Agricultura comercial: tecnologia avançada e produção em larga escala

Inicio » Agricultura » Agricultura comercial: tecnologia avançada e produção em larga escala
03/02/2021 Por
Agricultura comercial: tecnologia avançada e produção em larga escala

O homem começou a modernizar e a profissionalizar a agricultura comercial a partir do século XX, com o desenvolvimento de subsídios agrícolas, maquinário e fertilizantes.

A agricultura comercial geralmente produz uma única cultura em grandes quantidades gerando mais renda para o proprietário. Entretanto, ela também pode causar danos ao meio ambiente.

  1. O que é agricultura comercial?
  2. Características da agricultura comercial
  3. Impacto da agricultura comercial para o meio ambiente
  4. Agricultura comercial e familiar
  5. Agricultura no Brasil
  6. Agricultura comercial no Brasil
  7. Agricultura comercial moderna
  8. Tipos de agricultura comercial
  9. Para que serve a agricultura comercial
  10. Como é feita a agricultura comercial
  11. Qual a diferença entre agricultura comercial e agricultura de subsistência?
  12. Vantagens da agricultura comercial
  13. Desvantagens da agricultura comercial

agricultura comercial

O que é agricultura comercial?

Agricultura comercial, ou também chamada de agricultura moderna, são sistemas de produção no qual se investe em equipamentos tecnológicos, como maquinário moderno e uso de aviões, por exemplo. Além disso, a produção acontece em grande escala aproveitando, assim, enormes territórios de plantação. A produtividade também é bastante alta, assim como os investimentos. Neste tipo de produção os índices de eficiências são fundamentais.

Características da agricultura comercial

A produção agrícola é uma das principais bases da econômicas do Brasil. Os investimentos são altos: nesse segmento se trabalha com plantas modificadas geneticamente, aviões para aplicação de agrotóxicos e o sistema de plantação é computadorizado.

Apesar de trazer muitos benefícios como desenvolvimento e geração de empregos, a prática pode prejudicar a natureza. Conheça algumas características importantes do sistema:

  • É praticada a monocultura: cultivo de uma espécie específica
  • Produzida em larga escala
  • Realizada geralmente em grandes propriedades
  • Utiliza-se insumos agrícolas neste tipo de produção, como agrotóxicos, pesticidas, fertilizantes químicos, etc.
  • Traz modernidade: atua com sementes geneticamente modificadas e mão-de-obra especializada
  • Investe na contratação de especialistas como engenheiros e agrônomos

Impacto da agricultura comercial para o meio ambiente

A agricultura comercial é muito praticada no Brasil, tanto é que o país está entre os dez maiores produtores agrícolas no mundo. Apesar do aumento de produtividade, este tipo de produção permanece sob observação constante.

Isso porque os métodos utilizados na plantação podem causar alguns problemas, como contaminação do solo, queimadas e destruição de florestas. Além disso, a prática também causa erosão e desgaste do solo – pois as plantas de uma monocultura tendem a absorver sempre os mesmos nutrientes da terra.

Agricultura comercial e familiar

Ao contrário das características da agricultura comercial, a agricultura familiar é realizada em propriedades bem menores – como o próprio nome já diz. Nesse segmento, portanto, geralmente quem trabalha é a própria família.

Contudo, a agricultura familiar também é uma importante base econômica para o país.

Algumas características deste tipo de produção:

  • Realizada por pequenos produtores, geralmente do núcleo familiar
  • Pequenas propriedades, geralmente com investimentos mais baixos
  • Alto aproveitamento do solo
  • Baixo impacto ambiental (se comparada com a comercial)

Agricultura no Brasil

Desde que a colonização e a chegada dos imigrantes, a agricultura se estabeleceu como uma das principais atividades econômicas.  A agricultura é a responsável pela produção de uma enorme quantidade de produtos. Através dela se obtém alimentos, bebidas, assim como fibras, medicamentos e até matéria-prima para a área da estética.

