Badejo tem sabor agradável, mas dá trabalho para pescar

Inicio » Pecuária » Badejo tem sabor agradável, mas dá trabalho para pescar
17/01/2021 Por
Badejo tem sabor agradável, mas dá trabalho para pescar

Também conhecido por abadeijo ou badeijo, o badejo é um peixe que possui diferentes espécies. Além disso, é um peixe que estimula a pesca e pode ser saboreado de diversas formas.

Assim, para que você conheça tudo sobre o badejo, neste artigo vamos falar o que é, as características e demais informações relacionadas a esse peixe. Então, continue conosco e boa leitura!

Badejo

O que é badejo?

Badejo é um peixe que vive em águas salgadas e esse nome é derivado do castelhano. O significado do nome quer dizer “escamudo”, pois o peixe possui escamas em tamanho grande.

Além disso, o nome científico desse peixe é Mycteroperca spp, sendo que é pertencente à família dos Serranidae, de ordem dos Perciformes.

Em regra, o badejo pode ser encontrado em qualquer mar do Brasil, pois tem capacidade de se adaptar a diferentes regiões. Isso facilita a pesca e a comercialização, pois não é difícil localizar o animal.

Características do peixe badejo

Entre as características do peixe badejo, podemos notar a grande quantidade de escamas, pois podem ser vistas de longe. Além disso, algumas espécies possuem manchas espalhadas pelo corpo.

Inclusive, é por conta dessa característica das manchas que a espécie Mycteroperca tigris tem essa nomenclatura, pois o corpo lembra muito a tonalidade de um tigre.

Ademais, outra característica interessante desse peixe é que essas manchas variam de tamanho e cor, a depender do tipo de espécie em questão. Essa é uma forma de distinguir as espécies.

Em regra, esse peixe pode chegar a ter 1 metro de comprimento e a pesar cerca de 90kg. Com isso, é um peixe considerado de grande porte. Mesmo a menor espécie, que é a badejo-mira, pode chegar a medir aproximadamente 50cm.

A reprodução desse animal ocorre em cardumes. E é um peixe hermafrodita. Isso quer dizer que todos os animais nascem fêmea e permanecem assim até que cheguem na fase de maturidade. Após essa fase, o sexo passa para o masculino.

A coloração do peixe pode ser entre o marrom e o cinza, na maioria das espécies. Ademais, esse peixe costuma viver sozinho ou no máximo em grupos pequenos. A convivência em cardume é somente para o período de reprodução.

Badejo

Pesca de badejo

O badejo é muito concorrido para pesca tanto na modalidade esportiva quanto na comercial, por isso, é preciso saber como pescar badejo.

A pesca de badejo na modalidade comercial é muito lucrativa pelo sabor desse peixe. Além disso, a pesca esportiva é interessante por vários motivos.

Primeiro, é um peixe que dá trabalho para ser capturado, o que é um incentivo aos pescadores esportivos.

Uma boa dica para conseguir pescar o badejo é utilizar materiais resistentes e pesados, com reforço. Isso porque a resistência que ele oferece é entre média e pesada. Sendo assim, o ideal é utilizar linhas de 17 a 50 lbs.

Como é um peixe que se esconde em tocas e corais, é preciso utilizar linhas resistentes para que não sejam cortadas durante a pescaria. Além disso, os anzóis mais indicados são os de 5/0 a 10/0.

De preferência, utilize chumbo do tipo oliva para conseguir pescar, pois assim a isca vai permanecer no fundo e facilitar que o peixe pegue.

Ademais, a pescaria desse tipo de peixe pode acontecer com empate de aço. No entanto, isso não é obrigatório para ter êxito, depende do que você prefere.

Além disso, para conseguir pescar o badejo, o bom é utilizar iscas naturais. Nesse caso você pode optar por botino, sardinhas, moluscos ou crustáceos. Essas são os tipos de iscas preferidas desse peixe.

Também existe a opção de utilizar as jigs, shads, plugs de meia água e até camarões artificiais. Essas iscas artificiais podem funcionar da mesma forma que as naturais. Se optar por elas, dê preferência às cores amarelo e vermelho, pois são as que mais conseguem atrair o animal.

Tipos de badejo

Ademais, para entender melhor o que é badejo, você precisa saber que ele pode ser classificado em algumas espécies principais:

  • Alphestes afer;
  • Acanthistius brasilianus;
  • Rypticus saponaceus;
  • Mycteroperca microlepis, rubra e tigris;
  • Epinephelus adscensionis.

É possível encontrar, ainda, outros tipos de badejo. Todos eles podem ser chamados de badejo, pois o que muda são algumas características físicas típicas de cada espécie.

Com isso, é um dos peixes que mais possui variações. No entanto, não são todas essas espécies que você pode encontrar no Brasil.

A Mycteroperca rubra, por exemplo, não é vista em território brasileiro. Ela pode ser encontrada em locais como Grécia, Angola, Turquia e Portugal. Já a espécie de mesmo nome, porém, denominada tigris, vivem em águas salgadas brasileiras.

Quanto custa o quilo do badejo?

O valor do quilo do badejo pode variar conforme o local em que você vai comprar, pois depende da safra, da época e do comércio em si.

Porém, uma média de preço pode ser fixada em torno de R$ 41,00. No entanto, é possível encontrar valores menores, ainda mais em regiões que oferecem o peixe fresco, recém pescado, que ainda não foi limpo.

Nesse caso, pode ser que valha a pena a economia se você não se importar de realizar a limpeza, retirar as escamas e tudo mais que precisa ser retirado.

Badejo

Receitas com badejo

Como falado, a carne do badejo é muito saborosa, sendo um dos motivos pelos quais a pesca comercial é tão requisitada no Brasil e em diversos outros países.

Sendo assim, existem vários tipos de receitas com badejo que podem ser preparadas com esse peixe. Algumas das principais são:

  • Badejo no forno;
  • Filé com ervas e manteiga;
  • Badejo assado;
  • Filé ao vinho e requeijão;
  • Badejo frito;
  • Moqueca;
  • Badejo grelhado.

Dessa forma, a conclusão é que esse peixe possui grande saída no país por várias razões. Além de ter várias espécies, é um peixe fácil de encontrar, muito comum em pesca esportiva e tem ótima saída no comércio e em restaurantes.

Ademais, o badejo é rico em vitaminas e faz muito bem à saúde. Dessa forma, independentemente se pescado e devolvido ao mar ou se consumido, é um dos peixes de água salgada mais promissores que existem no Brasil.

Compartilhe sua opinião

Agro20 | Portal Vida No Campo