Erva mate é conhecida por compor bebidas e pelas funções medicinais

Inicio » Agricultura » Erva mate é conhecida por compor bebidas e pelas funções medicinais
03/04/2019 Por
Erva mate é conhecida por compor bebidas e pelas funções medicinais

O uso da erva mate é popular no Brasil, seja como bebida ou pelas suas funções medicinais

A erva mate é uma planta muito consumida em todo o Brasil. Sua popularidade se consolidou no país, principalmente, na região Sul, por conta de ser o principal ingrediente do chimarrão, bebida típica considerada símbolo  do Rio Grande do Sul.

O consumo da erva mate também pode ser visto como medicinal, ajudando de diferentes maneiras o bom funcionamento do organismo. Por isso, a erva é considerada entre as que oferecem benefícios que ajudam a aumentar a qualidade de vida das pessoas.

Erva mate em cuia de chimarrão

O que é erva mate?

A erva mate é uma espécie de planta comum na America do Sul, e países como Brasil e Paraguai consomem de forma massiva o vegetal. No Rio Grande do Sul, por exemplo, o uso da erva mate para chimarrão é extremamente popular, e considerado indispensável pelos moradores da região.

Durante meados do século XVI, a Ilex paraguariensis – nome científico – teve o uso proibido no Brasil. Isso porque, segundo os religiosos da época, a planta era considerada como símbolo de negativismo, sendo inclusive chamada de “erva do diabo”.

No entanto, ao longo dos séculos seguintes o seu uso começou a se tornar comum e até mesmo incentivado por líderes da época; uma vez que, segundo eles, o mate tinha o poder de controlar o vício em bebidas alcoólicas, por exemplo.

Cerca de 300 anos após, o Paraguai, por iniciativa própria, decidiu que não exportaria mais os diferentes tipos de erva mate para outros países. Esse período foi importante ao Brasil, pois foi quando começaram a surgir os primeiros plantios em estados como os de Santa Catarina e Paraná.

Mesmo tendo frutos relativamente pequenos, a planta de erva mate pode chegar a medir aproximadamente 12 metros de comprimento. A sua estrutura é facilmente identificável, já que suas folhas tem uma formação oval e sua cor é bastante característica, variando entre o roxo e o vermelho.

Benefícios da erva mate

Além de ser utilizada para a composição de bebidas como o chá mate em diversas regiões brasileiras, a erva mate também é considerada apta para o uso medicinal. Isso porque as propriedades presentes na planta, como as vitaminas A, B1, C e E podem ajudar em diferentes aspectos como:

  1. Emagrecimento
  2. Controle de níveis de colesterol
  3. Equilíbrio da glicose
  4. Melhora no sistema cardiovascular

A presença dos antioxidantes ajudam diretamente no bom funcionamento do organismo e na prevenção do entupimento de artérias. Por isso, o consumo da erva mate é importante, independente da maneira como é feito.

Todavia, por conter cafeína, o consumo da erva durante o período de gestação deve ser evitado; impedindo que a saúde do bebê em processo de formação seja prejudicada.

Erva mate

Tipos de erva mate

Existem diferentes maneiras de utilizar a erva mate, cada uma com a sua peculiaridade. Portanto, cada consumidor, de acordo com a necessidade, deve prepará-la de um modo, sempre chegando a sabores e texturas diferente.

Entre os principais tipos de erva mate, podemos citar:

  • Nativo: É muito comum na composição do chimarrão, já que o sabor suave e o amargo se misturam e formam um sabor bastante característico.
  • Tradicional:Por conta de seu sabor predominantemente amargo, a erva mate no tereré também tornou-se popular. A amargura no sabor acontece por conta de o caule ser triturado junto das folhas.
  • Moído grosso: É um processo em que as folhas passam pela moagem. Entretanto, não são trituradas por completo, deixando que sobrem pequenas partes dela, mantendo a parcela de seu sabor mais amargo.
  • Pura folha:É a mais amarga de todas. Isso acontece por conta de ela não ser misturada a nenhum outro ingrediente.

O preço da erva mate pode variar de acordo com cada região do país. Geralmente, os preços variam de R$ 15 a 30 reais. Em regiões mais afastadas do Sul, por exemplo, o preço pode ser mais alto por conta da locomoção da mercadoria para a comercialização.

Erva mate e a agricultura

O cultivo de erva mate pode ser rentável para os agricultores, e as vendas da erva podem ajudar para que a propriedade e produção evolua. Além disso, por ser uma erva acessível, ela pode ser ótima opção a agricultura de subsistência, contribuindo tanto coma comunidade da região como com a própria sobrevivência do produtor.

O processo pós colheita da erva mate brasileira é relativamente rápido. Leva no máximo três dias até que esteja totalmente pronta para consumo; tempo suficiente para que passe pelo processo de desidratação e torragem.

Para o melhor desenvolvimento da erva mate, a sua produção é mais centralizada na região Sul do país. Isso acontece por conta do clima subtropical ser mais propício a esse tipo de plantio. Com isso, tornam-se mais próspera as futuras colheitas.

A plantação do mate deve ser feita em solos férteis e de boa profundidade, para que a erva tenha espaço durante o período de crescimento. Nas situações em que o solo esteja muito úmido, não é recomendável a plantação da erva; já que ela pode acabar não se desenvolvendo corretamente e ocasionar prejuízos para o produtor.

Sendo assim, fica claro que o ambiente no qual o cultivo da planta é feito é muito importante. A ventilação, por exemplo, é um dos pontos principais da qualidade da planta e; por isso, mantê-la em ambientes onde o vento é frequente ajuda na sua qualidade.

Erva mate em seu maior estágio

Exportação da erva mate

O mercado brasileiro de erva mate não é apenas popular internamente; e as produções são significativas ao ponto de interessar diferentes países do mundo. Turquia, Chile, Espanha e os Estados Unidos, por exemplo, são os principais importadores da erva.

Mesmo ainda não figurando entre os campeões da exportação no Brasil, a erva ainda destaca um grande potencial para esse tipo de transação comercial. De acordo com o Fundo de Desenvolvimento e Inovação da Cadeia Produtiva da Erva MateFundomate, durante o ano de 2016 o país exportou aproximadamente duas toneladas da erva mate, totalizando cerca de US$ 5 milhões.

Seja em forma de chá, chimarrão ou tereré, o consumo da erva mate é popular no Brasil e isso não deve mudar por muito tempo; contribuindo para que a produção da erva no país possa provocar diferentes tipos de impactos econômicos positivos.

Compartilhe sua opinião

Agro20 | Portal Vida No Campo