Boi (gado doméstico) é uma espécie de bovino do gênero Bos

Inicio » Pecuária » Boi (gado doméstico) é uma espécie de bovino do gênero Bos
10/09/2019 Por
Boi (gado doméstico) é uma espécie de bovino do gênero Bos

O boi é um animal domesticado criado para carne, leite e couro, bem como para carga

O macho castrado do gênero Bos é uma forma dócil, especialmente útil como animal de tração em muitas partes menos desenvolvidas do mundo. O boi também é usado para alimento em diversas partes do mundo.

A espécie Bos taurus é dividida entre as vacas, que são as fêmeas, os touros e os bois. A diferença entre boi e touro é que o boi recebe esse nome após ser castrado. Já o touro é o macho que mantém seus testículos e recebe aptidão para reprodução.

Boi

O que é boi?

Boi é uma espécie bovina do gênero Bos, ordem Artiodactyla, apresentando-se como um mamífero ungulado e com dois dígitos em cada membro.

São duas as suas subespécies:

  • Bos taurus taurus: são os bovinos provenientes da Europa, também chamados de gados taurinos, muito produtivos;
  • Bos taurus indicus: são os bovinos da Ásia, chamados também de gados zebuínos, bem adaptados a climas tropicais.

O que são animais bovinos?

A família de bovinos, Bovidae, é um grupo amplo de mamíferos que também inclui cabras, ovelhas, gazelas e antílopes. Das 107 espécies atualmente reconhecidas nessa família, apenas 12 são bovinos selvagens.

Os bovinos são geralmente caracterizados por seus grandes tamanhos e seus pares de chifres não ramificados que crescem da testa. Os chifres, que não são derramados, são em grande parte ocos e diferem consideravelmente entre as espécies.

Bovinos domésticos, é claro, são extremamente abundantes em cativeiro, com uma população mundial superior a um bilhão de animais. No Brasil não existem bois, vacas ou touros na natureza.

Domesticação bovina

A metodologia adotada no adestramento do gado selvagem teve uma importância fundamental para a expansão da sociedade. Esses animais domésticos, então, caracterizaram uma fundamental fonte de recursos como carnes, leite, peles e força de trabalho.

Há registros de domesticação desses animais que datam de 10 mil anos atrás, a partir da espécie Bos primigenius primigenius, um boi encontrado na região da Europa.

Boi

Agronegócio

As espécies de gado desempenham papéis econômicos e socioculturais muito importantes para o bem-estar das famílias rurais.

O gado ajuda no suprimento de alimentos, nutrição familiar, renda familiar, economia de ativos, produtividade do solo, meios de subsistência, transporte, tração e produção agrícola sustentável, emprego familiar e comunitário.

As funções de gado podem ser classificadas de várias maneiras. Entre os tipos de produtos, destacam-se os alimentos, insumos para a colheita e matérias-primas.

Ração para bovinos

O boi de corte pode se alimentar de forragens de baixa e alta qualidade, incluindo forragem de pasto, feno, silagem, forragem de milho, palha e subprodutos de grãos.

O gado também utiliza proteínas sob a forma de ureia e biureto de alimentação de suplementos, o que pode fornecer de um terço a metade de todas as necessidades de proteína de carne de animais.

O nitrogênio não proteico é relativamente barato, abundante e geralmente é nutrido com ração de grãos ou em suplementos líquidos com melaço e ácido fosfórico. Pode, ainda, ser misturado com silagem no momento da ensilagem. Por fim, também pode ser utilizado em blocos suplementares para gado de corte ou como parte de pelotas de corte.

Os bois de engorda são geralmente alimentados de 2 a 3% do peso equivalente à arroba do boi, dependendo da quantidade de concentrados na ração e da taxa na qual eles estão sendo engordados.

O boi gordo ganha de 1 a 1,4 kg por dia e requer de 0,6 a 1,4 kg de proteína bruta, de acordo com seu peso e estágio de engorda.

Manejo de bovinos de corte

Vacas de corte destinadas à produção de bezerros alimentadores geralmente são mantidas em pastagens e forragens com quantidades necessárias de suplemento proteico. Sendo assim, alguns grãos são utilizados como alimento apenas a novilhas ou vacas leiteiras muito pesadas.

Portanto, a produção de carne de boi tornou-se altamente científica e eficiente. Inegavelmente isso se deve ao alto custo de mão de obra, terra, alimentação e investimento.

A maioria dos rebanhos de criação, que requerem um mínimo de alojamento e equipamento, é gerenciada de forma a reduzir os custos. Isso se dá através da melhoria das pastagens, onde normalmente são encontrados em áreas e rebanhos relativamente grandes.

Outros aspectos do manejo incluem testes de desempenho para a produção regular de filhotes. Além disso, também empregam uso de medicamentos preventivos e aditivos para rações.

Na área laboratorial exercem checagens de gravidez, testes de fertilidade de touros, inseminação artificial de alguns rebanhos de raça pura e comerciais.

Do mesmo modo, trabalham proteção contra insetos e parasitas, internos e externos, ingestão adequada – mas não excessiva – de alimentos e um mínimo de manuseio.

Boi

Gado de corte no Brasil

Entre as principais tipos de bois de corte presentes no Brasil, destacam-se:

  • Nelore: esse boi de origem indiana ocupa cerca de 80% do rebanho de gado de corte em território brasileiro. Ele se adapta às regiões mais quentes do país, sendo um dos animais mais procurados pelos produtores de carne;
  • Angus: originário da Escócia, hoje é erradicado nos Estados Unidos e Reino Unido. Um boi que se adapta a diferentes climas, fornecendo carne macia e saborosa. Uma vantagem preponderante dessa raça é atingir a idade de abate mais precocemente, além da alta taxa de fertilidade;
  • Brahman: de origem americana, essa espécie resulta do cruzamento entre raças zebuínas. Adapta-se facilmente ao Brasil, além de ser uma raça excelente para cruzamento industrial.

Boi na força de trabalho

Há uma variedade de trabalhos para os quais o gado pode ser usado: puxar um carrinho de duas rodas, transportar esterco para os campos ou pilha de armazenamento. Entretanto, poucos bovinos ainda são utilizados por grandes agricultores.

Eventualmente o trabalho pesado feito pelos bois foi sendo substituído por cavalos. Isso por que são mais fáceis de adestrar, assim como possuem mais resistência para exercer o trabalho pesado.

Impacto ambiental

Embora saborosa, a demanda expressiva de carne bovina tem promovido consequências ambientais consideráveis como o desmatamento de áreas indígenas para servirem de pastos para a produção de alimento para o boi, assim como o crescimento do acúmulo de gás metano na atmosfera. Este, proveniente das flatulências desses animais, é um dos grandes responsáveis pelo efeito estufa.

Compartilhe sua opinião

Agro20 | Portal Vida No Campo