Carcaça: toda a estrutura do animal está ligada a ela

Inicio » Pecuária » Carcaça: toda a estrutura do animal está ligada a ela
25/03/2019 Por
Carcaça: toda a estrutura do animal está ligada a ela

A carcaça é considerada importante no segmento agro, visto que ela têm a função de dar sustentação ao animal

A carcaça animal têm um mercado considerado expoente e promissor. Uma vez que a sua função, principalmente na pecuária, é de garantir a sustentação dos animais e, ainda, a qualidade do produto dos bovinos de corte.

Além disso, a carcaça ajuda diretamente na sobrevivência do animal. Posicionando os músculos de maneira organizada para que o animal não tenha dificuldades para se manter estável.

Boi sendo cuidado para futuramente ser utilizada a sua carcaça

O que é carcaça?

A carcaça é toda a estrutura de animais e seres humanos. É ela quem cria toda a base corporal, a dividindo em partes essenciais para determinados funcionamentos do corpo. Os músculos, por exemplo, são responsáveis por manter o corpo erguido e em movimentação – mas dependem da carcaça para que possam exercer sua função de maneira plena.

Tudo que envolve a qualidade da carne tem total entrelaçamento com a qualidade da carcaça. Por isso, o cuidado com o animal é de suma importância, para que seja possível atingir os níveis desejados de qualidade dos produtos que oferecem.

A fase primária é a mais importante na vida do animal, visto que é o momento onde toda a sua estrutura está se desenvolvendo. Desse modo, a alimentação correta é fundamental para que o abate do gado traga benefícios, não somente ao pecuarista, mas também a quem irá consumir o corte.

Mesmo com toda a evolução tecnológica no setor pecuário, o desenvolvimento da carcaça e a sua manutenção ainda são feitos de forma manual. Isso porque depende muito da alimentação do animal, que deve ser balanceada e controlada para garantir uma boa estruturação.

Além da função de ajudar no desenvolvimento do animal e estabelecer o seu equilíbrio físico, a carcaça tem outras funções, incluindo:

  • Proporcionar qualidade a carne: Toda a estrutura física do animal fica antes da carne. Dessa maneira, protegendo essa camada e a tornando mais estável, de modo que a sua textura e maciez seja prevalecida mediante as situações que são levadas até o momento do abate.
  • Ganho de peso: Durante a fase primária, o animal está em alto ganho de desenvolvimento. Assim, a importância da carcaça é reter parte das gorduras e nutrientes, de modo que o animal tenha um ganho de peso considerável.

Carcaça de animais

Conforme citado anteriormente, a carcaça é um aspecto de grande importância para os animais do campo. No entanto, cachorros, gatos e outros tipos de animais têm a sua carcaça totalmente inutilizada após a morte; visto que são animais feitos para domesticação, e não para consumo.

Países como a China, Canadá e Índia se alimentam desses tipos de animais. Porém, isso tem relação com situações culturais bastante específicas – o que não acontece no Brasil.

Carcaça bovina

A carcaça bovina é uma das mais rentáveis de todo o mundo. De acordo com dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística- IBGE, o Brasil é o maior exportador de carne bovina em todo o mundo. Parte disso pode ser creditado ao fato de que há uma grande organização no setor, desde o momento em que o animal é transportado para as propriedades em que será criado.

Dessa maneira, o bovino é recebido, criado corretamente durante o seu crescimento e, enfim, abatido. O processo do abate e a sua separação da carcaça é feito neste momento, pois, na sequência, já é realizado o processo de higienização interna e a retirada de órgãos do animal.

Para um melhor rendimento da carcaça bovina, existem outros fatores além do manejo e alimentação correta e equilibrada dos animais. Algumas delas são:

  • Raça: A qualidade da carcaça e o seu peso são diretamente influenciados peça raça do bovino. Animais com a melhor genética tendem a ter a carcaça relativamente mais pesada e grossa. Esse é um fator importante na qualidade e textura das carnes, por exemplo.
  • Idade: Ao atingir a fase adulta, o animal aprimora – de certa forma – a sua carcaça, absorvendo melhor os alimentos e nutrientes que são consumidos. Todavia, para que isso ocorra, é necessário que o animal tenha ótima criação durante os primeiros meses de vida.

Alimentar o gado de forma descontrolada não é uma opção. Uma vez que ele terá um aumento de gordura repentino e isso poderá trazer sérias consequências a qualidade da carcaça.

Locais muito apertados também podem ser problemáticos para o animal, visto que isso o deixará irritado, de modo que sua carcaça fique enrijecida – afetando a qualidade da carne.

Frango que terá a sua carcaça utilizada

Carcaça de frango

A carcaça de frango é muito importante para todo o setor da avicultura. Isso porque o seu desenvolvimento e bem-estar dependem diretamente de como o seu corpo se comporta durante o processo pré-abate. Porém, diferentemente dos bovinos, os frangos podem ser comercializados inteiros ou na forma de carcaça.

O frango inteiro é vendido logo após o abate. Durante o começo dos anos 2000 era muito comum a existência de granjas, onde os animais eram abatidos e entregues aos compradores. Assim, a função de limpar o animal era exclusiva de quem o obteve.

Os principais passos para fazer essa limpeza do frango, são:

  1. Retirada dos pés e da cabeça.
    Deve ser feito com extremo cuidado, visto a utilização dessas partes pode ser feita em receitas de canja ou sopa.
  2. Exposição da estrutura do frango
    Retirados os pés e a cabeça, é necessário abrir o frango para retirar as impurezas e torná-lo apto para consumo. A vesícula e o intestino do animal devem ser retirados de forma inteira. Isso porque eles contém impurezas capazes de tornar a carne inutilizável.

Todas essas etapas são feitas manualmente e, por isso, a utilização de luvas é importante, para manter a segurança de limpeza corretamente.

Seguindo todas essas etapas, o animal estará limpo e pronto para uso em diferentes pratos. Caso haja dúvida da limpeza do animal, é importante contatar alguém que já tenha feito tal atividade antes, para garantir que está apto para consumo.

Já o frango carcaça, como é conhecido, vem limpo. Dessa forma, o seu comprador não precisará fazer todo o processo de higienização do animal, não sendo necessário que a separação da carcaça seja feita por conta própria de quem vai consumir a carne.

Compartilhe sua opinião

Agro20 | Portal Vida No Campo