Agrishow é uma das maiores feiras de tecnologia agrícola do mundo

Inicio » Agronegócio » Agrishow é uma das maiores feiras de tecnologia agrícola do mundo
03/06/2019 Por
Agrishow é uma das maiores feiras de tecnologia agrícola do mundo

Agrishow se destaca por inovações no agronegócio

A Agrishow é a maior feira de tecnologia agrícola do Brasil e uma das maiores do mundo. Realizado em Ribeirão Preto (SP), o evento reúne principalmente soluções para todos os tipos de culturas e tamanhos de propriedades. É reconhecida como campo fértil dos lançamentos das principais tendências e inovações para o agronegócio.

Em 2019, a Agrishow completou 25 anos, com mais de 800 marcas expositoras e de 150 mil visitantes. Administradores, produtores rurais, estudantes, engenheiros agrônomos, executivos da indústria e governo, assim como pecuaristas e técnicos fazem parte do público.

Agrishow

O que é Agrishow?

A Agrishow oferece acima de tudo a oportunidade de se conhecer as diversas tecnologias agrícolas, resultantes da Agricultura 4.0. Robótica, inteligência artificial e internet das tecnologias que influenciam o agronegócio no mundo todo estiveram acessíveis ao conhecimento do público.

Entre os destaques de 2019, estão os equipamentos voltados para irrigação. São dispositivos que permitem monitorar o sistema pelo celular, além de aplicativos de gestão integrada. Desta forma, o objetivo é reduzir em até 30% o custo para o produtor rural. Além disso, máquinas plantadeiras e colheitadeiras, com muita tecnologia embarcada, também atraem a atenção dos visitantes.

Agrishow Ribeirão Preto

A Agrishow Ribeirão Preto ocorre entre os meses de abril e maio Um dos principais eventos de agricultura do país, a feira conta com a participação de mais de 800 marcas nacionais e internacionais. Na última edição, o evento recebeu mais de 150 mil visitantes vindos tanto Brasil quanto do exterior.

Entre as atrações da feira estão:

  • Arena do Conhecimento, além de palco de apresentações de novas tecnologias e tendências.
  • Arena de Demonstrações de Campo, na qual ocorre demonstração de cultivos e tratos de horticultura. No entanto, também há máquinas e produtos inovadores para o agro.
  • Arena de Inovação, que é um espaço destinado a startups do agronegócio. Por isso, é voltado à conectividade no campo.
  • Arena do Produtor Artesanal. O espaço reúne, sobretudo, produtores de café, cachaça, doces. Também produtores de embutidos.
  • Lounge Jurídico, no qual os visitantes podem, em síntese, tirar dúvidas sobre questões legais.

A Agrishow Ribeirão Preto é realizada pela Associação Brasileira do Agronegócio (Abag), Associação Brasileira da Indústria de Máquinas e Equipamentos (Abimaq),  Associação Nacional para Difusão de Adubos  (Anda), Federação da Agricultura e da Pecuária do Estado de São Paulo (Faesp) e Sociedade Rural Brasileira (SRB).

Infraestrutura da feira agrícola

Na edição de 2019, a área totalizou 58 hectares. A expansão foi realizada a fim  de integrar a área de Demonstrações de Campo com a exposição de máquinas e equipamentos. A aproximação cria sobretudo novas possibilidades para empresas das áreas de sementes, defensivos e fertilizantes, que podem realizar experimentos com diversas culturas.

As atrações principais foram divididas em quatro arenas que trataram de temas específicos:

Arena de inovação

O espaço foi destinado às startups ligadas ao agronegócio e voltadas à conectividade no campo. Sete startups apresentaram soluções inovadoras e importantes para o segmento. Automatização agrícola, sistemas e drones de pulverização e drones para captação de dados estão entre os exemplos.

Também foram novidade a plataforma para instalação de painéis solares, APP de gerenciamento de pessoas e gestão de fazendas. Os visitantes também conheceram o sistema de informação em tempo real para pecuária e soluções tecnológicas embarcadas em campo.

Arena de demonstração no campo

O espaço apresentou soluções de tecnologia agrícola, com o destaque para as áreas de plantio e de horticultura. A área de horticultura, denominada Espaço HF, teve curadoria da Coopercitrus. O local de mais de 6 mil metros quadrados contou também com inovações, irrigação, orientação e tecnologia. Além disso, a estrutura contou com estufa, corpo técnico especializado e um portfólio completo para atender as especificidades da área.

