Carneiro é um animal de extrema importância econômica

Inicio » Pecuária » Carneiro é um animal de extrema importância econômica
28/06/2019 Por
Carneiro é um animal de extrema importância econômica

Entenda um pouco mais sobre o carneiro e suas particularidades

Você já ouviu falar no carneiro? Trata-se de um animal de extrema importância econômica. Sua carne é muito apreciada e existem diversos pratos suculentos feitos com essa iguaria.

O carneiro é o macho da família das ovelhas. Quando nascem e são pequenininhos, são chamados de cordeiros, borregos ou até mesmo anhos. Ele é um mamífero, além de ser classificado, também, como um animal  ruminante e bovídeo. Eles são domesticados desde os tempos mais remotos.

Carneiro é um animal de extrema importância econômica

Sobre o carneiro

Agora que você já sabe o que é carneiro, está na hora de saber um pouquinho mais sobre ele. Trata-se de um animal que movimenta o mercado, ele produz carne, laticínios, couro e lã de carneiro.

Os maiores produtores de ovelha atualmente são a China, Nova Zelândia, Argentina e Austrália. Eles se apresentam como parte vital da economia desses países. No Reino Unido a importância do comércio de lã era tão grande que até mesmo no parlamento (a conhecida Casa dos Lordes) o Lorde Chanceler senta-se numa almofada conhecida como saco de lã (woolsack).

A sua carne é consumida ao redor de todo o globo. Já o leite de carneiro é usado para produzir diversos tipos de queijo, como o roquefort, por exemplo.

Em alguns lugares do mundo, como a Sardenha, a ovinocultura tornou-se a principal atividade econômica.

Talvez isso se deva ao fato de, mesmo nos dias atuais, o investimento em rebanhos fornece retornos financeiros de até 400% do seu custo anual.

Isso sem incluir os inúmeros ganhos reprodutivos. Geralmente, a época do pato coincide com os meses do inverno, uma vez que o animal possui sazonalidade reprodutiva.

Domesticação do carneiro

As ovelhas domésticas são descendentes de um animal denominado como muflão-asiático, que é encontrado majoritariamente nas montanhas da Turquia ao Irã meridional.

Diversas evidências da domesticação indicam que ela foi iniciada em 9000 a.C. em uma região onde hoje se encontra o Iraque.

O muflão foi considerado um dos dois ancestrais da ovelha doméstica, após análises de DNA. Embora o segundo ancestral não foi identificado, pois o urial e o argali foram desconsiderados.

Como é a criação de carneiro?

Geralmente estes animais são criados de maneira pacífica, em diversos cativeiros espalhados pelo Brasil e pelo mundo afora.

Os rebanhos podem ser gigantescos. Entretanto, muitos especialistas apontam que não é tão difícil cuidar da criação de carneiro, uma vez que esta exige cuidados muito simples.

Isso porque os bichos se alimentam de vegetação rasteira, que geralmente se encontra abundante em diversas localidade, e precisam ter a sua lã tosada pelo menos uma vez ao ano.

Carneiro é um animal de extrema importância econômica

O resto dos cuidados exige, entre outras pequenas tarefas, observar se os carneiros se encontram em condições saudáveis, sem nenhum problema da saúde.

Até mesmo por isso, muitos criadores se preocupam seriamente com a vacinação dos animais. Além disso, é fundamental observar se na região não existe nenhum tipo de predador que possa matar esses seres.

Raças de carneiros

É interessante dizer que existem várias raças de ovelha. Contudo, elas são geralmente sub-divididas em raças de lã, raças de leite e raças de carne. Ainda existem as que são de dupla aptidão.

Fazendeiros costumam desenvolver raças de lã, visando obter quantidade e qualidade superior, comprimento da lã e grau de friso na fibra.  As principais raças de lã são:

  • Merino;
  • Rambouillet;
  • Romney;
  • Herdwick;
  • Lincoln;
  • Drysdale,uma raça específica que produz lãs para tapetes.

Já entre as raças voltadas para a carne de carneiro, podemos encontrar como as principais:

  • Suffolk;
  • Hampshire;
  • Dorset;
  • Columbia;
  • Texel;
  • Andryan;
  • Montadale.

Já as raças de dupla aptidão são:

  • St, Croix;
  • Barbados BleckBelly;
  • Mouflon;
  • Morada Nova;
  • Santa Inês;
  • Royal White.

Carneiro é um animal de extrema importância econômica

Principais predadores do carneiro

Um dos predadores do carneiro mais comum é a raposa. Este animal se comporta de maneira sorrateira, sendo extremamente ágil e oportunista.

Assim, é necessário ficar bem atento a elas, principalmente quando falamos sobre os filhotinhos, que são seus alimentos preferidos, até mesmo por serem mais fáceis de capturas.

É o que muitos dizem, a raposa gosta muito de contar carneirinhos, mas não da maneira convencional, que todos estamos acostumados.

Outro predador em potencial é o lobo. Ele ataque todo o rebanho, e é claro que o carneiro filhote não fica de fora. A calmaria de suas caças fazem delas presas fáceis para o lobo.

Isso pois elas não esboçam nenhum tipo de reação contra o ataque. Tanto o carneiro reprodutor quanto a ovelha não possuem nenhum mecanismo de defesa muito eficiente.

Entretanto, alguns carneiros podem nascer com as guampas (chifres) grandes e afiadas. Assim, eles podem, de alguma maneira, representar perigo aos seus predadores.

Contudo, como já citamos, a maioria dos caçadores desses animais é extremamente sorrateiro, assim os seus mecanismos de defesa não são utilizados de maneira tão efetiva.

A simbologia do carneiro

É interessante dizermos que, além de seu valor comercial, este animal ainda pode representar uma série de coisas para o homem. Para os egípcios, por exemplo,  o carneiro era um ser sagrado e a ele eram atribuídos poderes como o de criador. Ou seja, ele era uma espécie de entidade para este povo.

Isso pode ser demonstrado através das antigas escrituras, que revelavam imagens de homens com cabeça de carneiro, simbolizando a fertilidade.

Carneiro é um animal de extrema importância econômica

Eles que aquela imagem era capaz de gerar as crianças nas mulheres, plasmando-as. Ainda podemos notar que este animal tem outros significados religiosos em diversas culturas, como na própria Bíblia antiga.

Ela conta sobre o carneiro e sua simbologia em algumas passagens. É interessante como a cultura dos povos da simbologias aos animais e isto deve ser respeitado.

Um exemplo bastante comum é a Índia, onde as vacas são vistas como seres sagrados. Assim, qualquer sinal de negligência ou desrespeito com elas é entendido como um desacato aos Deuses. Dessa forma, por mais que as pessoas sintam muita fome, não se atrevem a comer a sua carne. Trata-se de uma questão bastante controversa, mas que é estritamente seguida na Índia.

Quanto ao carneiro, essas crenças ficaram para trás em tempos muito remotos. Entretanto, ainda existem pessoas que atribuem características divinas a estes animais. Agora você já conhece um pouquinho mais sobre o carneiro e suas particularidades. Vale sempre ressaltar que esse animal é importantíssimo para a economia brasileira e de diversos outros países pelo mundo.

Compartilhe sua opinião

Agro20 | Portal Vida No Campo