Astaxantina é um carotenoide e poderoso antioxidante

Inicio » Agronegócio » Astaxantina é um carotenoide e poderoso antioxidante
27/09/2020 Por
Astaxantina é um carotenoide e poderoso antioxidante

Ao contrário de outros carotenoides, a astaxantina não se converte em vitamina A no organismo. A astaxantina é encontrada em diversos alimentos ricos em carotenoides como tomate e cenoura. Eles compõem os diferentes pigmentos presentes na natureza, e este é apenas um dos 600 compostos existentes.

No organismo, desempenham diversas funções, e a astaxantina é um poderoso antioxidante que atua na prevenção contra o câncer. Sendo assim, são compostos importantes que devem ser incluídos na dieta alimentar.

Astaxantina

O que é astaxantina?

Astaxantina é um carotenoide presente naturalmente em diversos alimentos, fornecendo principalmente a coloração vermelha a eles. Ela também é encontrada em frutos do mar como o salmão, o camarão e até mesmo em espécies como a alga vermelha.

Esse composto oferece diversos benefícios, mas para entender como esse composto atua no organismo, vamos buscar mais informações sobre o que é astaxantina.

Os estudos que verificam os efeitos da astaxantina no organismo são recentes. Ela faz parte de um extenso grupo de carotenoides, que são pigmentos encontrados na natureza. Portanto, a astaxantina natural é composta por 40 carbonos contendo funções químicas orgânicas na presença de oxigênio.

Ela faz parte dos grupos de carotenoides, da mesma linha das xantofilas e do betacaroteno, o qual é importante para a saúde da visão. A fórmula da astaxantina é C40 H52 O4, e essa molécula orgânica possui ponto de fusão a cerca de 216 graus celsius.

Compostos como este são muito importantes para o organismo, sendo isolados e extraídos das plantas ou então produzidos sinteticamente em laboratórios. Deste modo são comercializados, cujo público alvo são pessoas que necessitam de suplementação vitamínica.

Como obter astaxantina na alimentação?

É preciso observar os alimentos para compreender onde encontrar astaxantina. Esse componente dos alimentos é o que dá origem às cores laranja e vermelha, assim como o betacaroteno. Por isso, alimentos como pimentão vermelho, tomate, cenoura, melancia e morangos são ótimas fontes desses compostos.

Também são fornecidos em uma alimentação rica em peixes e frutos do mar, como lagosta, camarão e salmão, de cores avermelhadas.

As respostas do organismo à ingestão de alimentos ricos em astaxantina são muito positivas, por isso, esse composto vem ganhando a atenção de especialistas.

Por este motivo, é importante ter uma alimentação rica em cores e sabores, os quais fornecem diversos compostos que são nutrientes importantes para uma alimentação saudável. Muitas doenças podem ser prevenidas ou até mesmo tratadas com o consumo de certos alimentos.

No caso, a astaxantina emagrece quem a consome, pois ajuda no metabolismo devido à sua ação antioxidante, a qual tem o poder de regular também os níveis de colesterol e glicêmicos no sangue.

Astaxantina

Benefícios da astaxanina

Conforme citado anteriormente, existem diversos benefícios da astaxantina para o organismo. Os alimentos, quando ingeridos, são fontes de proteína, açúcares, vitaminas, sais e nutrientes – e cada um destes é muito importante para desempenhar funções na célula. No caso da astaxantina, o produto possui características capazes de prevenir câncer, entre outros.

Antioxidante astaxantina é um dos modos que este composto pode ser conhecido. Ela reduz os radicais livres das células e, ao mesmo tempo, diminui os níveis do colesterol ruim, o famoso LDL.

Essa característica também está presente nas propriedades do azeite de oliva, por exemplo. Desta forma, os efeitos benéficos no organismo são diversos. Por isso, é recomendado o consumo de alimentos com astaxantina.

A astaxantina previne doenças cardíacas. Uma das causas de infarto e outras doenças cardíacas está atrelada aos níveis altos de colesterol no sangue. Deste modo, diminui os riscos de infarto, minimiza a incidência de doenças como arteriosclerose, acidentes vasculares cerebrais (AVCs) e também previne o acometimento de Alzheimer.

Além disso, o composto é capaz de melhorar a juventude da pele, visto que retarda o envelhecimento celular. Por este motivo, bem como pela proteção da mitocôndria, ela atua na prevenção do câncer, uma vez que evita o crescimento celular anormal e acelerado.

Outro aspecto é a melhora do desempenho muscular, evitando a fadiga, pois promove um bom funcionamento das células. Isso, somado ao seu efeito antibactericida, combate doenças como a gastrite, evitando a incidência de H. pylori, a bactéria responsável pela doença estomacal.

Concomitantemente a isso, ela auxilia no controle de níveis de açúcares no sangue e também estimula a correta produção de hormônios como a testosterona, promovendo melhor desempenho sexual. Ademais, nas mulheres, promove maior fertilidade.

Para que serve a astaxantina?

A partir da reflexão a respeito do efeito da astaxantina no organismo, é possível inferir diversos benefícios e compreender melhor para que serve a astaxantina. Esse composto é indicado principalmente para a proteção cardiovascular.

Para pessoas com deficiência na absorção, são vendidos cápsulas que contêm em grandes quantidades a astaxantina, de modo a oferecer a suplementação alimentar. Ela também possui ação anti inflamatória, a qual reduz dores musculares e demais doenças reumáticas.

O consumo de astaxantina deve ser indicado por profissionais nutricionistas, os quais devem compor uma dieta com os níveis adequados para cada paciente de acordo com a carência no organismo. Caso seja necessário, então, devem ser indicadas para consumo as cápsulas com astaxantina para suplementação alimentar.

Como o composto atua diretamente na circulação sanguínea, ele promove uma melhoria sistêmica da saúde. Associada às atividades físicas, o potencial em reduzir ácidos graxos e colesterol no sangue ajuda a perder peso de forma saudável, logo, o acompanhamento com nutricionista se torna ainda mais importante.

Astaxantina

De onde vem a astaxantina para suplementação?

A astaxantina para suplementação não é sintética. Ela está disponível em abundância em culturas de algas marinhas vermelhas, e é extraída a partir do seu pigmento. Logo, ela é processada e reservada em doses para ser consumida diariamente. Este composto presente em cápsulas, por ser abundante, é 100% astaxantina natural, ao mesmo tempo que vem de espécies que são facilmente cultivadas e com bons índices reprodutivos.

O processo de ingestão de alimentos ricos em carotenoides é muito importante para o organismo e a falta deles pode resultar em uma grave deficiência, visto que este é o antioxidante mais potente que consumimos. Desta forma, é recomendado o consumo e alimentos que são fonte de astaxantina.

Compartilhe sua opinião

Agro20 | Portal Vida No Campo