Compactação do solo pode ter diferentes consequências no mundo agro

Inicio » Agricultura » Compactação do solo pode ter diferentes consequências no mundo agro

Esse fenômeno pode ser crucial para o desenvolvimento das plantações e afetar todo o ecossistema ao seu redor

19/02/2019 Por
Foto: compactacao-do-solo
Compactação do solo pode ter diferentes consequências no mundo agro

Compactação do solo gera diferentes consequências para o cultivo

A compactação do solo na agricultura pode gerar grandes prejuízos e trazer inúmeras consequências. Ela é ainda uma das principais razões de perdas nas plantações. Por isso, é muito importante que o nível de compactação do campo seja sempre avaliado e medidas sejam tomadas caso o diagnóstico indique a presença desse fenômeno. Afinal, é essencial manter a sua conservação.

Diversas técnicas já foram criadas a fim de desfazer a compactação do solo para que, assim, ele possa abrigar novamente uma lavoura. Mas é importante prevenir que chegue a esse estado e, para isso, algumas regras devem ser seguidas.

Afinal, o que é compactação do solo?

Erosão e compactação do solo

O conceito de compactação do solo pode ser resumido pelo aumento de densidade e, consequentemente, diminuição da porosidade do solo. Ou seja, um solo compactado nada mais é do que um solo impermeável. Nele, não acontece a penetração de raízes nem de água. Quando a compactação acontece, dificilmente o solo volta a ser como era antes. Assim, evitá-la é a melhor opção.

Compactação do solo: causas e efeitos

As principais causas desse fenômeno são o planto direto feito de forma inadequada, a falta de rotação de culturas e o uso de maquinários grandes e pesados. O principal efeito da compactação do solo é a perda de poros. Com o aumento da densidade, diminuem-se os poros e, assim, a água não consegue se infiltrar. Sem água no solo, as plantações não sobrevivem. Além disso, num solo compactado, as raízes não conseguem crescer além da camada superficial. Então, gerando outro empecilho para o desenvolvimento das plantas.

Como evitar a compactação do solo?

Para evitar que esse problema aconteça e o solo seja prejudicado é importante se atentar a alguns pontos:

  • o principal a ser evitado é o uso de grandes e pesadas máquinas;
  • é importante também escolher o momento ideal para que elas entrem em campo, levando em conta, principalmente, a umidade do solo. Assim, solos muito úmidos ou muito secos devem ser evitados;
  • reduzir a quantidade vezes em que as máquinas passam no campo;
  • manter a umidade do solo controlada, ou seja, levemente úmido, nunca encharcado e nunca seco;
  • o uso esteiras de borrachas é uma opção para aumentar a área de contato com o solo e aumentar a flutuação do maquinário, reduzindo, assim, a compactação do solo.

Caso o problema aconteça e a compactação do solo tenha sido diagnosticada, algumas medidas poderão ser tomadas a fim de corrigi-lo:

  • Escarificação mecânica: diz respeito ao uso do escarificador, um equipamento que por meio de hastes mecânicas rompe as camadas mais adensadas do solo. Esse processo revolve a terra, transferindo as partes compactadas para as camadas mais profundas. Esse procedimento tem gerado camadas compactadas subsuperficiais. Além disso, o excesso de recolhimento de terra pode degradar o solo com o passar do tempo. Alguns agricultores podem optar pelo uso de arados ou enxada rotativa para descompactar o solo.
  • Escarificação biológica: corresponde ao plantio de espécies como nabo forrageiro e milheto, espécies que possuem sistema radicular profundo, ou seja, espécies que produzem raízes profundas. Assim, ajudando a romper as camadas adensadas sem promover a perda de matéria orgânica.

É importante analisar o grau de compactação e, a partir disso, decidir o que deve ser feito – e tomar decisões visando um planejamento. Ou seja, caso aconteça a compactação do solo, o agricultor deve repensar seus hábitos para evitar que uma nova aconteça.

Prática para diminuir a compactação do solo sendo realizada

A compactação do solo na pecuária

A compactação do solo também pode acontecer pelo pisoteio de animais. Ela acontece devido à alta pressão na superfície do solo, aumentando a densidade do mesmo. Os poros diminuem e a quantidade de água infiltrada durante as chuvas também. Então, uma enxurrada passa a ser produzida por este solo, podendo gerar erosões em outras regiões da propriedade.

Além disso, uma quantidade de água menor é direcionada ao subsolo, afetando as águas subterrâneas. Assim, a compactação do solo em locais destinados à pecuária também é prejudicial, pois afeta todo o ecossistema ao seu redor.

Agro20 | Portal Vida No Campo