Descorna de bovinos pode trazer benefícios ao criador e para o animal

Inicio » Pecuária » Descorna de bovinos pode trazer benefícios ao criador e para o animal
15/10/2020 Por
Descorna de bovinos pode trazer benefícios ao criador e para o animal

Processo de retirada dos chifres é simples mas deve ser feito com alguns cuidados. Conhecida como descorna, a retirada dos chifres dos bovinos é comum nas propriedades rurais em todo o mundo. O principal objetivo é para evitar que os animais se machuquem entre si e também aos criadores.

O processo de descorna também facilita que os animais tenham melhor acesso ao cocho ou comedouro, para se alimentar, acomodando um maior número de animais por vez.

Bovinos tem chifre retirado em processo de descorna

O que é descorna?

A descorna é um procedimento de retirada dos chifres de bovinos, muito comum nas propriedades rurais. Apesar de ser um processo sem muitas complicações, alguns cuidados devem ser tomados para o bem – estar do animal. Por isso, é sempre recomendado que esse processo seja realizado por um profissional capacitado.

Descorna de bovinos

A descorna de bovinos apresenta algumas vantagens. Vejamos algumas a seguir:

  • diminui as brigas entre os animais;
  • diminuição de lesões e ferimentos aos animais e aos criadores;
  • ajuda na facilidade do manejo dos animais;
  • facilita na hora da alimentação nos comedouros;
  • facilita o transporte dos animais de forma mais segura.

O processo de descorna pode ser feita de três maneiras: química, térmica ou cirúrgica. Em qualquer um das três opções, é preciso aguardar até que o animal tenha no mínimo 30 dias para que o botão córneo se forme bem. O profissional que for realizar a operação deve ter conhecimento de tudo que precisa ser feito antes, durante e depois do processo, para garantir o sucesso do procedimento.

Animal com chifres retirados na descorna

A realização desse processo também pode ser feito través do amochamento, que consiste em destruir as células queratogênicas que ainda não se juntaram ao crânio. Assim, é realizado em bezerros com até dois meses de idade. Após essa idade já é necessário a intervenção cirúrgica, a descorna propriamente dita, amputando o corno já formado.

Processo de descorna

Primeiramente, é preciso aplicar uma anestesia local para que o animal não sinta dor e desconforto. Em seguida, pode ser realizado o corte em ao redor do chifre para, em seguida, com uma serra ou fio cirúrgico ocorrer a retirada do corno (projeção óssea do osso frontal do crânio). Após feito o procedimento, é preciso higienizar o local e fazer curativo.

Apesar de trazer vantagens, a descorna causa dor aos animais. Por isso é importante assegurar que essa dor seja anulada ou minimizada durante o processo. Pesquisas revelam que a descorna é um dos processos que mais causa dor ao animal, podendo trazer prejuízos quanto ao desempenho dos bezerros.

Devem ser utilizados medicamentos anestésicos adequados, bem como métodos para conter o animal sem prejudicar sua saúde e sem trazer danos, garantindo o bem-estar animal.

O uso de anestesia local passou se tornou obrigatório com a Resolução n°877, de 15 de fevereiro de 2008, emitido pelo Conselho Federal de Medicina Veterinária (CFMV) para todos os procedimentos, devendo ser aplicada próximo ao nervo cornual.

Portanto, o processo de descorna deve ser feito por profissionais a fim de garantir o bem – estar e posteriormente um bom desempenho do animal.

Compartilhe sua opinião

Agro20 | Portal Vida No Campo