Cereais não maltados tem crescimento e futuro promissor no Brasil

Inicio » Agricultura » Cereais não maltados tem crescimento e futuro promissor no Brasil
15/02/2019 Por
Cereais não maltados tem crescimento e futuro promissor no Brasil

Cereais não maltados crescem em cultivo e destacam Brasil no mapa do agronegócio.

O mercado mundial de cereais não maltados tem evoluído de maneira significativamente rápida durante os últimos anos. Com isso, os números de produção sobem cada vez mais em todo setor do agronegócio. Prova disso é que dados da União Europeia mostram os EUA como os principais fabricantes de não maltados. No período que engloba apenas o ano de 2016, o país foi responsável pela fabricação de cerca de 63 milhões de toneladas de não maltados.

No Brasil, o crescimento a popularidade dos cereais não maltados e a consolidação do país na exportação de outros tipos cereais é notável. Com isso, já era de se esperar que em algum momento os olhos fossem todos voltados para a produção mais direcionada aos não maltados, uma vez que ele tem claro potencial para ganhar o mercado mundial.

Cereais não maltados

Quais são os cereais não maltados?

  • Milho

Está enganado quem pensa que a cevada é o material mais utilizado nas cervejas brasileiras, já que o milho é o primeiro colocado nesse sentido. Além disso, a exportação de milho teve resultados importantes durante os últimos anos. O cereal não maltado rendeu cerca de US$ 4,84 bilhões durante o período de 2018, número superior aos últimos anos.

  • Arroz

Tido como um dos alimentos mais consumidos no mundo, o arroz faz a economia brasileira girar com eficiência e  importância. Isso porque o país procura encontrar espaço num mercado tão disputado quanto ao dos cereais não maltados.

  • Aveia

A aveia, assim como o arroz, está entre os tipos de cereais mais consumidos de todo o mercado mundial, visto que sua produção é versátil e de fácil manejo. Além disso, o cereal não maltado é bem requisitado para importação. Isso porque é uma opção alimentícia relacionada à saúde e qualidade de vida com grande frequência.

  • Cevada

A cevada é um dos cereais não maltados mais conhecidos, e isso se dá pelo fato de estar diretamente associado ao consumo da cerveja. Seu uso na indústria de bebidas alcoólicas é reconhecido e visto com bons olhos. Porém, o cereal não fica restrito apenas ao álcool, e também aparece em diversos tratamentos clínicos de fortificação de ossos e controle de estresse. O cereal é rico em propriedades como vitamina B1, B2, cobre e o magnésio.

Cereais não maltados

Produção de cereais não maltados no Brasil

Diferentes regiões do país têm maior destaque que outras no que se refere a produção de cereais. O Paraná, por exemplo, está muito bem desenvolvido no ramo e, segundo dados do IBGE, conta com cerca de 54 mil hectares para a atual safra.

A estimativa é de que esses números subam ainda mais nos próximos anos. O estado também é grande na produção de cevada, e chegou a atingir volumes próximos de 428 mil toneladas no ano de 2016. Isso de acordo com divulgações do instituto.

É preciso reconhecer que a região paranaense vive um momento muito importante na produção de cereais não maltados; resultado de quando negociadores passaram a ver a produção neste mercado como algo promissor.

Agro20 | Portal Vida No Campo