Em relação à agricultura comercial, as espécies mais produzidas no país são soja, laranja, algodão, cana-de-açúcar e arroz. É comum, então, que esse sistema de produção comercialize os produtos diretamente para indústrias ou comércio exterior.

agricultura comercial

Agricultura comercial no Brasil

A agricultura comercial no Brasil possui enorme importância, pois faz com que o setor agrícola tenha um expressivo lucro. Esse setor corresponde, em média, a 5% do PIB (Produto Interno Bruto) do país. Isso corresponde a R$100 bilhões, juntamente a outro setor muito lucrativo que é a pecuária.

Com isso, ela permite que esse número cresça cada vez mais. Isto porque a produtividade é muito mais expressiva com a utilização de mecanismos, maquinários e produtos de alta tecnologia.

Assim, sempre que você ficar em dúvida sobre o que é esse tipo de agricultura e qual a sua importância, tenha em mente esses valores significativos. Tudo isso é gerado a partir das plantações em grande quantidade e de um só cultivo.

Isso, sem dúvida, gera muito mais lucros do que se a plantação fosse de diversos tipos. Essa diversidade não é a intenção dos agricultores que praticam a agricultura comercial no Brasil.

Por isso, há agricultores especializados em determinados tipos de plantio, como de:

  • Arroz;
  • Trigo;
  • Soja;
  • Milho;
  • Café.

Assim, se torna mais fácil obter o máximo de êxito na plantação. Isto porque, quando há especialização em determinado tipo de plantio, o agricultor tem maior conhecimento acerca das condições necessárias para o desenvolvimento do cultivo.

Além disso, nem todos os maquinários servem para todos os tipos de plantações. O que é mais um motivo para que a maioria dos agricultores desse tipo de agricultura invistam sempre na mesma agricultura.

Dessa forma, não encontramos a agricultura comercial em todas as regiões do país. Sempre com foco na produção de cultivos baseados na tecnologia que a agronomia consegue oferecer.

Agricultura comercial moderna

A agricultura comercial moderna é a mesma que já foi abordada, somente com uma alteração de nome. Dependendo do local, o nome pode variar. No entanto, ambos querem representar a monocultura.

Muitas pessoas chamam de moderna porque é própria da era tecnológica atual. Isso dá a impressão de maior modernidade.

É como se a tecnologia tivesse chegado nos campos. E, de fato, chegou, o que é uma enorme vantagem para o crescimento econômico de todo o país.

Além disso, outro motivo de chamarem de moderna é que a agricultura comercial muitas vezes utiliza sementes geneticamente modificadas. Com isso, as chances de sucesso na colheita são muito maiores.

E tudo que puder ajudar para que as plantações tenham maior êxito, é utilizado. Afinal, quanto maior a produção, maior o crescimento do PIB. Isso gera retorno para todas as outras áreas econômicas do país.

agricultura comercial

Tipos de agricultura comercial

Para saber os tipos de agricultura comercial, precisamos diferenciar as partes do país. Dependendo do local da plantação do agronegócio, é o tipo.

No Sul, com as influências de imigração europeia, um dos principais produtos da agricultura comercial é a soja. Ademais, boa parte da produção é destinada à exportação desse produto.

Em locais como Santa Catarina e na parte norte do Rio Grande do Sul, é a maior predominância que se pode encontrar.

Além disso, nas outras regiões do Sul, outro tipo de agricultura comercial muito comum é o milho. Ademais, é possível encontrar, também em grande escala, algodão e cana de açúcar.

No entanto, é sempre bom lembrar que os produtores investes em monoculturas, que é o conceito de agricultura comercial. Assim, esses tipos podem ser encontrados, na grande maioria, em cultivos separados.

Cada produtor segue a plantação no tipo que mais achar que é conveniente e capaz de gerar boa capacidade produtiva.

Além disso, na região Sudeste do Brasil, outro tipo de agricultura comercial comum é café, fruticultura e cana de açúcar. Dentro da fruticultura, uma das predominâncias é de laranja.

Ademais, no Centro-Oeste, o principal plantio é o de soja. De forma que a capacidade de exportação desse produto também é grande por conta dos resultados muito satisfatórios da agricultura da região.

Por fim, na região do Nordeste, o que a agricultura comercial mais planta é cana de açúcar para produção de açúcar e álcool. Também é possível encontrar cultivos de frutas, como abacaxi e uva.

