Cânhamo e a sua utilização em diferentes tipos de produção

Inicio » Agricultura » Cânhamo e a sua utilização em diferentes tipos de produção
12/02/2019 Por
Cânhamo e a sua utilização em diferentes tipos de produção

Como é feita a utilização e plantação do cânhamo?

Utilizada principalmente na fabricação de tecidos, óleos, combustíveis, alimentos e outros, o cânhamo tem muitas formas de utilização vantajosas as diversas produções.

A plantação de cânhamo já foi muito popular em países da Europa, mas devido às substâncias psicotrópicas presentes na planta, as mesmas encontradas na espécie Cannabis sativa, foram impostas exigências em seu cultivo.

Plantação de cânhamo

O que é cânhamo?

Cânhamo – ou cannabis industrial – refere-se às diversas plantas da espécie Cannabis ruderallis. Sua utilização é muito presente na indústria têxtil, além de ser usado para fabricar fio de cânhamo, cordas, papéis, óleos, alimentos, combustíveis e resinas. Assim, suas sementes são usadas para fabricar alimentos, cosméticos, suplementos e medicamentos. Já as fibras e os caules produzem o papel, cordas, tecidos compostos plásticos e outros materiais usados em construções.

O desenvolvimento e crescimento desta planta ocorre de modo in natura, em cultivos ao ar livre, além das plantas serem postas uma ao lado da outra para que a fecundação seja estimulada pelo ar. Sua altura pode chegar de 2 a 4 metros de comprimento.

Plantação de cânhamo

A plantação do cânhamo, há alguns anos, era feito principalmente em países da Europa, como Portugal, por exemplo. A planta era geralmente utilizada produções têxteis e na fabricação das cordas das caravelas. Entretanto, na década de 30, o nylon (fibra sintética) começou a popularizar-se, sendo mais utilizado que o cânhamo. Além disso, a plantação sofreu pressão por parte do uso recreativo da planta, pela presença da substância psicotrópica (alto nível de tetraidrocanabinol – THC).

Devido isso, a Organização Comum de Mercados Agrícolas (OCM) da Europa incluiu a plantação de cânhamo voltada para a produção de fibras. Assim, as importações de cânhamo passaram a ser certificadas e analisadas para conter nível de THC abaixo de 0,2%.

Utilização do cânhamo

O cânhamo tem muitas utilizações e funcionalidades. Os principais usos são, basicamente:

  • Usado na nutrição: a planta é rica em óleos comestíveis, ácidos graxos e aminoácidos.
  • Usado na alimentação: as sementes da planta podem ser utilizados na preparação de diversos pratos, como leite, chá, saladas, farinhas, bolos, cremes e cereais orgânicos, por exemplo.
  • Usado na indústria mecânica: a planta pode ser usada na fabricação de tintas, lubrificantes, vernizes e combustíveis, por exemplo.
  • Usado na indústria de cosméticos: a planta também pode ser usada para fazer shampoos, cremes, gel e óleos corporais, por exemplo.

Diferenças entre as cannabis

Diferença entre cânhamo e maconha

Ao que refere-se a espécie Cannabis, muitas das plantas são confundidas entre si e entre suas características e propriedades. Isto é o que acontece entre o cânhamo e a maconha. As duas plantas, por pertencerem à mesma espécie, são confundidas e analisadas como uma só. Embora tenha características semelhantes, possuem propriedades diferentes.

Em contrapartida, a maconha é cultivada em lugares fechados, em que a temperatura, umidade e luz são moderadas. Além disso, a planta possui baixo desenvolvimento de crescimento, possuindo mais flores e ramificações.

Ao contrário do cânhamo, a maconha tem o cultivo realizado principalmente pelas propriedades psicoativas, devido ao alto nível de tetraidrocanabinol. Assim, suas fibras e caules não são utilizados, somente as flores, onde há maior concentração TCH, de 10 a 30%. Entretanto, o uso da maconha ao redor do mundo é feito tanto de forma ilegal quanto medicinal – sendo, inclusive, legalizado em diferentes países.

Agro20 | Portal Vida No Campo