Criação de codornas é uma alternativa para pequenos produtores

Inicio » Agronegócio » Criação de codornas é uma alternativa para pequenos produtores
25/03/2021 Por
Criação de codornas é uma alternativa para pequenos produtores

No artigo de hoje, vamos discutir um pouco sobre a criação de codornas, os dados recentes da criação desses animais no Brasil e quais são as principais características dessa cultura.

Se tratando da atividade nacional, o Brasil tem uma produção interessante de codornas e ovos de codorna. Sabemos que a produção de ovos de galinha chega na casa dos bilhões, mas a criação de codornas também é responsável por uma produção significativa.

O último dado da Pesquisa da Pecuária Municipal, da Diretoria de Pesquisas do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), registrou a produção de 16,84 milhões de animais no país, em 2019. A região Sudeste produziu 64% do efetivo nacional, chegando a 10,78 milhões de aves.

O Estado de São Paulo produziu 4,15 milhões de animais, enquanto que o Espírito Santo atingiu 3,54 milhões. O número de ovos chegaram a 297,31 milhões de dúzias, em 2019. A coturnicultura no Brasil rendeu, então, R$ 297,8 milhões aos produtores.

O que é coturnicultura?

Antes de mais nada, a coturnicultura é justamente um segmento da avicultura, em que é feita a produção de codornas. Essa produção é realizada a partir de interesses comerciais, ou até mesmo para consumo próprio, sem o propósito de lucro.

Da mesma forma, a coturnicultura é vista como uma alternativa para o pequeno produtor que deseja aumentar sua renda. De acordo com um estudo feito na Universidade Federal da Grande Dourados (MS) e Universidade Brasil (SP), a criação de codornas representa uma maneira potencial de agregar na renda familiar desses produtores.

Justamente com o retorno possível do investimento no segundo ano de produção, o coturnicultor pode continuar sua produção. Afinal, existe a viabilidade econômico-financeira para o retorno do investimento a curto prazo, ideal para produtores de pequeno porte.

ovinhos de codorna, fruto da criação de codornas

Qual é a diferença entre coturnicultura de corte e de postura?

As codornas de corte são criadas especificamente para o consumo da carne e possuem tamanho e peso maiores. Em contrapartida, as codornas de posturas são aquelas com a função de produzir ovos. Além disso, essas aves iniciam a produção dos ovos a partir dos 50 a 60 dias de vida e precisam estar sempre protegidas.

Conheça 5 curiosidades sobre a criação de codornas

Como toda criação de animais, a produção de codornas possui algumas características e curiosidades. Veja algumas delas:

  • Fuja do frio – as codornas não gostam de variação brusca na temperatura, elas preferem lugares quentinhos. Além disso, elas também não vão botar ovos soltas por aí, pois não gostam de corrente de ar.
  • Codorna cresce rápido – as codornas chegam a 130 gramas e são aves de pequeno porte. No entanto, se desenvolvem rápido quando alimentadas adequadamente.
  • Precisam de pouco espaço – as codornas se desenvolvem em granjas menores, se comparadas a outras criações, como a galinha, por exemplo.
  • Um ovo por dia e mais nada – sim, as codornas só botam um ovo por dia e não adianta insistir. Portanto, as 24h são necessárias para uma nova produção e elas devem ser bem manejadas no dia-a-dia.
  • É uma ave que come pouco – a estimativa é que uma codorna come até 25 gramas de ração todos os dias. Para se ter uma ideia, uma galinha em período de postura come 95g de ração, o que é quase quatro vezes mais do que uma codorna. Criação de codornas é mais barata nisso também.

Compartilhe sua opinião

Agro20 | Portal Vida No Campo