Chalota, planta bulbosa, é espécie de cebola incomum para brasileiros

Inicio » Agricultura » Chalota, planta bulbosa, é espécie de cebola incomum para brasileiros
10/08/2020 Por
Chalota, planta bulbosa, é espécie de cebola incomum para brasileiros

Conhecida como um tipo de cebola, a chalota ganha espaço no cenário nacional

Reconhecida como uma hortaliça diferenciada, a chalota ganha cada vez mais espaço entre os especialistas em gastronomia. Apesar de um crescimento mais tímido em diversas regiões do Brasil, não são poucos os cozinheiros que buscam este item para dar um toque diferenciado ao prato.

Mas este consumo também se reflete no crescimento das produções, fazendo com que a chalota seja produzida em até sete toneladas por ano no território brasileiro. Muitos agricultores repararam que o trabalho com este item está rendendo uma resposta interessante do mercado, já que se trata de um produto valorizado e de estrutura simples para plantio.

Chalota

O que é chalota?

Chalota é uma hortaliça com semelhança extrema a outros tipos de cebola. Também é conhecida como échalotes.

O elemento é muito difundido na França, mas historiadores apontam que a origem é asiática. Apesar da aparência, o gosto é muito mais parecido com o do alho, mas de maneira mais suave e até com um sabor doce.

No território brasileiro, a região Nordeste é a que mais produz este tipo de hortaliça. Por lá, o elemento também é importante para a movimentação da economia, pois é mais caro do que o alho e a cebola.

A substituição dos ingredientes citados pela chalota é muito comum, conferindo um sabor diferente aos pratos.

Chalota

Importância econômica

O Brasil se destaca por ser um dos principais produtores do mundo neste setor, gerando mais de 50 tipos de cebola diferentes. A chalota está entre as variedades que mais se destacam para o público, atrás somente das amarelas, roxas, brancas e pérolas.

O maior percentual de volume de produção parte dos agricultores pequenos, que realizam os processos em espaços familiares. O índice chega a até 70% de toda a produção realizada no país.

São mais de 180 mil micro produtores na missão de produzir cebolas para o mercado interno e externo, chegando a fazer com que o faturamento dos plantios alcance R$ 3 bilhões, de acordo com números coletados em 2016.

Benefícios da chalota

A chalota é uma excelente fonte de antioxidantes, responsáveis pela proteção das células diante dos radicais livres. A prevenção das doenças relacionadas ao envelhecimento também é um ponto forte do elemento. Outros minerais, como ferro, cobre e potássio, fazem com que esse elemento seja primordial para o fortalecimento do corpo.

Chalota

São muitos os detalhes em que há participação da também conhecida como chalota francesa. Alguns dos exemplos incluem a melhoria do fluxo sanguíneo, a diminuição do colesterol no organismo, o controle dos níveis da diabetes, a diminuição do estresse e a regulação das ações cerebrais por meio dos hormônios.

Para quem está buscando uma vida mais saudável, a chalota pode ser uma companheira importante. Isso porque a hortaliça conta com substâncias que auxiliam na disposição do corpo, gerando mais energia para quem costuma praticar exercícios físicos continuamente. Isso se dá pela alimentação constante de oxigênio diretamente nas células. No entanto, vale destacar que o consumo deve ser constante, principalmente na preparação de outros alimentos.

Compartilhe sua opinião

Agro20 | Portal Vida No Campo