Bananeira tem boa produção em regiões úmidas e quentes

Inicio » Agricultura » Bananeira tem boa produção em regiões úmidas e quentes
24/08/2020 Por
Bananeira tem boa produção em regiões úmidas e quentes

Existem qualidades de bananeira que dão frutos e outras que produzem a fruta banana que conhecemos. São plantas bem peculiares e muito adaptadas a climas úmidos e quentes como o tropical e subtropical.

Dentre as frutas, a banana maçã é a mais consumida no Brasil e é disponibilizada  ano todo. Porém, existe bananeira que não é produtora de frutas tradicionalmente comestíveis.

Bananeira

O que é bananeira?

Bananeira é uma planta do gênero Musa. São plantas herbáceas vivazes, ou seja, possuem um ciclo de vida muito longo e não há perda de folhas.

É uma espécie nativa da Ásia e foi introduzida com sucesso no Brasil. Além disso, existem diversos tipos de bananeiras e algumas delas são somente plantas de ornamentação paisagística. No entanto, a banana é a fruta mais consumida por brasileiros, e muito popular em todos os países.

Características da bananeira

A bananeira não é uma árvore, mas sim uma erva gigante, que não produz sementes, exceto a bananeira selvagem. Saber a respeito de como as espécies se reproduzem é essencial para saber como plantar banana.

Ela deve ser reproduzida por propagação vegetativa, ou seja, para ter uma bananeira em casa é necessário plantar uma muda. Em meios naturais, o caule é responsável por originar novas plantas, as quais vão crescer umas ao lado das outras, não dependendo de sementes.

A partir da sua reprodução assexuada, as bananeiras possuem pouca cruza de qualidades e geração de híbridos na natureza. Logo, as novas gerações serão clones idênticos à sua progenitora. Deste modo, algumas modificações de cultivares de bananeira se dão apenas por meio de mutações genéticas.

Em cerca de um ano após o plantio, ela já começa a frutificar. São plantas bem adaptadas a ambientes úmidos e quentes, mas pouco tolerantes ao frio e geadas. Não sofrem com a perda de folhas e possuem uma estrutura bem interessante. As partes da bananeira são:

  • Rizoma;
  • Pseudocaule;
  • Pecíolo;
  • Limbo;
  • Engaço;
  • Frutos/cachos;
  • Ráquis feminina e masculina.

Bananeira

Frutos e flor de bananeira

Os cachos da bananeira podem chegar a 40 kg e é neles que são formadas as flores da bananeira. O fruto da bananeira gera novas plantas a partir do processo partenocárpico, no qual não necessita a fecundação.

A flor de bananeira tem cor vermelha, enquanto algumas ornamentais podem ser mais roseadas. Ela dá origem aos cachos após a sua inflorescência.

As bananas, quando em processo de maturação, possuem cores verdes e dependem da incidência do sol e temperaturas quentes para amadurecer. O caule da bananeira é subterrâneo e dá origem a rizomas adventícios, o qual é responsável por nutrir a planta e propagação da espécie, fazendo o papel de raiz da bananeira.

Além disso, essa raiz da planta é superficial, mas em algumas cultivares como a canária, a profundidade da raiz da bananeira pode chegar a 1 m.

A bananeira possui folhas largas, com nervuras centrais, que anatomicamente são características das monocotiledôneas. Essas folhas podem chegar a 4 metros de comprimento e estão aderidas a um pecíolo. As partes da planta são curiosas e diferentes de árvores de porte semelhante, geralmente 3 metros de altura.

Plantação e cultivo de bananeira

A maioria das opções para plantação de banana são gêneros das famílias Acuminata e Balbisiana. A bananeira gosta de climas quentes, tendo o seu ideal de crescimento entre os 26 e 30 graus celsius. Também necessita de água em abundância e solos férteis, com boa disposição de nutrientes como o nitrogênio e potássio.

Elas são sensíveis ao vento, devido aos rizomas superficiais, então preferem ambientes abrigados. Existem, porém, muitas pragas que acometem a plantação. Entre as mais conhecidas, pode-se destacar a broca da bananeira.

As características da banana começam pela sua classificação: ela é uma pseudobaga da bananeira. Elas são uma das principais fontes de potássio e contém açúcares naturais, como sacarose e frutose, além de vitaminas e fibras, o que faz da fruta um alimento muito rico em questões nutricionais.

A respiração da fruta é acelerada com as altas temperaturas, e deste modo, ela queima as suas reservas de açúcares. Assim, para condicionamento dessas frutas no comércio, recomenda-se reduzir um pouco a temperatura, para diminuir o metabolismo da fruta. Do mesmo modo, para maturação da fruta estocada, podem ser adicionados hormônios que ativam o metabolismo e o amarelamento da fruta.

Isso é necessário, pois as frutas passam longo tempo estocadas a fim de serem comercializadas o durante todo o ano. Do mesmo modo ocorre com outras futas como maçã e laranjas.

Bananeira

Bananas mais cultivadas e consumidas no Brasil

  • Banana maçã: robustas e “rechonchudas” com a casca mais grossa;
  • Banana vermelha: a fruta é caribenha e é muito exótica;
  • Ouro: banana híbrida e com baixo teor de gorduras;
  • Prata: possui 13 cm e é um pouco menos curvada que as demais cultivares;
  • Nanica: possui o sabor mais adocicado e é preferida para doces;
  • Da terra: esta é mais difícil de descascar e deve ser cozida antes do consumo, tendo sabor mais adstringente.

Muitos pratos são produzidos a partir das bananas, como doces e tortas, bem como para a produção de geleias e recheios de diversas iguarias como a crepioca.

As bananeiras ornamentais também ganham espaço de destaque entre as plantas. A bananeira de jardim ou Canaceae, seu nome científico, é utilizada para paisagismo em jardins. Ela possui porte arbóreo e chega a 2 metros de altura. É uma espécie prosaica da América e o seu cultivo na região baseia-se na produção de mudas para ornamentação. Ademais, ela necessita de solo muito fértil e bem drenado.

As suas flores são vermelhas em sua maioria, mas também existem as amarelas, todas muito belas. Essa inflorescência é ereta e racemosa, e as flores são compostas por três pétalas lanceoladas. Seus rizomas são comestíveis e constituem grande fonte de açúcares.

Outrossim, ao contrário das bananas produtoras de frutos, elas possuem sementes para reprodução alojadas nos frutos. Diante de todos esses aspectos, a bananeira é muito importante economicamente no Brasil e também fundamental para a alimentação, além desta espécie para paisagismo.

Compartilhe sua opinião

Agro20 | Portal Vida No Campo