Custo de produção é conta fundamental para viabilização de negócios

Inicio » Agronegócio » Custo de produção é conta fundamental para viabilização de negócios
30/08/2019 Por
Custo de produção é conta fundamental para viabilização de negócios

O custo de produção deve ser levado em consideração em todo tipo de setor, seja na cidade ou no campo

A principal vantagem ao elaborar o custo de produção é poder identificar exatamente quais serão os investimentos realizados. Assim, o produtor pode fazer uma programação exata de gastos, conforme a plantação ou criação do plantel.

Seja na plantação ou criação de animais, o custo de produção é essencial para demarcar os principais gastos. Consequentemente, o cálculo também ajuda a determinar os índices de lucro da propriedade.

custo de produção

O que é custo de produção?

Custo de produção é um valor base que deve ser levado em consideração em qualquer tipo de negócio. Isso porque este índice determina a quantia mínima de investimentos necessária para que o produto seja produzido, ou o negócio seja viável. Se uma empresa não consegue cobrir ao menos o valor de produção, então, significa que não terá lucros.

O custo de produção na agricultura não é diferente. Na cidade, ou no campo, o produtor deve considerar pelo menos três importantes tipos de gastos. São eles:

  • Gastos com mão de obra
  • Gastos com materiais
  • Gastos geras com produção, ou fabricação (mantimentos necessários para alimentar um plantel, energia elétrica, manutenção, etc).

Como definir os custos de produção

O custo de produção agrícola exige alguns cuidados, dependendo do tipo de produto ou criação. O cálculo, portanto, é essencial para a gestão dos negócios, possíveis investimentos e como ferramenta de controle dos gastos.

Sendo assim, o primeiro passo para realizar este cálculo é fazer a soma de todos os processos de produção. Por exemplo: para realizar o custo de produção da soja, devem ser levados em consideração todos os custos para a plantação do grão. Alguns exemplos, portanto, são:

custos de produção

  • Valor da semente de soja
  • Investimento em insumos
  • Maquinário agrícola
  • Gastos com mão de obra
  • Despesas de manutenção da fazenda (como água, luz, internet, tecnologias, etc).

Assim, o valor gasto com a produção (seja da soja ou qualquer outro tipo de produto), contará com gastos fixos e gastos variáveis. Vamos entender um pouco mais sobre isso.

O que são gastos fixos e gastos variáveis

O custo de produção industrial, portanto, vai variar conforme as características de cada empresa. Entretanto, uma regrinha básica vale para todos os tipos de negócio: confira os gastos fixos e os variáveis.

Os gastos fixos, então, são aqueles que não variam conforme a quantidade de produção. Listamos aqui alguns exemplos:

  • Correção do solo
  • Impostos
  • Equipamentos agrícolas
  • Gasto com terras
  • Benfeitorias realizadas na fazenda
  • Mão de obra

custos de produção

Já os gastos variáveis, então, são os custos que variam conforme a produção. Ou seja, são investimentos que podem variar de uma safra para outra, da criação de um plantel para o outro. Alguns exemplos, são:

  • Compra de sementes
  • Alimentos para os animais
  • Medicamentos
  • Insumos agrícolas

Ou seja, essa segunda listagem será completada apenas quando o produtor rural souber exatamente quantos animais irá criar, ou quantos hectares de terra irá plantar. Dentro do custo de produção os gastos variáveis, então, dependem exclusivamente da produção.

Compartilhe sua opinião

Agro20 | Portal Vida No Campo