Aclimatação e os impactos que pode ocasionar nos seres vivos

Inicio » Veterinária » Aclimatação e os impactos que pode ocasionar nos seres vivos
08/02/2019 Por
Aclimatação e os impactos que pode ocasionar nos seres vivos

Como a aclimatação interfere no bem-estar dos seres vivos

Envolvendo a capacidade dos seres vivos de adaptar-se a territórios diferentes do seu habitat natural, a aclimatação faz parte de etapas do ciclo de vida de todo e qualquer ser presente no planeta Terra.

A aclimatação tem, claramente, uma enorme importância na vida dos seres humanos, dos animais e das plantas. Isso porque, como todos os seres vivos estão sujeitos à influência dos fatores climáticos no dia a dia, a necessidade dessa capacidade específica – em algum momento – se manifestará.

A aclimatação é um fator climático que influencia no cotidiano dos seres vivos.

O que é aclimatação?

Aclimatação é o termo que designa o processo de adaptação de qualquer ser vivo às mudanças climáticas ou temperamentais de um ambiente específico. Embora considerado um fator de curto período, sua duração pode variar de acordo com espécies e condições da mudança.

A aclimatação pode ser vista como o resultado de uma mudança que ocorre para que o corpo de um ser vivo – seja ele humano, animal ou vegetal – se adapte as condições do ambiente em que se encontra. Ela é causada, principalmente, por uma combinação entre íons de hidrogênio e a hiperventilação que eleva o sistema respiratório.

Em animais, a aclimatação pode contribuir para o contínuo crescimento de pelos. Assim, permitindo que adaptem-se à temperaturas mais baixas do que o normal sem complicações à saúde e bem-estar. A aclimatização é a reação fisiológica em relação à transformações naturais ocasionadas em um território. Apesar de muito confundida com aclimatação, as duas apresentam diferenças:

Aclimatação de frio e calor

Uma situação em que a aclimatação está muito presente é no mundo dos esportes. Muitos atletas de esportes radicias se expõem à climas extremos em nome do esporte.

Mas afinal, como eles conseguem? Tudo é uma questão de adaptação ao ambiente. Quando seu corpo está acostumado a temperaturas extremas, seja de frio ou de calor, o indivíduo sente muito menos os efeitos e é capaz de se adaptar com mais facilidade ao ambiente.

Outra vantagem que facilidade neste processo de adaptação é a criação deste individuo em locais com maiores altitudes. No decorrer do tempo, os níveis de sangue são maiores bem como a contagem das células vermelhas responsáveis pela armazenagem do oxigênio, são mais altas.

aclimatação

Como funciona a aclimatação no nosso corpo?

Segundo estudos, o processo de aclimatação no corpo humano começa a trazer resultados visíveis no período de até duas semanas quando a pessoa está diretamente exposta à temperaturas mais altas ou mais baixas.

Em tese, a aclimatação nada mais é que o aumento da capacidade que o nosso corpo possui em se adaptar a determinada temperatura. Ao criar esta resistência, mudanças permanentes no corpo são observadas.

Aclimatação nos centros urbanos

É notório que os centros urbanos estão sujeitos a temperaturas muito distintas em pequenos períodos de tempo. Como é o exemplo da maior cidade do Brasil, a região metropolitana de São Paulo.

Neste caso, para que os habitantes tenham a possibilidade de desenvolver a aclimatação ao ambiente não é tão comum devido ao ser caráter muito tangente. O fato das temperaturas serem muito ociosas está diretamente relacionado à alta taxa de poluição urbana.

Agro20 | Portal Vida No Campo