Para que serve a agricultura comercial?

Para entender ainda mais sobre o que é agricultura comercial ou moderna, como quiser chamar, é sempre essencial ter em mente a função da tecnologia.

Os trabalhadores utilizam maquinários desenvolvidos para serem o mais eficientes possível. Igualmente, com a especialização da mão de obra no campo e a qualidade superior dos agrotóxicos e sementes, a agricultura comercial despontou o setor no país.

E essa é a finalidade desse tipo de agricultura. Conseguir obter maior êxito nas plantações, com práticas automatizadas e sem grandes perdas.

O que se torna possível, pois quando os cultivos são feitos sob olhar atento da agronomia, as chances de perda da produção são muito reduzidas.

Além disso, também serve para impulsionamento local, não somente da economia geral. Muitas vezes, esse tipo de agricultura é feito em cidades do interior do Brasil.

E com a qualidade dos resultados, as economias locais podem girar com maior facilidade, o que é interessante a todos.

Ademais, o seu objetivo também é melhorar a qualidade e o rendimento da produtividade de outros produtos. Diversos produtos são fabricados a partir da matéria-prima que é desenvolvida no campo.

Com isso, quanto mais eficiente é a produção, maior é a qualidade do produto gerado e maior é o rendimento. Assim, mais uma vez, todos são benefícios a partir da agricultura comercial moderna.

Como é feita a agricultura comercial?

A agricultura comercial é feita com a união de dois requisitos básicos. O primeiro é a escolha do tipo de monocultura desejada. E esse processo precisa ser realizado levando em consideração algumas questões.

Se você quer fazer parte da monocultura, precisa entender qual é a necessidade do mercado. O ideal é sempre apostar no que tem grande demanda, o que vai depender muito do estado em que você está.

Além disso, alguns produtos como o café, o milho e a soja são ótimas apostas de agricultura comercial para exportação.

Assim, depois de decidir qual o tipo de plantação, o próximo passo é ter auxílio da tecnologia de ponta. E isso precisa acontecer em vários aspectos, pois o seu significado é justamente o de domínio da tecnologia em prol da produtividade.

Assim, é preciso contar com bons agrônomos para utilizar o melhor em fertilizantes. Além disso, ter boas máquinas agrícolas é indispensável para aplicar o significado de agricultura comercial.

Dessa forma, para viabilizar esse tipo de agricultura moderna, plantações muito amadoras não costumam ser suficientes. Isso porque a principal chave é a utilização do vasto conhecimento técnico que a área já possui. Tudo em prol da produtividade e de maior rendimento.

Portanto, para fazer esse tipo de agricultura, monte o maquinário apropriado e que utilize a melhor tecnologia para o tipo de cultivo escolhido. Somente com o uso de sementes próprias e melhoradas, mão de obra qualificada e equipamentos modernos é que executa-se esse tipo de agricultura.

Caos contrário, está se falando em outro tipo de agricultura, mas não a moderna.

agricultura comercial

Qual a diferença entre agricultura comercial e agricultura de subsistência?

Além de tudo que você já viu até aqui, outra grande questão é a diferença entre a agricultura comercial moderna e a agricultura de subsistência.

A diferença entre essas duas é enorme. E o motivo principal é o foco. Na primeira, o foco é a lucratividade, maior rendimento e expansão dos negócios. Já na segunda, o foco é completamente diferente.

A agricultura de subsistência, como o próprio nome já sugere, tem o foco de garantir o sustento do agricultor. Nesse caso, a intenção não é produzir para vender, mas produzir para o consumo próprio.

Além disso, na parte de execução também há grande diferença. Isto porque, nessa agricultura, a utilização de maquinários tecnológicos e métodos modernos para o cultivo é indispensável.

Por outro lado, na agricultura de subsistência, a forma de cultivo é muito mais rudimentar e manual. Assim, o que se utiliza nesse caso é baixa tecnologia e métodos mais comuns. Muitas vezes, são passados de geração para geração.

Com isso, claro que o rendimento é muito menor. Porém, como o foco não é produção em grande escala, o método é eficaz para o tipo de agricultura desejada.

