Manteiga é um derivado do leite amplamente consumido e utilizado

Inicio » Agronegócio » Manteiga é um derivado do leite amplamente consumido e utilizado
10/05/2020 Por
Manteiga é um derivado do leite amplamente consumido e utilizado

De vilã da saúde a queridinha da cozinha, conheça a força e sabor da manteiga

Embora possua vários benefícios à saúde, por muito tempo ela brigou com a margarina pela preferência dos consumidores. No entanto, hoje as coisas estão diferentes, pois a manteiga superou as adversidades e conquistou o público em geral no mundo todo.

Aliás, já que os Estados Unidos são um grande ponto de partida para tendências globais, é esperado que esse consumo de manteiga aumente e contagie demais países, como o Brasil. Assim, as oportunidades são promissoras para nossa indústria de laticínios, onde lançamentos devem chegar logo e seguir tendências do consumidor.

Manteiga

O que é manteiga?

Manteiga é um produto derivado do leite e que pode ser obtido a partir do batimento da nata ou creme do leite. Aliás, ele pode ou não estar fermentado, mas acaba causando a aglomeração de glóbulos presentes na gordura. A partir de então ocorre uma separação da fase líquida, que também é conhecida como “leitelho”.

Vale lembrar que é a gordura o principal componente desse produto, o que a deixa com um valor altamente nutritivo. Além do sal, sua composição é rica pela presença de elementos e nutrientes como:

  • Vitaminas;
  • Proteínas;
  • Ácidos;
  • Cinzas;
  • Lactose;
  • Água.

Enfim, para você entender o que é manteiga, saiba que ela é uma opção mais saudável do que a margarina. Assim, procure substituir ou até mesmo alternar seu consumo. Para isso, é possível investir em demais produtos que são derivados do leite, a exemplo de ricota, queijo frescal, cottage e outros tipos de queijo magro.

Isso porque, além de oferecem maiores quantidades de proteínas e cálcio, eles ainda apresentam índices calóricos menores, bem como menores níveis de gordura. De qualquer forma, a manteiga também requer cuidados e orientações em dietas e na alimentação em geral para proteger o coração.

Sendo assim, também podemos indicar uma substituição por alimentos como geleia, mel e até alguns tipos de requeijão.

Cresce consumo dos tipos de manteiga no mundo

Apesar de ser conhecida pelo humano há milhares de anos, apenas nas últimas décadas a tradicional manteiga virou uma inimiga da nossa saúde. Isso porque ela tem altos teores de gordura. Entretanto, após perder espaço para a margarina, hoje quase todos os tipos de manteiga são queridinhos, tanto no café-da-manhã quanto em pratos elaborados em finos restaurantes.

Ou seja, por longos anos, esses produtos competiram pela preferência do consumidor. Ainda mais em terras brasileiras, onde um pãozinho francês não resiste aos seus encantos. Por outro lado, nos Estados Unidos, foi a margarina que ganhou a briga por cerca de meio século.

Manteiga

No entanto, recentemente as coisas mudaram no mundo todo. Até porque, no ano de 2016, foram consumidos quase dez milhões de toneladas de manteiga, um número recorde. Aliás, os Estados Unidos lideram o mercado mundial atual, mas estima-se que nosso consumo de manteiga chegue a pontos recordes.

Ou seja, em números, é esperado um aumento na produtividade que pode chegar a cerca de 4 por cento até o final de 2020. Quer dizer que, de todo o volume correspondente ao consumo mundial de manteiga, a projeção é bem otimista. Até porque, entre os produtos derivados de leite, essa taxa de crescimento brasileiro perde apenas para a produção do leite líquido.

Invista na manteiga ghee para gerar fonte de renda

Se você adora uma boa manteiga, e já está pensando em investir nesse comércio, chegou a hora de conhecer os benefícios de quem anda produzindo e vendendo a receita da verdadeira variedade indiana. Receita simples, rentabilidade excelente e sabor irresistível são alguns dos pontos de partida dessa variedade.

Aliás, saiba que seu sabor vai mudando de acordo com o processo de preparo do produto, pois ela conquista ficando cada vez mais saborosa que as manteigas tradicionais. Por certo, esse já é um grande atributo do tipo e motivo para você começar a pensar em ser um fornecedor ou mesmo produtor de manteiga ghee.

Pelo lado do consumidor, essa variedade aquece qualquer investimento, visto que seu sucesso em terras indianas decorre dos inúmeros benefícios para a nossa saúde. Assim, confira abaixo os melhores apelos que o produto tem frente às demais concorrentes:

  • Tem alta versatilidade na cozinha;
  • Diminui os riscos de hipertensão;
  • Auxilia na digestão;
  • Favorece a saúde dos pulmões;
  • Fortalece as defesas do nosso organismo;
  • Combate doenças cardiovasculares;
  • Melhora a função das articulações;
  • Auxilia no tratamento de úlceras;
  • Ajuda a tratar distúrbios gastrintestinais;
  • Melhora a memória.

Além do mais, vale destacar que ela é uma ótima alternativa para quem tem alergia à lactose. Claro que isso varia de pessoa para pessoa pelo grau de sensibilidade, mas uma orientação médica ajuda na hora de determinar qual a receita que deve ser feita.

Enfim, em relação a outras vantagens, essa manteiga é altamente indicada para pessoas que procuram manter a forma e a qualidade de vida. Para isso, tem quem invista em produtos leves, alimentação saudável e até mesmo precisa consumir leite sem lactose. Ou seja, dependendo da sua receita, é hora de ganhar dinheiro fazendo sua própria ghee de forma caseira.

Manteiga

Manteiga de garrafa faz sucesso em bares

Além de ser sucesso em terras nordestinas, a manteiga de garrafa também anda conquistando o paladar de empresários e clientes do ramo de bares e restaurantes. Aliás, quando o assunto são os concursos de comida de boteco, ela é um ingrediente quase indispensável em várias receitas de quitutes e porções.

Prova disso é sua versatilidade frente a demais produtos, visto que ela também cai bem no preparo e acompanhamento de pratos com carnes e frituras. Por certo, uma de suas grandes qualidades, em relação aos tipos mais comuns, é que a manteiga de garrafa continua no estado líquido mesmo estando em temperatura ambiente.

De acordo com renomados chefs, ela ainda pode ser produzida a partir da sobra da borra da produção de requeijão e até mesmo com a variedade tradicional. O importante é que o resultado, em ambos os processos, garante uma gordura saborosa. Além disso, ela é um tipo de manteiga que apresenta alto tempo de conservação fora da refrigeração.

Compartilhe sua opinião

Agro20 | Portal Vida No Campo