Arara azul, de grande beleza, atualmente é classificada como vulnerável

Inicio » Meio Ambiente » Arara azul, de grande beleza, atualmente é classificada como vulnerável
06/10/2020 Por
Arara azul, de grande beleza, atualmente é classificada como vulnerável

A arara azul corre risco de extinção e deve ser protegida como símbolo da beleza da fauna da floresta amazônica e da mata atlântica no Brasil. Por sua beleza, inteligência e tamanho, essa arara é alvo de contrabando ilegal de animais. Essa situação é preocupante em vista da situação delicada na qual o animal se encontra. Por isso, deve haver maior fiscalização e concomitantemente conscientização ambiental para preservação desta e outras espécies.

Além disso, a arara azul desempenha importante papel para o equilíbrio ecológico na natureza, como a dispersão de sementes e reprodução de espécies vegetais nativas. O que atrai a atenção dos turistas para a ave, além de sua beleza exuberante, é a capacidade que elas têm de falar, ou seja, reproduzir os sons da fala humana.

Arara azul

O que é arara azul?

Arara azul é um pássaro nativo da floresta amazônica, cerrado e pantanal, de cor azul cintilante, de inconfundível beleza.

O nome científico é Anodorrhynchus hyacintinu e, assim como a sua parente próxima, a arara vermelha grande, pertence ao grupo dos psitacídeos. Isso significa que são aves com cérebros maiores e outras características da arara azul que são comuns apenas a esse tipo de papagaio.

Por ter o seu bico em formato côncavo, onde a mandíbula superior é maior que a inferior, língua com papilas gustativas e o maxilar inferior com articulação, não fixado nos ossos do crânio, aliado ao fato de serem aves evoluídas com cérebros maiores, eles podem imitar diferentes sons chegando a reproduzir até 21 palavras do vocabulário humano. Isso as torna fascinantes e muito cobiçadas.

Além disso, o comportamento da arara azul é bastante tranquilo. Sendo assim, essas aves podem ser domesticadas e criadas junto à presença de pessoas, com comportamento dócil.

O nicho ecológico destas aves consiste em alguns aspectos. Gostam de voar em bandos, em pares, mas raramente sozinhas.

Cada arara fêmea encontra o seu par e ambos se mantêm fiéis, tomando conta do ninho e dos filhotes, dividindo as tarefas de alimentá-los e protegê-los. Costumam fazer seus ninhos sobre as copas das árvores em florestas altas, e até competem por território em seu habitat com outros pássaros de porte semelhante como a própria arara vermelha e urubus.

Esta espécie pode chegar a 100 centímetros de comprimento. A sua coloração costuma ser de cor azul predominante com contornos amarelos em torno dos olhos e bico. Pesam em torno de 1500 gramas e são os maiores entre o grupo dos psitacídeos, o qual inclui outras araras e papagaios. A alimentação da arara azul é basicamente de castanhas e frutos de palmeiras.

Habitat da arara azul

O lugar onde essas aves podem ser encontradas, além da floresta amazônica, é no bioma pantanal. Neste bioma, a árvore favorita da espécie é uma das mais altas e com a copa mais densa conhecida por manduvi. O animal se tornou um indicador de preservação ambiental, principalmente no pantanal, onde o desmatamento prejudica o número de animais da espécie, destruindo ninhos e reduzindo a sua incidência.

Arara azul

Reprodução da arara azul

A reprodução da arara de cor azul começa quando a ave atinge a sua maturação sexual, com sete anos. Por este motivo, a espécie se encontra em situação vulnerável, a sua reprodução é um pouco mais demorada que as demais espécies de aves do Brasil. Além disso, cada casal realiza a postura de apenas dois ovos por período reprodutivo, e geralmente apenas um filhote consegue sobreviver.

Essa forma de reprodução acaba influenciando para a redução drástica da espécie que, aliada à degradação ambiental e a predação ilegal desses animais, colocou a arara azul em extinção. As aves brasileiras no geral são raras e exóticas e compõem a fauna de animais silvestres. A legislação proíbe que a maioria destes animais seja mantida em cativeiro, mesmo ao ser encontrada a arara azul pequena.

Existem organizações não governamentais e ações para promover a proteção destas espécies. Por isso que criador de arara azul é uma atividade ilegal que deve ser denunciada.

As únicas aves que podem ser criadas em cativeiro são a arara vermelha e a araraúna. Além de ser proibida a criação de arara azul em cativeiro, deve ser protegido o habitat da arara azul, evitando o desmatamento ilegal.

Curiosidades sobre a arara azul

A arara de cor azul é um pássaro muito desejado para ser criado como bicho de estimação. Vamos conhecer algumas curiosidades sobre a arara azul que a fazem tão especial!

  • A ave precisa sobreviver por sete anos antes de encontrar o seu par e se reproduzir;
  • O filhote de arara é totalmente dependente dos pais até os seis meses de idade;
  • A arara azul fala e consegue reproduzir mais de vinte palavras do vocabulário humano, gravando elas em sua memória;
  • A arara de cor azul foi tema de um filme de animação chamado Rio;
  • O preço da arara azul comercializada ilegalmente pode chegar a 70 mil reais;
  • A expectativa de vida de uma arara desse tipo é de 80 anos.

Arara azul

Filme Rio

O filme Rio representou a vida de uma arara que foi criada domesticada nos Estados Unidos, após ter sido salva de contrabandistas por sua dona Linda. A ave de nome Blu no filme acredita ser a última de sua espécie quando descobre que há uma fêmea no Rio de Janeiro.

Assim começa a aventura da arara do filme Rio. O longa, dirigido por Carlos Saldanha, tinha o intuito de demonstrar o quanto pode ser nociva a captura ilegal das espécies em extinção e como atos de devolvê-las ao seu habitat natural poderia contribuir para salvar as aves. Além disso, o filme remete à toda beleza da fauna e flora do Brasil.

No entanto, muitas pessoas compreenderam errado o sentido do filme. Ao invés de atuarem na proteção das espécies, houve um crescente número de procura por exemplares da ave. Por este motivo, é importante que as pessoas sejam conscientizadas a respeito da importância de não incentivar o comércio ilegal de aves, o que inclui a arara azul. Proteger as aves e assegurar a continuidade das espécies é dever de todos, portanto, faça sua parte!

Compartilhe sua opinião

Agro20 | Portal Vida No Campo