Ademais, existe uma terceira grande diferença entre os dois tipos de agricultura. Na agricultura comercial você já sabe que o cultivo é feito de monocultura, ou seja, há a produção de uma só espécie de matéria-prima.

No entanto, no caso da agricultura de subsistência, o produtor cultiva vários tipos de produtos, ou seja, policultura. Com isso, ele possui vários tipos de insumos para a subsistência, sem depender tanto de insumos advindos de terceiros.

Aliás, uma desvantagem desse tipo de agricultura é o gasto de água. Para manter grandes quantidades de plantações, os agricultores utilizem muita água. Isso ocorre em menos escala na agricultura de subsistência.

Vantagens da agricultura comercial

Entre as várias vantagens que esse tipo de agricultura oferece, o principal, sem dúvida, é o ganho econômico. Como consegue produzir em grande escala e com ótima qualidade, os retornos financeiros são enormes. Isso permite que cada vez mais tenha investimento nessa área, pois o custo de produção também é alto.

Ademais, outra grande vantagem é a possibilidade de utilizar grandes proporções de terras. Como utiliza-se maquinários especializados em oferecer máxima produtividade, o cultivo pode ocorrer em extensões grandes que a execução não vai ser difícil.

O que não acontece com a agricultura de subsistência, por exemplo. Isto porque, nesse caso, é impossível plantar e colher grandes extensões de terra sem o maquinário adequado.

Além disso, outra grande vantagem é a contribuição que a agricultura comercial possui para o PIB (Produto Interno Bruto). Conforme já mencionado, esse setor movimenta bilhões todos os anos. E essa movimentação representa cerca de 5% do PIB.

Sem dúvida, isso gera grandes consequências benéficas à economia do país e possibilita a geração de novas oportunidades de emprego e também de renda. Certamente, essas questões são fundamentais para o desenvolvimento do país.

Por isso, muitas vezes, os agricultores possuem certos incentivos e facilitação de crédito, pois realizam atividade essencial para o crescimento e desenvolvimento da economia nacional.

E isso acontece com a inclusão de várias políticas econômicas nos locais em que há maior índice de agricultura moderna. Financiamentos agrícolas para agricultura são oferecidos com vantagens exclusivas e facilidades que outras modalidades não possuem.

agricultura comercial

Desvantagens da agricultura comercial

Claro que toda atividade que possui muitas vantagens, também vai possuir desvantagens. Sempre existe o outro lado. E, nesse caso, a principal desvantagem é em relação ao meio ambiente.

Primeiro de tudo porque, para que a agricultura comercial tenha êxito, é preciso utilizar grandes quantidades de agrotóxicos. Como é de conhecimento geral, esses produtos são prejudiciais ao meio ambiente quando utilizados sem o devido cuidado.

Porém, sem eles, se torna impossível produzir em larga escala como acontece nesse tipo de agricultura. Isto porque não há como controlar a qualidade nas expansivas lavouras de plantações de monocultura.

Além disso, há grande emissão de gases poluentes em decorrência da execução da agricultura moderna. Esse ponto é um grande problema para a camada de ozônio, o que gera ainda mais impacto no aquecimento global.

Ademais, esse tipo de agricultura também tem a desvantagem de contribuir em grande parte com o desmatamento de florestas. Isto porque, para plantar e produzir em larga escala, é preciso ter grandes espaços livres de árvores.

Além disso, com todas essas questões desfavoráveis trazidas por essa forma de agricultura, há grande risco de extinção de várias espécies de animais. Principalmente em decorrência do desmatamento, é claro. Afinal, muitos animais vivem nas florestas e necessitam desse habitat para que a espécie seja mantida.

Dessa forma, independentemente do tipo de agricultura, seja comercial e familiar ou de subsistência, sempre haverá vantagens e desvantagens. No entanto, é importante que haja equilíbrio entre elas.

Isso porque o meio ambiente é de extrema importância. Por isso, precisa de toda a proteção que pudermos fornecer. Assim, determinadas condutas da agricultura comercial precisam ser reconsideradas – sem que deixe de ser produtiva, pois é importante para o desenvolvimento do país.

Compartilhe sua opinião

Agro20 | Portal Vida No Campo