Bife à milanesa faz sucesso nas mesas de todo o Brasil

Inicio » Agronegócio » Bife à milanesa faz sucesso nas mesas de todo o Brasil
16/08/2020 Por
Bife à milanesa faz sucesso nas mesas de todo o Brasil

Conhecido pelas receitas realizadas em todo o Brasil, é muito difícil não gostar do bife à milanesa. Ele está presente na rotina de muitos brasileiros, além de fazer um enorme sucesso nos restaurantes e bares do país. A textura crocante e mais seca é o que apaixona milhares de fãs espalhados pelo mundo, que o consideram um prato perfeito para a hora do almoço.

O melhor de tudo é que a receita original pode ser misturada a uma série de novos ingredientes, como frango, peixes, molhos tártaros, camarões, queijos e quiabos. É impossível não amar as composições de bife à milanesa, que também chamam muita atenção pelo aspecto prático, sendo rápido de preparar e necessitando de poucos ingredientes.

Bife à milanesa

O que é bife à milanesa?

Bife à milanesa é um empanado originalmente criado na Itália, que acabou se tornando popular em praticamente todos os países da América do Sul.

Também chamado apenas pelo nome de milanesa, este prato é preparado com bifes bem temperados e fritos em óleo quente para serem empanados com farinha de rosca e ovos batidos. No início era preparado apenas com vitela, mas hoje é possível escolher qualquer corte de carne.

Fama internacional do bife à milanesa

Em alguns países da Europa, este prato ainda é conhecido como cotoletta alla milanese, principalmente na França e na Itália. Na receita original, era normal fazer a preparação com o osso e a carne da própria costeleta, e realizar toda a fritura em manteiga. Com o tempo, os países latinos fizeram uma série de adaptações para tornar o prato ainda mais saboroso e prático.

Já em países como Portugal, o bife à milanesa é conhecido como “panadinho” e também pode ser preparado com carne de vaca, por exemplo. O prato se caracteriza por apresentar algumas fatias mais secas e finas. Mas também é muito comum encontrar este recurso utilizado para carnes de porco, de peru e de frango, sendo uma paixão do público o ato de empanar qualquer alimento.

Nos Estados Unidos e em alguns países do Oriente Médio, este empanado ainda é preparado exclusivamente com carne de vitela. Em várias regiões, são denominados como “Wiener Schnitzel”.

Ao sul do país norte-americano, é possível encontrar o elemento sendo reconhecido como “chicken fried steak”. Além de servidos juntamente a uma refeição completa, também se tornaram uma excelente opção para sanduíches.

Entre os temperos, é normal que o prato seja preparado apenas com a presença de sal e de pimenta. Alguns bifes são regados ao suco do limão ou ficam um tempo interagindo com o alho picado, o que traz um gosto diferenciado.

Mas é fundamental contar com os ovos e a farinha de rosca para que o resultado fique dentro do esperado, sendo impossível realizar uma substituição neste sentido. Você pode misturar outros itens à farinha ou ao pão ralado, fortalecendo ainda mais o tempero.

Bife à milanesa

Bife à milanesa na economia

Por se tratar de um item extremamente reconhecido internacionalmente, é nítida a participação do Brasil na exportação dos ingredientes deste prato. Em 2019, o Brasil se destacou como o principal exportador de carne bovina no mundo, chegando a enviar 1,8 milhão de toneladas para outros países. A China, inclusive, foi uma das nações mais interessadas no alimento.

E por conta da força da pecuária no Brasil, as outras carnes também possuem um desempenho excelente no mercado. Carnes de porco, de frangos e de peixes também encontram abertura para a exportação em larga escala, gerando uma série de recursos ao Brasil.

O cenário ainda se alarga em relação aos temperos que podem ser utilizados, o que consolida o bife à milanesa como um dos pratos mais rentáveis para a economia.

Normalmente, são três as carnes mais vendidas para esta finalidade. Trata-se do patinho, do contra filé e do coxão mole. No entanto, todos os cortes podem ser aplicados, inclusive os mais duros. Para adaptar esta questão, o segredo é utilizar um pequeno martelo para deixar a carne mais macia, reduzindo a espessura.

Ingredientes do bife à milanesa

Mas para descobrir como fazer bife à milanesa, será necessário reunir os melhores ingredientes. Você precisará de dois bifes grandes da sua carne preferida.

No caso de dúvida, opte pelo coxão mole, que possui um custo reduzido. Além disso, também não se esqueça de meia xícara de chá de farinha de trigo e uma inteira de farinha de rosca (independentemente se for caseira ou industrializada).

Você também precisará de dois ovos para empanar. Acrescente, se preferir, uma pitada de pimenta calabresa seca. Serão úteis três colheres de sopa de água ou leite, dependendo do gosto pessoal. Reúna o sal e a pimenta do reino, podendo acrescentar folhas de alecrim se preferir. Use óleo para fazer a fritura e, caso queira incrementar o resultado, aplique mostarda dijon.

Também é possível preparar um bife à milanesa com queijo, o que poderia se parecer mais com um bife à milanesa parmegiana.

Bife à milanesa

Receita de bife à milanesa

Com esta receita de bife à milanesa, é hora de partir para a ação. Realize um corte ao meio de cada bife, para que eles possam se tornar 4 bifes pequenos. Dessa maneira, o processo de empanar e fritar se tornará muito mais simples.

Quebre um ovo de cada vez em uma tigela e coloque em um prato mais fundo. Junte a água e o alecrim, o sal e a pimenta seca. Faça toda essa mistura batendo com um garfo, para misturar bem a gema com a clara.

Agora é momento de pegar um prato mais raso para aplicar a farinha de rosca. Também vale outro prato só para a farinha de trigo, temperando com um pouco de sal.

Para empanar, siga a seguinte ordem: passe o bife pela farinha de trigo, depois coloque nos ovos e deixe escorrer o excesso. Por último, aplique à farinha de rosca, pressionando para que toda a superfície seja coberta.

Você pode colocar no ovo novamente e passar pela farinha de rosca por uma segunda vez, deixando o empanado ainda mais firme e com um resultado crocante.

Use uma frigideira de borda alta para colocar o óleo em fogo médio, deixando aquecido. No momento em que a frigideira estiver preparada, é hora de mergulhar duas partes de cada vez. Mesmo se o recipiente for grande, não coloque tudo de uma vez.

O ideal é que o bife à milanesa permaneça por um minuto em fritura. Quando o item estiver dourado dos dois lados, você pode remover com a ajuda de uma escumadeira. Se for possível, coloque em um recipiente forrado com papel toalha. Esta atitude será fundamental para que o óleo escorra, deixando o resultado ainda mais saboroso. A mostarda, que é opcional, pode ser aplicada ao final.

Compartilhe sua opinião

Agro20 | Portal Vida No Campo