Casqueamento é essencial para prevenir doenças em animais com cascos

Inicio » Pecuária » Casqueamento é essencial para prevenir doenças em animais com cascos
19/11/2019 Por
Casqueamento é essencial para prevenir doenças em animais com cascos

Mesmo animais mantidos em piquetes precisam se prevenir de moléstias com o casqueamento

Doenças e lesões são responsáveis pela perda de carne ou de gado, levando o trabalho de mais de três anos de criação dos animais por água abaixo. Por isso, cuidados como o casqueamento são importantíssimos para evitar prejuízos.

Números levantados em 2016 por pesquisador da Universidade Estadual Paulista (UNESP) indicam que metade de cerca de 40 milhões de animais abatidos no país apresentam ao menos uma lesão. Toda lesão provoca perda de carne que, com esses números, contabiliza 7,8 mil dólares por tonelada. Tais números ultrapassam a cifra de 300 milhões de dólares no total. O casqueamento é uma das formas de prevenção para evitar ferimentos e outros desconfortos em animais com cascos.

Casqueamento

O que é casqueamento?

Casqueamento é a ação de aparar os cascos dos animais que apresentam esse trecho do corpo de forma muito angulada e desnivelada. Essa angulação e desnivelamento acabam prejudicando o caminhar dos animais de casco e até a permanência destes em pé.

A finalidade dos cascos nos animais é fornecer sustentação e locomoção. Quando os cascos apresentam problemas de medidas ou angulações, seja por fatores genéticos ou de crescimento, prejudicam a firmeza em uma das patas, afetando caminhada. O mesmo para se manter de pé. O resultado é o desconforto de músculos da região e do bem-estar do animal, afinal, o mesmo fica estressado.

Além disso, o problema nos cascos pode fazer com que bois e cavalos desenvolvam doenças específicas que podem fazê-los perder os cascos e desenvolver outras condições desagradáveis de saúde.

Casqueamento

Como é feito o casqueamento?

A primeira fase é o exame dos cascos, verificando-os de cima, de trás e de frente, com o animal sempre sobre uma superfície plana e dura, não importa se parado ou em movimento.

Depois será preciso avaliar a superfície plantar do casco, retirando a ferradura. A limpeza deve ser feita para, depois, fazer uma inspeção detalhada. Diagnosticando lesões, brocas e sinais de que o animal sente dor em alguma parte, o casqueamento deve ser realizado.

Geralmente usa-se uma rineta para fazer a restauração dos sulcos da ranilha. A aparação das pinças e o ajuste da linha branca são feitas com uma ferramenta chamada torquês. Usa-se uma grosa para fazer o nivelamento da sola e da muralha.

O acabamento é feito com uma lixa e selador.

Casqueamento em cavalo e bovino

Tanto o casqueamento de cavalo como o casqueamento de bovino são realizados com o mesmo procedimento. Mas é sempre importante garantir a imobilidade dos animais ao fazer esse trabalho.

O casqueamento, ainda que não seja um procedimento extremamente doloroso, causa desconforto e é natural que os quadrúpedes queiram se livrar da situação incômoda. Por isso, uma perigosa frouxidão nas amarras que prende os animais pode resultar em danos tanto nos quadrúpedes como nos casqueadores.

Casqueamento

O que é ferrageamento?

Ferrageamento é a aplicação de lâmina de ferro, aço ou alumínio na parte inferior dos cascos. Essa aplicação é executada por meio de cravos.

A ferradura tem como objetivo curar uma debilidade na região dos cascos ou corrigir o aprumo das patas. Assim, o ferrageamento é a parte final do casqueamento.

Compartilhe sua opinião

Agro20 | Portal Vida No Campo