Úbere é onde se localizam as glândulas mamárias das vacas leiteiras

Inicio » Pecuária » Úbere é onde se localizam as glândulas mamárias das vacas leiteiras
15/01/2021 Por
Úbere é onde se localizam as glândulas mamárias das vacas leiteiras

A cadeia produtiva do leite e seus derivados desempenha um papel significativo no Brasil. Isso porque contribui na produção de alimentos e geração de emprego e renda para milhares de famílias. Porém, esse papel de destaque se deve aos cuidados dos produtores com o rebanho leiteiro. Nesses casos, alguns cuidados específicos são necessários, como os cuidados com o úbere.

O úbere é uma parte o corpo das vacas leiteiras que merece atenção e cuidados, pois é ali que é produzido o leite, sendo um local sensível.

úbere

O que é úbere?

O úbere é a parte onde é produzido o leite, ou seja, diz respeito às glândulas mamárias de animais como as vacas. Essas glândulas possuem um grande número de células que são as responsáveis pela secreção do leite. As glândulas  se dividem em quatro quartos. Dessa forma, os quartos anteriores respondem pela produção de aproximadamente 40% do leite e os posteriores responsáveis por 60%.

Para manter uma boa produção de leite, é preciso um rebanho com boa produtividade e longevidade. Assim, o ideal é que o plantel seja formado por animais com boa genética, boa capacidade produtiva e com boa estrutura corporal. Isso, para que a vaca consiga manter seu potencial ao longo das lactações. Dentre os principais motivos de descarte no rebanho leiteiro estão problemas no úbere.

Dessa forma, deve ser observado que o úbere de vaca de primeira lactação deve ser um úbere condizente com a sua idade, geralmente alto e com boa largura. Essa medida pode ser observada pela distância entre a vulva até o início da parte que produz leite.

Assim, quanto menor essa distância, melhor. Ou seja, o ideal é que o úbere seja alto e largo, o mais alto possível em relação ao chão. Isso, para evitar contato com o chão ou outras superfícies que possam machucar e causar problemas e inflamações.

Edema de úbere

Dentre as enfermidades que podem acometer esta parte do animal está o edema de úbere. Muitas vezes a intensificação na seleção genética buscando a máxima capacidade produtiva pode resultar em problemas para o rebanho leiteiro.

Esse edema é um tipo de desordem caracterizado por acúmulo de fluído nos espaços intercelulares do tecido da glândula mamária. O problema pode ocorrer no período do peri-parto (período que vai desde o último mês de gravidez até cinco meses após o parto). Nesse período, o corpo da mãe retorna gradualmente à sua condição anterior à prenhez.

úbere

Próximo do parto, os principais sinais observados do edema podem ser o próprio edema localizado no úbere, redução do apetite, redução na produção de leite, desconforto, dificuldade de locomoção, dor e até lesões locais.

Em algumas ocasiões o edema acaba reduzindo aos poucos com início da ordenha. Porém, mesmo assim é preciso tratar, pois esse problema pode se tornar severo e persistir durante meses.

O manejo correto das vacas é fundamental para a eficiência produtiva dos animais, de forma sadia. No contexto da cadeia produtiva do leite, é importante que o produtor esteja atento às possibilidades de enfermidades que acometem o úbere, prejudicando o animal e a produção.

Compartilhe sua opinião

Agro20 | Portal Vida No Campo