visualizar o caldo.

O sarapatel de bode é perfeito para comer sozinho ou com um arroz como acompanhamento. Em geral, é muito consumido como forma de ensopado, utilizando sempre uma colher. Além disso, essa mesma receita pode ser aplicada com o sarapatel de boi. Dependendo da região, algumas pessoas fogem da receita tradicional e utilizam a carne do boi para realizar a receita.

Sarapatel

Sarapatel de porco

O sarapatel de porco é o prato mais próximo do tradicional e pode ser feito como um sarapatel na panela de pressão para que o seu preparo seja mais rápido. Como é um pouco mais detalhado, para essa receita será necessário:

  • ½ rim de porco;
  • ½ fígado;
  • 1 língua;
  • ½ coração.

Para temperar, pode utilizar os temperos que julgar necessário. Como a carne de porco se mostra mais forte, é comum que hajam temperos como o alho, pimentão, batata, cenoura, etc.

Dessa forma, para o preparo será necessário ferver as carnes separadamente e deixar esfriar. A capa da língua deve ser retirada. Depois de tudo pronto, pique todas as carnes em cubos médios e largos.  Em um liquidificador, bata todos os temperos escolhidos e faça uma pasta.

Em seguida, coloque as carnes picadas para refogar muito bem e sem pressa. Adicione a pasta, mais água e deixe terminar de cozinhar. Em seguida, pode-se adicionar uma batata e uma cenoura picada, temperar com sal e servir com arroz branco.

Dessa forma, é possível chegar mais próximo da receita original do sarapatel brasileiro, caso a receita seja servida com alguma farofa.

Compartilhe sua opinião

Agro20 | Portal Vida No Campo