Arena do Conhecimento

A Arena do Conhecimento conta com reuniões, palestras, além de encontros com players do setor. Os convidados apresentam principalmente novas tecnologias e tendências, além de informações relevantes para o dia a dia e para os negócios dos profissionais do campo.

Arena das Soluções Agro

Na Arena de Soluções Agro, os visitantes tiveram acesso a diversas inovações e tecnologias para o produtor rural. No espaço, o expositor pode conferir desde drones e softwares de gestão, até monitoramento da produção. Medidores de PH e outras soluções para o profissional do campo também despertaram o interesse do público.

Arena do produtor artesanal

A Arena do produtor artesanal foi o espaço para produtores de mel, queijos, vinho, café, doces, entre outros. Mas, o local também foi palco para a reflexão sobre o valor agregado do produto final.

O que é Agrishow para os negócios

A realização de negócios entre expositores e compradores aumentou em 6,4%, na Feira Internacional de Tecnologia Agrícola em Ação. Em números, a edição de 2019 representou um volume de R$ 2,9 bilhões. O evento registrou a intenção de compra de máquinas por setor:

Grãos, frutas e café- +5%
Pecuária – +4%
Irrigação – +35%
Armazenagem – +13%

Feira Agrícola e negócios internacionais

A feira agrícola promove também rodadas de negócios internacionais. Neste ano, o evento reuniu 15 compradores. Além de 52 empresas brasileiras, estiveram presentes representantes da Argentina, Austrália, Chile, Colômbia, Etiópia, México, Nigéria e Peru.

A ação de promoção comercial significou mais de US$ 32.926 milhões, entre negócios fechados e futuros para os próximos 12 meses.

O valor representa alta de 60% em relação à ação realizada na Agrishow 2018. A Rodada Internacional de Negócios foi organizada pelo Programa Brazil Machinery Solutions. Para isso, foi realizada uma parceria entre a Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil) e a ABIMAQ.

Espaço para debate

Na abertura oficial do evento deste ano, discutiu-se principalmente o tema Perspectivas para o Agronegócio Brasileiro. O debate contou com a ministra da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Tereza Cristina, além do ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles. A mediação foi jornalista William Waack. Além disso, o presidente Jair Bolsonaro realizou o discurso de abertura.

Reforma da previdência e reforma tributária foram alguns dos temas em pauta, com a presença de diversas autoridades. O evento, aliás, se caracteriza principalmente por sempre levar ao público temas contemporâneos à economia do país.

Organizadores da feira agrícola

O evento é possível pela força do agronegócio brasileiro, representado pelas entidades:

  • Associação Brasileira do Agronegócio (Abag)
  • Associação Brasileira da Indústria de Máquinas e Equipamentos (Abimaq)
  • Associação Nacional para Difusão de Adubos (Anda)
  • Federação da Agricultura e da Pecuária do Estado de São Paulo (Faesp)
  • Sociedade Rural Brasileira (SRB)

Agrishow

O futuro do agronegócio

A Agrishow disponibiliza, em seu site, um e-book que aponta sobretudo o novo rumo do agronegócio no mundo inteiro. O estudo “Agronegócio do futuro: 2050 começa agora” traça, a princípio, possíveis efeitos que o futuro deve surtir no modelo de produção.

O agronegócio foi destaque nas exportações em 2018, com receita de US$ 93,3 bilhões até novembro. A alta em relação a 2017 foi de 4,6%.

História da Agrishow

A primeira edição da Agrishow foi realizada em 4 de maio de 1994. Acima de tudo, o evento foi resultado de diversas conversas, reuniões e feiras promovidas, especialmente em Londrina (PR) e Uberaba (MG). A sugestão surgiu porque se percebeu que as exposições realizadas no Brasil não atendiam aos interesses dos produtores.

A Agrishow reuniu oitenta empresas participantes, além de um público de 15 mil pessoas, na primeira edição, de 4 a 7 de maio de 1994. Entretanto, em 1995, o número de visitantes já era de 60 mil.

Compartilhe sua opinião

Agro20 | Portal Vida No Campo