Banana de macaco é planta nativa da Mata Atlântica

Inicio » Meio Ambiente » Banana de macaco é planta nativa da Mata Atlântica
27/10/2019 Por
Banana de macaco é planta nativa da Mata Atlântica

Banana de macaco é espécie tóxica originária da Mata atlântica, que requer cuidados especiais para o seu plantio

A banana de macaco, cujo nome científico é Philodendron bipinnatifidum, é uma planta originária da Mata Atlântica. Logo, ela é encontrada tanto no Brasil como em regiões do Paraguai, por exemplo.

A banana de macaco é uma espécie tóxica, todavia é muito utilizada na ornamentação e decoração de casas e jardins. Devido a sua toxicidade, essa planta requer cuidados especiais.

Banana de macaco

 O que é banana de macaco?

A banana de macaco é uma espécie da família das aráceas, e é bem parecida com a costela de adão. No entanto, diferente desta planta, ela não possui recortes em suas folhas.

Além desse nome, a planta também é conhecida por outras nomenclaturas, como por exemplo:

  • manacá
  • banana de imbê
  • guaimbé
  • banana de bugre
  • imbê
  • banana do brejo
  • banana do mato

A banana de macaco é uma espécie de trepadeira, que possui caules de até 6 metros de comprimento. Mas, acabam se tornando uma planta rasteira, quando não encontram apoio para subir. Suas raízes são áreas e longas.

Quais as características da banana de macaco?

As folhas desta espécie são verde-escuras e brilhantes, além de que possui formato de coração e uma textura semelhante ao couro. Uma característica da planta é a distinção entre folhas novas e folhas mais velhas.

Isso acontece porque quando são mais novas, suas folhas são inteiras, todavia, quando envelhecem começam a surgir pequenos furos e alguns recortes em suas bordas. A esse processo, dá se o nome de fenestração.

A banana de macaco é uma espécie tóxica?

Sim, a planta é tóxica devido ao seu principio ativo. Isso porque conta com cristais de oxalato de cálcio em sua formação.

Caso entre em contato com a planta banana de macaco e note a aparição dos sintomas, inchaço nos lábios, irritação por ingestão, dor e queimação, inchaço na língua e faringe. Além de náuseas, vômitos, diarreia e cólicas abdominais.

Quando em contato com os olhos, a planta pode provocar edema, lacrimejamento e fotofobia. Se sentir cada um desses sintomas, procure tratamento médico.

Qual o tratamento em caso de contato com a espécie?

O contato com a banana do mato pode resultar em uma série de efeitos colaterais, conforme citado anteriormente. Para cada um desses sintomas, há um tratamento específico. Logo, quando tiver contato com a planta, evite fazer a lavagem gástrica ou mesmo provocar o vômito.

Banana de macaco

Além disso, dá para recorrer a tratamento a base de leite, clara de ovo, azeite e hidróxido de alumínio. Medicamentos antiespasmódicos, anti-histamínicos e analgésicos também são indicados para casos de intoxicação por guaimbê.

No caso de contato com olhos, lave com água corrente. Além isso, não se esqueça de procurar auxílio médico ao tocar a banana do brejo e sentir qualquer efeito colateral.

Como plantar banana de macaco?

Esta é uma espécie que se desenvolve bem sobre meia sombra e em temperaturas amenas, quente e úmida. O solo ideal para a planta é rico em matéria orgânica, sendo que os substratos ideais são terra preta, esterco e areia grossa.

Para o bom desenvolvimento da banana de macaco, o ideal é fazer uma rega diariamente durante a primavera e verão, e nas demais estações, pelo menos duas vezes por semana.

Compartilhe sua opinião

Agro20 | Portal Vida No Campo