Banha de porco volta a ganhar espaço no mercado brasileiro

Inicio » Agronegócio » Banha de porco volta a ganhar espaço no mercado brasileiro
19/05/2020 Por
Banha de porco volta a ganhar espaço no mercado brasileiro

A banha de porco é extraída da mesma parte que o toucinho e é muito mais saudável para ser utilizada na culinária

São utilizadas em produção de alimentos muitas gorduras, sendo a de porco a mais indicada por ser uma gordura natural. Como a utilização da banha esteve muito tempo atrelada à vida rural, atualmente ela volta para o comércio industrializada.

Além disso, a banha de porco é muito mais saborosa e vem do animal que é um dos mais importantes na pecuária. Deste modo, a preferência por utilizar esse ingrediente na cozinha vem aumentando.

Banha de porco

O que é banha de porco?

Banha de porco é uma camada de gordura natural, encontrada entre a carne (músculo) e a pele do animal. Por possuir muitas calorias, ela serve de isolante térmico para os suínos e também infere o sabor à carne.

Possui ácidos graxos insaturados, os quais são melhores assimilados no organismo em relação às gorduras encontradas em gorduras vegetais hidrogenadas como a manteiga. Estes ácidos graxos dão origem a compostos importantes para as células, como o ácido linoleico, conhecido como ômega 3.

Esse ômega 3 é responsável por proteger a mielina presente nos neurônios, entre outros aspectos. Os demais ácidos graxos auxiliam na prevenção de câncer, pois sua ação antioxidante protege as células e também evita o envelhecimento.

É mais saudável que as gorduras saturadas, porém, não deve ser utilizado em grandes quantidades no dia a dia, pois em excesso a banha de porco engorda.

Utilização correta

A sua utilização pode vir de encontro à substituição de óleos vegetais e margarina no preparo de alimentos, mas não dispensa o uso de azeite de oliva. Isso porque o azeite de oliva regula os índices de LDL, o colesterol ruim no organismo. O uso apenas da banha exagerado diariamente pode aumentar os níveis de LDL e então a banha de porco faz mal ao organismo.

Nessas condições, a banha pode causar arteriosclerose, uma condição em que as veias e artérias do corpo são obstruídas, sobrecarregando o coração e impedindo a circulação sanguínea, ainda mais se associado ao uso do cigarro. Essa doença aumenta os riscos de AVC, amputação de membros devido à necrose dos tecidos, e os riscos de infarto.

Atualmente, a vida no campo já não é mais uma realidade e tudo mudou. No processo de industrialização, houve o incentivo à urbanização. Logo, as atividades de extração da banha de porco para cozinhar ativeram-se às atividades artesanais em chácaras e fazendas que criavam suínos para seu consumo.

Além disso, a industrialização ainda promoveu o incremento de óleos extraídos de vegetais e gorduras saturadas, como margarinas, na mesa da população urbana.

O emprego destes produtos na indústria tomou o lugar da banha extraída do porco na culinária tradicional. Outrossim, atualmente a banha de porco industrializada tem sido viabilizada para consumo.

Elas podem ser embaladas em plásticos ou lata e possuem valor acentuado quando comparado às gorduras vegetais. Ainda assim, tem sido preferida pelos benefícios da banha de porco.

Banha de porco

Benefícios da banha de porco

Após compreender o que é banha, podemos entender quais as vantagens de cozinhar com banha de porco e como ela pode ser benéfica para a saúde.

  • A banha é rica em vitamina D e C;
  • É fonte de ferro e fósforo;
  • Possui gorduras monoinsaturadas mais facilmente degradadas;
  • Contém ácido oleico que auxilia no combate à depressão;
  • Ajuda a manter os níveis adequados de triglicerídeos, protegendo o coração;
  • Em doses adequadas, diminui os níveis de colesterol das células por sua ação antioxidante;
  • A banha é muito mais saborosa e tem melhor desempenho para o preparo de alimentos.

Para que serve banha de porco?

Há muitas aplicações para que serve a banha de porco na culinária. Ao invés de ser comprada industrializada, ela pode ser extraída a partir da compra de toucinho do porco. Desta forma, basta que seja derretida e resfriada.

Seu uso é amplamente aplicado na produção de massas, bolos, pizzas e preparo de molhos refogados, arroz, cozimento de feijoadas e ainda substitui o óleo para frituras e a margarina em todas as receitas.

As receitas com banha de porco são as mais diversas e a mais conhecida é a sua utilização no preparo de pães. Veja:

Pão caseiro

Ingredientes:

  • 500g farinha de trigo;
  • 1 colher das de sopa de açúcar;
  • 1 colher das de sobremesa de sal;
  • 10g fermento biológico seco;
  • 200ml água morna;
  • 60ml banha de porco (derretida);
  • 1 ovo.

Misture primeiramente os ingredientes secos. Depois adicione o ovo, a banha e a água morna. Misture bem até chegar ao ponto de desgrudar das mãos. Adicione farinha para amassar e sovar a massa. Deixe crescer por 1 hora. Asse por 45 minutos a 220 °C.

Esta receita é um exemplo de como usar a banha de porco em substituição ao óleo e margarina. Sem dúvidas, vale a pena experimentar – tanto pela variação de sabores quanto pelos aspectos nutricionais.

Banha de porco

Tipos de banha de porco

Existem diferentes tipos de banha de porco, extraídas de raças diferentes do animal. As raças favoritas da suinocultura para extração de banha são as de porco preto e gigantes.

A banha é utilizada na produção de sabão, uma vez que a gordura apolar infere ao sabão a cadeia de hidrocarbonetos necessária para a remoção de outras gorduras. A parte apolar do sabão é constituída de um sal, o qual quando em contato com a água libera gases.

A banha para sabão realiza a função análoga à da glicerina, agindo sobre as camadas apolares de gorduras. Estas se ligam formando coloides, os quais não são solúveis em água.

A parte do sal transforma a água em um soluto para remoção da gordura. A gordura e os óleos não são solúveis em água, por isso se torna necessário que o sabão tenha a parte apolar que dissolva a gordura.

O emprego de água quente para a remoção da gordura apenas liquidifica a substância, a qual escorre mais facilmente. Porém, a água quente sozinha não remove os resquícios da gordura, e nem mesmo da banha de porco, nas superfícies, sendo necessário a ação de um sabão para dissolvê-las.

Compartilhe sua opinião

Agro20 | Portal Vida No Campo