Camu camu é uma árvore frutífera com origem na Amazônia

Inicio » Agricultura » Camu camu é uma árvore frutífera com origem na Amazônia
17/10/2019 Por
Camu camu é uma árvore frutífera com origem na Amazônia

Camu camu é ingrediente de cosméticos anti-envelhecimento

Camu camu é uma frutinha azeda, em forma esférica similar à cereja, de cor púrpura e casca resistente como da jabuticaba.

De fato, muito embora o camu camu esteja ganhando fama no exterior, o fruto ainda é pouco conhecido na Amazônia, sua terra de origem. Conheça mais sobre o cultivo dessa planta e o seu valor em crescimento no mercado internacional e na economia do produtor brasileiro!

Camu camu

O que é camu camu?

Camu camu é um arbusto nativo da Amazônia cujo nome científico é Myrciaria dubia.

Seu porte é pequeno, raramente ultrapassando os três metros de altura. Na sua terra de origem, a Amazônia, o fruto está presente em Roraima, Rondônia, Pará e Amazonas.

Estima-se que o arbusto seja oriundo da Amazônia do Peru, isto é, entre o rio Maranon e Ucayali. Invariavelmente, a incidência do fruto ocorre na beira de rios e igarapés.

Além disso, há ocorrências do fruto em zonas alagadas permanentemente, onde seu caule inferior pode ficar imerso. Geralmente, os frutos são encontrados em grandes quantidades. Chamativos, não passam despercebidos e são muito consumidos por pescadores.

Entretanto, apesar de toda essa abundância do fruto, o brasileiro nativo costuma esnobá-lo. De fato, devido ao seu sabor azedo, a fruta é normalmente descartada sem antes tomar nota do generoso potencial nutritivo do caçari.

Caçari

Na Amazoônia, o camu camu também recebe outros nomes. Entre eles: crista de galo, araçá d’água, araçá de igapó e caçari.

Distribuição do camu camu

A atual distribuição da fruta camu camu consiste nas planícies amazônicas do Brasil, Colômbia, Equador, Peru e Bolívia.

Assim, sua distribuição se estende do centro do estado do Pará ao longo do rio Amazonas, partindo até o leste do Peru.

No Brasil, também é encontrada no estado de Rondônia e ao longo dos rios Massangana e Urupá e no Amazonas.

Camu camu

Benefícios da fruta camu camu

O camu camu possui um teor extraordinariamente alto de vitamina C. De fato, é muito disseminada a ideia de que o fruto possui o maior teor de vitamina C no mundo inteiro.

Sem dúvida, essa é uma quase verdade. Isto é, o camu camu ocupa o segundo lugar entre os alimentos mais ricos em vitamina C. O primeiro lugar, na realidade, fica com o fruto australiano chamado “ameixa de Kakadu”, nome vulgar da espécie Terminalia ferdinandiana.

Por sua vez, essa propriedade da fruta foi muito explorada ao entrar na mira dos mercados internacionais. Contudo, o conteúdo de vitamina C diminui à medida que a maturidade é atingida. Assim, acaba ocorrendo uma troca no teor de vitamina C e na expressão do sabor.

Além disso, a fruta é rica em flavonoides, como antocianinas, catequinas, delfinidina, ácido elágico e rutina. Outra análise revelou a presença de ácidos gálico e elágico, sugerindo que o fruto possui taninos hidrolisados.

Alguns dos benefícios em destaque são:

  • Contém poderosos antioxidantes;
  • Combate a inflamação;
  • Auxilia no emagrecimento;
  • Melhora os níveis de açúcar no sangue;
  • Possui propriedades antimicrobianas;
  • Mantém a pressão sanguínea saudável.

Como plantar camu camu?

Sem dúvidas, diante de tantos benefícios e dados interessantes, você deve estar curioso para saber como plantar camu camu, não é mesmo?

Usado por muito tempo pelos povos nativos, o camu camu é colhido direta e manualmente em canoas.

De fato, a fruta só recentemente entrou em cultivo e venda em larga escala. Afinal, houve procura pelo mercado mundial, sendo o Japão o maior comprador.

A árvore é relativamente fácil de cultivar dentro de certas condições de cultivo. Por exemplo, ela sobrevive melhor em climas quentes, úmidos e tropicais.

Contudo, cresce nas zonas subtropicais, sobrevivendo às temperaturas mais amenas. Apesar disso, requer água abundante.

A planta é extremamente tolerante a inundações, suportando quatro a cinco meses com as raízes e até grande parte das partes aéreas submersas na água.

Em suma, a espécie se propaga através de sementes. No cultivo, a árvore começa a dar frutos após atingir 2 cm na circunferência do caule, ou seja, cerca de três anos após o surgimento das mudas.

As plantas florescem no final da estação seca e produzem frutos no pico da estação chuvosa. Observações com plantas silvestres e cultivadas sugerem que as árvores podem permanecer produtivas por várias décadas.

Além disso, verificou-se que as árvores silvestres produzem 12 kg de frutas, em média.

Camu camu

Usos

A documentação dos usos tradicionais do camu camu é escassa. Entre os povos amazônicos, por exemplo, é provável que o camu camu nunca tenha sido relevante em termos nutricionais. Afinal, seu teor nutritivo e saudável é praticamente desconhecido.

Como a fruta é extremamente ácida, o sabor deve ser mascarado por diluição em leite ou água e pela adição de açúcar.

Além disso, seu pigmento avermelhado na casca confere uma cor rosada aos sucos extraídos do camu camu. O aroma é sutil, mas não é tão cativante quanto em frutas mais populares.

Recentemente, o camu camu vem sendo usado em sorvetes e doces. No exterior, está se iniciando uma procura pelo fruto e seus benefícios. Estas, por sua vez, são voltadas à fabricação de produtos anti-envelhecimento.

Cultivo no Brasil

Apesar de não lograr de popularidade, o fruto sempre esteve próximo das populações ribeirinhas. Muitos pescadores, por exemplo, consideram o fruto um ótimo petisco ou tira gosto. Além disso, ele é muito utilizado como uma isca para pesca.

Foi somente a partir da década de oitenta, contudo, que a fruta começou a chamar a atenção do grande público. Nessa década, o interesse pelo fruto cresceu devido ao conceito de frutas e demais alimentos saudáveis, nutritivos e funcionais.

Esses valores nutricionais despertaram a busca por parte do mercado de empresas internacionais.

Assim, empresas americanas e japonesas começaram a importar o fruto para usos em setores de cosméticos, por exemplo, como cápsulas de vitamina C em pó e produtos anti-envelhecimento.

Segundo especialistas, o fruto pode fornecer benefícios para a economia do cultivo no Brasil e para a renda do produtor ribeirinho.

Ou seja, embora a ocorrência seja oriunda das margens de rios amazônicos, o plantio do fruto tem se estendido. Atualmente, o camu camu é plantado em outras áreas devido à adaptação em terra firme promovida pela INPA.

Compartilhe sua opinião

Agro20 | Portal Vida No Campo