Capim pangola é comum em regiões tropicais e subtropicais

Inicio » Agricultura » Capim pangola é comum em regiões tropicais e subtropicais
09/08/2020 Por
Capim pangola é comum em regiões tropicais e subtropicais

Capim pangola é uma gramínea que oferece uma pastagem boa, bem como um feno de ótima qualidade

Uma criação saudável é aquela que possui o manejo correto, bem como uma ótima alimentação. Nesse quesito é que entra o capim pangola, trazendo grandes vantagens para os rebanhos no Brasil.

Os produtores que têm um espaço para aproveitar em sua fazenda, podem fazer o plantio do capim pangola. Importante dentro da pecuária nacional, além de alimentar os animais, ainda pode fazer o abastecimento no mercado e ter um complemento na renda.

Capim pangola

O que é capim pangola?

Capim pangola é uma forragem rasteira e perene. Suas folhagens tenras e finas crescem rapidamente e ocupam o terreno em meio ao verão chuvoso. Com talo ereto, ele consegue atingir a altura de 80 centímetros.

Seu valor nutritivo é de grande valia, além de ter um agradável sabor e ser excelente para a digestão do animal.

Nos locais onde o inverno é mais rigoroso, seu desenvolvimento é escasso. Sem contar que o capim pingola não se agrada de um solo encharcado, não se adaptando às regiões onde se tem os trópicos úmidos.

Essa forragem contribui para uma alta produção do leite e da carne de animais. Sem contar que é ótimo para fenação, que é o processo da remoção da água das plantas.

O capim pangola para equinos

Em todos os sistemas de produção no pasto, escolher uma boa espécie de forrageira é de extrema importância. Quando se analisa esse assunto, o capim pangola para equinos pode ser uma ótima escolha.

Isso se dá pois um equino executa o pastejo mais agressivo com a planta forrageira. Como ele possui os dentes superiores e inferiores, consegue prender e cortar o capim que fica rente ao solo.

Os equinos têm o hábito de ficar correndo pelo pasto, o que agride as plantações. Dessa forma, esse tipo de forragem que tem o hábito de crescer de forma rasteira é ideal. Ela não impede que os animais corram e ainda gramam o solo.

Capim pangola

O capim pangola para ovinos

Existem várias opções para forragens para as criações dentro das áreas semiáridas brasileiras. Nesse sentido, o capim pangola para ovinos acaba se destacando. Ele possui:

  • Excelente produtividade;
  • Facilidade de plantio;
  • Grande valor nutritivo;
  • Boa tolerância ao tempo de seca.

A sua raiz é profunda, assim, é capaz de acumular boas reservas orgânicas. Conquanto, é adequado quando se deseja formar pastagens cultivadas ou enriquecer pastagens nativas.

No entanto, é importante ressaltar que a gramínea deve ser estabelecida durante os períodos chuvosos. Para que a produção seja maximizada e os ovinos aproveitem os melhores benefícios, é preciso:

  • Analisar o solo;
  • Tratar das culturas e manejos do pastejo;
  • Utilizar técnicas para o rápido vigor e rebrotação do pangola para ovinos;
  • Entre outras.

Capim pangola

Como plantar capim pangola?

Para saber como plantar capim pangola, de nome científico Digitaria decumbens, é preciso se preocupar com as mudas, com exclusividade. Estas precisam ser espalhadas em cima do solo já preparado, bem como enterradas com uma grade.

O plantio pode ser feito com sulcos de aproximadamente 20 cm de profundidade, assim, enterrando mais ou menos 2/3 das mudas. Os sulcos poderão ser abertos de 50 centímetros até 1 metro. Já as mudas devem se posicionar torno de 30 a 50 cm dentro dos sulcos.

O capim pangola deve ter seu plantio feito início até meados dos períodos chuvosos, ou seja, de novembro até fevereiro. Assim sendo, sua utilização se dá em torno de 4 meses.

Compartilhe sua opinião

Agro20 | Portal Vida No Campo