Dendrologia é o estudo específico de plantas lenhosas

Inicio » Meio Ambiente » Dendrologia é o estudo específico de plantas lenhosas
20/10/2020 Por
Dendrologia é o estudo específico de plantas lenhosas

Apesar do nome complicado, a dendrologia é mais simples do que parece e estuda as plantas lenhosas. O estudo de plantas, que em um contexto geral chamamos de botânica, acontece há muitos anos e se divide em várias áreas como morfologia, anatomia, fisiologia, dentre outras, incluindo a dendrologia. Como uma área da biologia, a botânica – ou biologia vegetal – estuda todos os processos da vida da planta.

Já a dendrologia, mais especificamente, é uma das áreas da botânica que estuda as plantas lenhosas, que são várias e se apresentam de diversas formas.

Árvores são o foco do estudo da dendrologia

O que é dendrologia?

Mais especificamente, a dendrologia é uma das áreas da botânica que estuda as plantas lenhosas, ou seja, que podem
produzir madeira para suporte dos seus caules.

Ademais, as plantas lenhosas estudadas dentro da dendrologia vão desde árvores, arbustos e lianas e suas classificações taxonômicas como reino, filo, classe, ordem, família, gênero e espécie. Essa classificação é o modo como os biólogos categorizam as espécies de seres vivos.

Plantas lenhosas

As plantas lenhosas, que são o alvo da dendrologia, são plantas que produzem madeira como um tecido para dar suporte aos caules. Esses tecidos lenhosos são vistos em plantas com caule perene que fica localizado acima da superfície do solo. Contudo, em geral, esses caules ficam cobertos por uma casca, terminam num ritidoma, que é uma camada exterior de células já mortas das cascas das árvores. Estes caules mantêm acima do solo o crescimento vegetativo contínuo da planta.

Essas plantas lenhosas são árvores, cactos, arbustos e trepadeiras, podem formar novas camadas do tecido lenhoso, aumentando aos poucos seu diâmetro com a deposição de anéis novos todos os anos.

Uma planta perene, ou seja, com um ciclo de vida longo, que tenha caule lenhoso, também contém madeira, tecido composto por celulosa e lenhina (cuja função é trazer aos tecidos vegetais a rigidez, impermeabilidade e resistência a ataques microbiológicos). Assim, essa estrutura também dá suporte ao sistema vascular que leva água e nutrientes da raiz até as folhas das plantas.

Bosques com árvores também estudados na dendrologia

Dendrometria

Ainda dentro do estudo das plantas lenhosas, existe a dendrometria, que é a técnica para estudar, individualmente, o volume das árvores e suas partes e a existência de madeira em uma determinada área. Assim, se pode saber também a grandeza de algumas espécies e produtos florestais.

Por sua vez, a palavra dendrometria, deriva do grego “dendrone” e “metria”, que significam árvore e mensuração.
É possível realizar a medição das árvores de duas maneiras, direta e indireta. Na medição direta, as medidas são tomadas diretamente na árvore no alcance do mensurador. Já a medição indireta depende de métodos mais específicos e até de instrumentos especiais para determinar a grandeza ou volume a ser analisado.

Portanto, essa área da botânica é de grande importância, para o reconhecimento da identidade das espécies de árvores. A dendrologia então se faz necessária para um bom uso dos recursos florestais e manejo das florestas. Assim, é possível permitir uma exploração de forma sustentável, para a conservação das florestas, áreas naturais e da biodiversidade como um todo.

Compartilhe sua opinião

Agro20 | Portal Vida No Campo