Chocolate branco, afinal, é chocolate? Como é produzido?

Inicio » Agronegócio » Chocolate branco, afinal, é chocolate? Como é produzido?
07/06/2020 Por
Chocolate branco, afinal, é chocolate? Como é produzido?

Chocolate branco é feito de manteiga de cacau

Durante anos, os especialistas rejeitaram o chocolate branco – uma confecção feita com manteiga de cacau, leite em pó e açúcar.

Contudo, o consumo vem crescendo e passando por melhorias desde a década de 80, graças à marca Nestlé. Conheça mais sobre o chocolate branco, seu preparo e sua importância no mercado brasileiro!

Chocolate branco

O que é chocolate branco?

Chocolate branco é um derivado do cacau que, contudo, não leva os grãos que caracterizam a cor e o sabor do chocolate tradicional.

De fato, a história e origem da produção e comercialização do chocolate branco não é muito clara. No entanto, o consenso diz que foi a marca Nestlé a primeira a desenvolver esse chocolate comercialmente.

O ponto de partida aconteceu na década de trinta, especificamente em 1936, na Suíça. A história é que essa foi uma maneira de não desperdiçar o excesso de leite em pó que havia sido produzido para a Primeira Guerra Mundial.

Chocolate branco tem cacau?

Uma das perguntas mais recorrentes nesse assunto é se chocolate branco tem cacau.

De fato, o chocolate branco não possui a pasta do cacau em sua composição. Isto é, o preparo exclui os componentes do cacau que dão ao chocolate comum seu sabor e aparência característicos.

Além disso, geralmente contém muito mais açúcar e leite em pó – ou condensado – do que o chocolate comum. Assim, aumenta consideravelmente o teor calórico e proporciona ao chocolate uma textura e sabor mais cremosos.

O chocolate branco também é uma maneira de usar a manteiga de cacau extra, extraída do grão de cacau ao fazer cacau em pó. Essa gordura é o subproduto mais popular do cacau, valorizado não apenas no chocolate, mas em cosméticos e produtos farmacêuticos.

Chocolate branco é chocolate?

Contudo, a pergunta que não quer calar é: chocolate branco é chocolate? Por não levar pasta (ou licor) de chocolate em sua fórmula, a maioria considera que não é chocolate. E esse argumento está certo se considerar que é a pasta do cacau, não a manteiga, que dá o típico sabor ao chocolate.

Em contrapartida, mais da metade do grão do cacau é composto pela manteiga de cacau. Isto é, cerca de 53% do cacau é apenas manteiga. Essa porcentagem fomenta o argumento de que chocolate branco é, sim, chocolate.

Chocolate branco

Como o chocolate branco é produzido?

A manteiga de cacau é derivada do processo de fabricação de chocolate ou, mais especificamente, quando é feito o cacau em pó. Para fazer o cacau em pó, os grãos de cacau torrados são moídos em uma pasta, conhecida como licor de chocolate.

Em seguida, a pasta é pressionada por uma prensa hidráulica potente, que separa a massa de cacau da manteiga de cacau. A massa de cacau sai como um bloco sólido, que é ralado em pó de cacau.

É por isso que o pó de cacau é sempre sem açúcar e com pouca gordura. Nesse processo, é extraída a manteiga de cacau.

Pasta de cacau

A pasta de cacau é uma massa de cor escura, conhecida como o material que empresta sabor para o chocolate. A pasta conta com uma série de nutrientes em sua composição como, por exemplo, os antioxidantes e flavonoides, responsáveis por diminuir os riscos de doenças cardíacas.

Manteiga de cacau

A manteiga de cacau, por sua vez, possui uma coloração clara. Sua composição é pura e simplesmente gordura vegetal, ou seja, 97% de triglicerídeos e 3% de ácidos graxos.

Composição do chocolate branco

De fato, o chocolate branco deriva do cacau. No entanto, na sua composição não estão presentes os grãos que emprestam o sabor característico ao chocolate escuro.

Por sua vez, a matéria-prima na produção dos chocolates brancos é a manteiga de cacau, ou seja, a gordura extraída das sementes do cacau enquanto o chocolate é fabricado. A essa manteiga do cacau, são acrescentados o açúcar e o leite.

Além disso, adoçantes artificiais podem ser incluídos na fórmula. Uma variedade de elementos lácteos é aceitável, incluindo creme de leite, gordura do leite, manteiga, leite integral, leite desnatado e soro de leite.

Certas especiarias e antioxidantes também são permitidos, mas nada que dê o sabor do chocolate tradicional é incluído.

Receitas com chocolate branco

O chocolate branco não possui a massa de cacau. Devido a isso, possui uma cor delicada, semelhante ao marfim, que é obtida com a manteiga de cacau. Sem dúvida, isso lhe confere um sabor suave e sutil, que cai muito bem em receitas com chocolate branco.

Afinal, devido ao maior teor de gordura e açúcar, esse tipo de chocolate derrete com muita facilidade na boca. No entanto, é preciso ter mais cuidado ao usá-lo. Evite, por exemplo, o calor excessivo ou direto.

Em geral, os especialistas recomendam que as sobremesas que contenham chocolate branco sejam servidas refrigeradas. Isso atenua a doçura e a gordura desse chocolate, às vezes extrema.

Além disso, quando usado em receitas assadas, como bolos, o chocolate deve ser adicionado em pedaços consideráveis, preservando, assim, ​​as suas propriedades aromatizantes.

Para obter chocolate branco derretido para uma calda, é recomendado que os tabletes sejam expostos ao microondas por um curto período de tempo. Essa técnica é preferível a derreter o chocolate em água quente.

Chocolate branco

A manteiga de cacau no Brasil

Quando falamos em cacau, o chocolate tradicional é o primeiro pensamento que nos ocorre. Nada mais natural, afinal, esse subproduto do cacau é muito apreciado pela maioria dos nativos brasileiros.

No entanto, engana-se quem pensa que a indústria de cacau é limitada às fabricações de chocolates. Afinal, o Brasil também é um exportador de insumo processado, ou seja, cacau em pó, manteiga de cacau, entre outros.

O Brasil só está atrás da Alemanha e dos Estados Unidos quando o assunto é o parque mundial de confeitaria. Desse modo, a cadeia do cacau está presente no PIB do Brasil com aproximadamente vinte bilhões de reais!

Em outras palavras, os produtos secundários, que derivam do cacau, também têm espaço no Brasil. Em 2017, estes subprodutos totalizaram quase mil e quinhentas toneladas, incluindo pasta, pó e manteiga de cacau. Essa última, como vimos, é a matéria-prima do chocolate branco, cuja produção tem se especificado a cada dia.

Compartilhe sua opinião

Agro20 | Portal Vida No Campo