Coruja orelhuda tem hábitos noturnos e mede até 42cm de comprimento

Inicio » Meio Ambiente » Coruja orelhuda tem hábitos noturnos e mede até 42cm de comprimento
10/10/2020 Por
Coruja orelhuda tem hábitos noturnos e mede até 42cm de comprimento

Há muitos anos a coruja é um animal muito popular e conhecido entre pessoas de todas as idades. A coruja orelhuda, por exemplo, está presente no território brasileiro e muitas pessoas desejam vê-la. A diferença é que esse animal não é visto com tanta frequência quanto se pensa, por isso causa ainda mais curiosidade entre os admiradores.

Além disso, a coruja orelhuda também chama muito a atenção por sua aparência diferenciada e que muitas vezes chega a ser comparada com a aparência de um felino, o que a torna muito excêntrica em comparação a outros animais.

Coruja orelhuda

O que é coruja orelhuda?

A coruja orelhuda é um animal da família Strigidae, membro da ordem Strigiformes. Essa coruja possui características que a diferencia muito das demais. Começando pelo seu tamanho, uma coruja dessa espécie, tanto macho, quanto fêmea, podem chegar a medir até 42 centímetros.

Em questão de peso, por exemplo, macho e fêmea não possuem muita diferença, tendo uma diferença de 10 gramas entre eles.

Essa espécie é comum em regiões como:

  • Bolívia;
  • Brasil;
  • Uruguai;
  • Argentina.

Porém, em território brasileiro, mesmo que se apresente em diversas regiões, essa coruja não habita a Floresta Amazônica.

A coruja orelhuda é uma espécie que adora viver em bosques, além de poder ser encontrada, também, em áreas urbanas que possuem uma quantidade maior de vegetação. Inclusive, o que realmente chama a atenção dessa ave, são as regiões arborizadas, porém, que sejam áreas abertas.

Mesmo que pareça um pouco arriscado que ela esteja em áreas urbanizadas, essa coruja é um animal estritamente noturno, o que faz com que seja mais difícil de pegá-la ou vê-la. Antes do anoitecer, essa coruja provavelmente já estará pronta para suas atividades.

Além disso, durante todo o dia, a coruja orelhuda se mantém escondida e camuflada por entre as árvores, apenas observando a movimentação da cidade ou do bosque em que se encontra. Inclusive, durante a noite em áreas urbanas, é comum vê-la em postes e arames.

Características da coruja orelhuda

As características físicas desse animal podem variar muito quando em comparação às outras espécies de coruja, afinal, possui as asas curtas que contrastam com a sua cauda comprida. Os seus olhos, por exemplo, são relativamente grandes e geralmente de um marrom penetrante.

Porém, a coruja orelhuda não possui uma grande capacidade de girar os olhos, já que os mesmos são quase imóveis. Logo, o que oferece à ave uma ótima e assertiva visão é o fato de conseguir girar a cabeça mais de 270º.

Entretanto, apesar de seus olhos serem praticamente imóveis, essa coruja possui uma visão surpreendente, por isso, pode ser utilizada como ave de rapina. Logo, a coruja orelhuda é um dos tipos de coruja mais indicados para esse esporte.

Ao contrário do que muitas pessoas pensam, o disco branco que possuem no rosto não é simplesmente estético. Na verdade, ele tem a importante função de atuar como um amplificador de volume, o que faz com que ela saiba com muito mais facilidade qual a localização da presa.

Coruja orelhuda

Canto da coruja orelhuda

O canto da coruja orelhuda é, na verdade, um mistério. Afinal, como passa a maior parte do ano em silêncio, quando canta, emite sons muito diferentes uns dos outros, o que torna a identificação um pouco complicada.

Além disso, o período do ano em que mais se observa a coruja orelhuda cantando é durante a época da reprodução. Nesse momento, os machos reproduzem sons com intervalo de 2 a 4 segundos, exatamente.

O canto dessa espécie é extremamente forte e pode ser ouvido a mais de 800 metros de distância, porém, o som de macho e fêmea podem apresentar certas particularidades:

  • A fêmea possui o canto agudo e harmonioso;
  • O macho produz um som mais grave.

Os sons que a coruja orelhuda emite, na verdade, são de uma infinidade de tipos, como:

  • Latidos;
  • Guinchos;
  • Graves miados.

Logo, para identificar essa coruja somente pelo canto, é preciso realizar um estudo profundo para conhecê-los e, ainda assim, é um pouco difícil, já que a espécie vocaliza da forma que bem entende. Isso, inclusive, é visto como uma qualidade por muitos especialistas.

Afinal, dessa forma há menos propensão de encontrá-la e, assim, o animal fica em maior segurança longe do contato humano.

Alimentação e caça da coruja orelhuda

Como dito no início do artigo, essa coruja é estritamente noturna, portanto, suas caças ocorrem justamente à noite. Quanto à sua alimentação, é diferente do que muitas pessoas estão acostumadas a ver em pássaros, já que os mesmos preferem minhocas, sementes e pequenos peixes.

Surpreendentemente, a coruja orelhuda, por sua vez, prefere animais como os lagartos, répteis, roedores, pássaros e morcegos. Os mamíferos e as aves pequenas são a principal fonte de alimentação desse animal. A forma de caça dessa coruja é um pouco semelhante à águia.

Ela observa a presa de cima e aguarda pelo momento certo do ataque. Quando decide atacar, a coruja possui um voo baixo e pode agarrá-la com as garras. Por conta disso, é perigoso em zonas urbanas sair para passear à noite com animais de estimação pequenos, já que a mesma pode confundir com uma de suas presas.

Coruja orelhuda

Reprodução da coruja orelhuda

A época de acasalamento da coruja orelhuda é em dezembro. Porém, na América do Sul, é em meados de março. Diferente de outras aves, a coruja orelhuda não monta um ninho para seus filhotes. Na verdade, ela utiliza ninhos vazios e coloca os seus ovos no mesmo.

Em geral, essa coruja consegue colocar de 2 a 4 ovos. Após isso, a fêmea se estabelece no ninho por aproximadamente 33 dias, até chocar.

Por algum motivo, é muito difícil todos os filhotes sobreviverem, o que faz com que somente um deles, ou no máximo dois, consiga ter êxito.

As maiores ameaças para os ninhos dessa espécie, bem como para as corujas adultas, é a caça predatória e também os atropelamentos que podem ocorrer nas estradas, inclusive em zonas urbanas.

Mesmo que seja uma ave muito forte e inteligente, a coruja orelhuda pode ser caçada por outras aves de rapina que possuem maior destreza e tamanho.

Compartilhe sua opinião

Agro20 | Portal Vida No Campo