Coruja preta possui beleza intrigante e habita países da América do Sul

Inicio » Meio Ambiente » Coruja preta possui beleza intrigante e habita países da América do Sul
10/10/2020 Por
Coruja preta possui beleza intrigante e habita países da América do Sul

Coruja preta corre risco de extinção. É uma ave extremamente diferenciada e uma das corujas que os fotógrafos de animais mais almejam obter uma foto. Afinal, ela é extremamente difícil de encontrar e a sua cor não ajuda muito.

Além disso, a coruja preta é um animal dotado de extrema inteligência, além de possuir visão e audição extremamente apuradas. Justamente por isso, é uma das aves de rapina mais queridas pelos treinadores. Acompanhe o artigo e descubra mais!

Coruja preta

O que é coruja preta?

Coruja preta é uma das aves de rapina mais difíceis de ser encontrada. Ela é membro da família Strigidae e possui nome científico de Strix huhula. Chamada pelos americanos e ingleses de Black-Banded Owl, essa ave é conhecida também como Mocho-Negro.

É uma ave que dificilmente é avistada, por isso, é uma das mais desejadas para ser fotografada ou vista de perto. Por fazer poucas aparições para seres humanos, essa ave é muito pontual para com seus locais de aparição e não costuma mudá-los com frequência.

Um exemplo disso é que ela é comumente vista na região Amazônica, Bahia, Minas Gerais, Santa Catarina, Rio de Janeiro, São Paulo, Espírito Santo, entre outros locais. No exterior, a ave é avistada em regiões da Venezuela, Paraguai, Colômbia, entre outros locais.

Os lugares prediletos da coruja preta englobam as várzeas e os pomares. Por incrível que pareça, gosta também das zonas urbanas, desde que sejam arborizadas e de baixa altitude.

Aves de rapina

Por conta dos seus sentidos extremamente apurados, a coruja preta é uma das mais belas e queridas aves de rapina. Como possui garras extremamente certeiras e firmes, essa espécie tem muita precisão na hora de pousar nas mãos e braços do seu mestre.

Inclusive, é um animal que consegue sentir de longe quando há alguma outra ave de rapina por perto e, dessa forma, pode ir até ela na intenção de atacar ou somente conhecer. É importante ter cuidado, afinal, a coruja preta pode ser atacada por outras aves de rapina.

A águia, por exemplo, é uma ave extremamente temida e agressiva quanto às suas caças. Logo, pode-se correr o risco de enxergar a coruja preta como uma presa e atacar a mesma.

Entretanto, a coruja preta é um animal extremamente inteligente e silencioso, por conta das suas plumas, o que a torna uma presa difícil de ser capturada, já que praticamente não emite nenhum som enquanto está voando, a não ser que vocalize algum canto.

Coruja preta

Características da coruja preta

Considerada uma das corujas mais belas, a coruja preta não possui um tamanho tão grande, chegando a até 35 centímetros de comprimento. Com relação ao seu peso, gira em torno de 400 gramas e, no máximo, mas raramente, 500 gramas.

Essa espécie possui uma característica muito curiosa que não é vista em grande parte de outras aves, que é o fato do macho ser menor que a fêmea. De qualquer forma, ambos possuem a pelagem extremamente negra e com poucas listras brancas.

O seu bico curvo, bem como seus pés, são de um amarelo ovo. Sua pálpebra beira um tom de rosa e a íris do seu olho é de um castanho escuro. A garra da coruja preta é extremamente forte e firme, o que a torna uma ótima e precisa caçadora.

Por conta das garras, a coruja preta não precisa fazer grandes esforços para matar suas presas. A partir do momento em que captura o seu alimento, quase que imediatamente ele é furado e morto durante o voo.

Além disso, uma das suas maiores características é que o seu bater de asas quase não emite barulho. Isso porque sua plumagem é extremamente macia, o que colabora para que ela tenha uma aproximação silenciosa do ambiente onde quer estar.

Alimentação da coruja preta

A coruja preta é uma coruja que não costuma mastigar o seu alimento. Ou seja, ela engole as suas presas inteiras, somente picando-as quando apresentam um tamanho desconfortável para engolir. Além disso, grilos, peixes, gambás, ratos e pererecas são apenas alguns dos animais que consome.

Depois de se alimentar, as partes da presa que seu organismo não digere, como as unhas, pelos, ossos e demais partes, são regurgitados por ela em forma de bola, como sendo as bolas de pelo que os gatos eliminam.

Coruja preta

Reprodução da coruja preta

Geralmente, o início da reprodução dessas aves é na primavera, período muito marcante por conta dos cantos entoados por parte dos machos e fêmeas. Após atrair a fêmea, os machos da coruja preta tendem a oferecer presentes como uma presa morta.

Além disso, uma curiosidade é que essas aves não constroem ninhos, mas, sim, pequenas depressões feitas no chão. Até mesmo, essas aves costumam utilizar o ninho de outros pássaros. Após toda a gestação, a coruja deposita de 2 a 3 ovos que são colocados em intervalos pequenos de dias.

O macho é o responsável por alimentar a fêmea, cuidar do ninho e da família. No início de todo o processo de cuidados, somente a fêmea permite que ela alimente os filhotes. Após um certo tempo, o macho também pode participar dos cuidados.

Entretanto, essas corujas apenas dão cria uma vez por ano. É somente em épocas onde existe muita fartura de alimento que elas chegam a engravidar até 3 vezes por cada temporada.

De qualquer forma, a reprodução da coruja preta está ligada diretamente com a abundância de alimentação. Ou seja, se houver pouco alimento, ela quase não engravidará. Até mesmo porque, quanto maior a quantidade de comida, maior será o número de filhotes.

Logo, é uma espécie inteligente o suficiente para saber quando é o momento de reproduzir.

Cuidados com a coruja preta

A coruja preta é um animal que está correndo risco de extinção. Logo, é importante sempre ter em mente o bom senso de não incomodar essas aves e nem mesmo avisar a outras pessoas quando encontrá-las em centros urbanos ou passeios em bosques e florestas.

Por ser um animal que prefere ter uma certa solidão, a coruja preta pode se sentir incomodada com a atenção voltada para ela. Além disso, corre o risco de que haja a tentativa de capturá-la.

Compartilhe sua opinião

Agro20 | Portal Vida No Campo