O vento é um fenômeno imprescindível para a produção de energia eólica

Inicio » Meio Ambiente » O vento é um fenômeno imprescindível para a produção de energia eólica
01/04/2019 Por
O vento é um fenômeno imprescindível para a produção de energia eólica

O vento é um fenômeno que se propaga naturalmente, além de trazer benefícios a agricultura

O vento é um fenômeno de origem natural e sua tendência na atmosfera terrestre está diretamente relacionada a movimentos conhecidos pela ciência: a rotação e a translação.

A existência do vento é de extrema magnitude para o desenvolvimento e a vida na Terra. Além de ser eficiente no afastamento de gases poluentes, seu uso pode ser de suma importância para gerar energia, por exemplo.

Ondas do mar sendo movidas pelo vento

O que é o vento?

O vento é um fenômeno natural que está presente na Terra desde os primórdios da humanidade, os gregos já utilizavam desse artifício para saber quando algo perigoso se aproximava, por exemplo. No entanto, a intensidade do vento é influenciada pela pressão atmosférica. Por isso, a degradação do meio ambiente interfere diretamente em sua força.

Regiões litorâneas têm maior propensão a atingir grandes rajadas de vento, uma vez que essas cidades estão localizadas no mesmo nível que o mar. Dessa maneira, o modo como o fenômeno se desloca pelas regiões, seja numa ventania ou não, dependerá diretamente de diferentes fatores como:

  1. Pressão atmosférica
  2. Poluição do meio ambiente
  3. Exposição aos raios solares
  4. Umidade do ar

Regiões com a presença de altas montanhas também são conhecidas pela forte formação do vento. Isso é absolutamente comum, visto que regiões relativamente altas também recebem alta taxa de rajadas.

No entanto, parte dos acontecimentos que tem como resultado o forte vento na natureza está relacionada ao meio ambiente. A forma como o planeta sente o impacto dos mais diversos acontecimentos reflete diretamente no modo como o fenômeno se comporta.

Consequências do vento

Dentro da agropecuária, as consequências do são enormes e, na maioria das vezes, positivas; visto que ele interfere diretamente na qualidade dos trabalhos.

Ambientes menores, por exemplo, necessitam de ventilação. Dessa maneira, o vento deixa o local mais arejado e propício aos animais, além de afastar as bactérias que se alocam em regiões abafadas. Além disso, a propagação de bactérias é muito menor se o ambiente for arejado o suficiente.

Na agricultura, o fenômeno é extremamente importante para o melhor funcionamento dos cultivos. Isso porque ele é capaz de tornar o ambiente mais arborizado, dispersando bactérias e retendo menos calor; o que ajuda no desenvolvimento de alguns vegetais sensíveis a climas mais densos.

Agricultores chegam a utilizar plantas altas – conhecidas como quebra vento, para otimizar a produção. Sua função é a de proteger cultivos das grandes rajadas, fazendo com que os vegetais cresçam de maneira saudável, sem ser prejudicada por fenômenos naturais.

centro de absorção de energia eólica

O vento e a energia eólica

Mesmo sendo uma tecnológica relativamente cara, a absorção de energia eólica já acontece no Brasil, e ela é eficiente. Todo esse trabalho de extrair energia do vento pode ser convertido para diferentes atividades, que vão desde o oferecimento de autonomia para geradores até o fornecimento de eletricidade para os lares.

A principal vantagem da energia eólica é a sua forma limpa, visto que ela é livre de gases do efeito estufa. Desse modo, não impacta negativamente integridade do meio ambiente. Os parques eólicos (locais onde ficam abrigados os geradores) são diretamente ligados a transmissores de energia elétrica. Dessa maneira, todo o vento que passa pelos aerogeradores são transformados em energia elétrica.

Formação do vento

Os tipos de vento podem parecer não ter diferença para leigos. Porém, eles têm características conhecidas pela meteorologia. Sua diferenciação é conhecida de duas formas, sendo elas:

  • Vento vertical: é quando a superfície do solo está em uma temperatura diferente do subsolo. Por conta dessa diferenciação de calor, as camadas de temperatura são substituídas, provocando o vento de forma vertical.
  • Vento horizontal: É quando as massas do subsolo vão para a superfície e, ao invés de serem substituídas, entram em atrito, causando interferência em toda a temperatura e direção do fenômeno.

Diferença entre ar e vento

O ar e o vento são dois elementos da natureza completamente diferentes, mas que, muitas vezes, são confundidos por boa parte das pessoas. A composição do ar está diretamente ligada aos gases que envolvem toda a terra, produzindo substâncias importantes para a vida humana, dentre elas o oxigênio.

O oxigênio é considerado um conjunto de partículas extremamente importantes para a continuidade da vida na Terra. Isso porque, sem o oxigênio, a vida não existiria.

Já o vento é algo sentido diretamente pelos seres vivos. A maneira como ocorre o vento faz com que seja capaz de refrescar ambientes e tornar temperaturas mais amenas; ajudando no bem-estar dos seres vivos, de maneira geral.

No entanto, assim como o vento, o oxigênio está presente em todos os lugares da terra, porém não pode ser visto e nem tocado. Porém, mesmo sem que a sua presença em forma física possa ser vista, ela ainda pode ser sentida e é, indiscutivelmente, crucial à vida.

Curiosidades sobre o vento

  1. Durante muito tempo, a ventania do mar era utilizada para movimentar grandes embarcações de uma região para a outra. O trabalho necessário para que isso ocorresse era apenas o de comandar o timão e guiar o barco até o local desejado.
  2. Dentro de aeroportos, aviões só levantam e pousam contra o vento. Essa técnica é baseada na física e é recomendada para evitar transtornos e problemas diversos.
  3. A ocorrência do vento não pode ser impedida na natureza. Mesmo que paredes sejam construídas para contê-lo, ele se redistribui em outras direções e é capaz de atravessar diferentes tipos de barreiras. Dependendo de sua intensidade, como no caso de furacões e tornados; a sua força é tanta que pode derrubar paredes, casas e até carregar grandes estruturas pelos ares.

Todas as características do vento o tornam importante para o bom funcionamento do planeta, visto que ele pode ser utilizado de diferentes modos e e afetar variados setores e aspectos da vida humana.

Árvore sendo movida pelo vento

Hoje, mais do que nunca, é importante o uso de energia natural, por exemplo. Caso a tecnologia de energia eólica seja melhor disseminada, poderá trazer avanços que serão refletidos em um futuro próximo.

O vento é um fenômeno natural que é presente na vida de todos os seres vivos, e a forma como ele se comporta depende muito da região em que ocorre e das condições do meio ambiente destes locais.

Compartilhe sua opinião

Agro20 | Portal Vida No Campo