Capim cidreira ou erva cidreira tem sabor e aroma característicos

Inicio » Agricultura » Capim cidreira ou erva cidreira tem sabor e aroma característicos
27/09/2020 Por
Capim cidreira ou erva cidreira tem sabor e aroma característicos

A erva cidreira, ou capim cidreira, pertence à família da hortelã e, por esse motivo, possuem características muito semelhantes, como a folha e o porte do seu arbusto. Esse chá possui um aroma inconfundível, sendo o favorito de muitas pessoas em todo o mundo, e suas propriedades medicinais são muito difundidas em todo o mundo.

O capim cidreira tem muitas propriedades medicinais e seu consumo deve ser ponderado. Apesar disso, em doses certas e controladas, o chá tem a capacidade de aliviar dores de estômago e também as tensões pré menstruais.

Capim cidreira

O que é capim cidreira?

Capim cidreira é uma planta com nome científico Melissa officinalis. Esta é uma planta perene, herbácea e pertencente ao mesmo grupo da hortelã e do boldo. As suas folhas, apesar de semelhantes às da hortelã, são maiores e mais claras.

Das folhas, são extraídos óleos essenciais, os quais são compostos orgânicos aromáticos pertencentes ao grupo dos terpenos (C5H8)n, e entre eles podem ser extraídos a cânfora e aromas cítricos.

As aplicações da erva cidreira são diversas devido às muitas propriedades que seus compostos possuem. Além disso, ela possui taninos e flavonoides que são utilizados como antioxidantes, ou seja, é uma opção natural para auxiliar na prevenção do câncer.

O capim cidreira e erva cidreira, apesar dos nomes semelhantes, não são a mesma planta. O nome erva cidreira também é dado ao capim limão, e este por sua vez é uma planta da família Poaceae. O nome científico é Cymbopogon citratus. Essa planta também possui propriedades medicinais, e uma delas é o seu efeito analgésico.

No entanto, a Melissa officinalis proporciona, a partir da infusão para preparo do chá de capim cidreira, inúmeros benefícios, tanto para mulheres gestantes quanto para mulheres na TPM e menopausa. Um dos seus efeitos é sedativo, o que melhora significativamente o sono de pessoas ansiosas, por exemplo, enquanto alivia dores de cólicas menstruais.

Benefícios do capim cidreira

Os benefícios do capim cidreira são muitos. Suas propriedades são capazes de melhorar dores de estômago e cólicas.

O seu óleo essencial é comercializado para uso de doses homeopáticas. Seus compostos podem ser extraídos por meio da infusão. Para entender como funciona o processo, vamos falar a respeito de como fazer chá de capim cidreira.

É conveniente que a água seja fervida e, após 5 minutos para resfriamento, sejam adicionadas as folhas do chá, que devem ficar em infusão de 5 a 10 minutos. Em seguida, a água deve ser filtrada, separando as folhas contidas. O chá deve ser consumido ainda quente.

Vamos compreender o seu uso e para que serve capim cidreira?

O chá de erva cidreira é capaz de promover a melhora da digestão, atuando de forma preventiva e também remediando problemas com estufamento e gases, além de reduzir dores de estômago. A partir de seu óleo essencial, é possível provocar efeito sedativo e também calmante, reduzindo os níveis de estresse e ansiedade.

Capim cidreira

Para que serve o capim cidreira

Por provocar o relaxamento dos tecidos, a erva cidreira é indicada para o tratamento de cólicas menstruais. Logo, essas duas propriedades são muito benéficas para utilização em períodos de tensões pré menstruais (TPM). Da mesma forma, a sua ação contra dores estomacais pode ser benéfica para mulheres no início da gestação, as quais são acometidas por enjoos frequentes.

Portanto, é recomendado o uso de capim cidreira na gravidez, visto que é um chá natural e com baixo risco. Do mesmo modo, por diminuir o estufamento e os gases e melhorar o funcionamento do intestino, é um chá preferido não só para a mãe mas também para o bebê, quando este nasce e sofre com cólicas.

A sua ação antioxidante é capaz de atuar na prevenção do câncer, pois evita o envelhecimento e mutação celular, a partir do combate aos radicais livres. Do mesmo modo, ele ajuda a proteger a saúde do coração, evitando doenças como arteriosclerose e acidentes vasculares cerebrais, os populares AVCs.

Ainda devido a essa propriedade, o chá é capaz de prevenir a incidência de Alzheimer e outras doenças cerebrais degenerativas, bem como evitar o envelhecimento e escurecimento da pele.

O seu efeito calmante é capaz de reduzir a pressão arterial, sendo uma alternativa para pessoas que identificam que possuem problemas de pressão alta. Isso porque os seus compostos auxiliam na vasodilatação que ajuda na circulação sanguínea.

A redução de radicais livres também diminui os níveis de colesterol ruim no sangue.

Capim cidreira emagrece?

O chá de capim cidreira emagrece. Portanto, é um grande aliado na hora de reduzir os quilinhos na balança. A sua propriedade sedativa para o estômago reduz o anseio pelo consumo de alimentos, e ao mesmo tempo aumenta a sensação de saciedade.

Assim, podemos dizer que o capim cidreira emagrece, também regulando as funções intestinais e estimulando o metabolismo e a digestão correta de alimentos, promovendo a evacuação diária. Para isso, diariamente deve haver o consumo da planta.

Capim cidreira

Como plantar capim cidreira

Não existem muitos tipos de capim cidreira. No entanto, ao ser identificado como um dos tipos de erva cidreira, o capim limão pode levar à confusão. Porém, são plantas distintas e com propriedades diferentes.

É importante observar como plantar capim cidreira a fim de extrair o melhor das folhas da planta e de suas propriedades medicinais.

Elas devem ser plantadas em solo bem drenado, à meia sombra, pois são plantas que não gostam muito de incidência de luz solar forte. Ela floresce no final do verão, e nesse período deve evitar realizar podas.

O capim cidreira suporta mais de um período de frio e pode ser cultivado em climas mais temperados ou até mesmo tropicais. A planta de origem da Europa é muito famosa e utilizada há muitos anos por médicos e curandeiros. As suas propriedades medicinais são conhecidas desde os primórdios, quando se deu início o seu cultivo e a incorporação de seu uso na cultura dos povos europeus, os quais a trouxeram para o continente americano.

Compartilhe sua opinião

Agro20 | Portal Vida No Campo