Estroma pode ser encontrado em plantas e no corpo humano

Inicio » Meio Ambiente » Estroma pode ser encontrado em plantas e no corpo humano
20/03/2019 Por
Estroma pode ser encontrado em plantas e no corpo humano

Estroma é um fluido que compõe as células das plantas e também pode estar associado à doenças

Em relação à saúde das mulheres, o estroma é um tecido conjuntivo que permeia o útero. Sendo assim, ele pode estar ligado a alguns tipos de pólipos e tumores endometriais.

Já nas plantas, o estroma compõe o cloroplasto das folhas. Ele toma forma de fluido e participa das ações de fotossíntese.

Estroma

O que é estroma?

Estroma significa “rede ou malha sobre a qual se acomoda algo”. Sendo assim, em relação a um órgão, ele representa o tecido conjuntivo que o sustenta. Contudo, não possui nenhuma ação funcional.

Constituído basicamente de tecido conjuntivo – com exceção da medula espinhal e do cérebro – ele serve, portanto, para oferecer sustentação às células funcionais de um órgão.

Além disso, o estroma também pode referir-se à uma parte do cloroplasto, nas plantas. Esta estrutura é responsável pela fotossíntese dos vegetais.

O estroma no corpo humano

Em relação aos seres humanos, o estroma está constantemente associado a alguns tipos de pólipos ou tumores – principalmente no sistema reprodutor das mulheres. Muitas vezes esse tipo de doença inicia no endométrio, uma membrana mucosa que reveste a parede do útero.

O endométrio é responsável pelo acolhimento do embrião no útero, assim como a formação da placenta nos primeiros meses de gravidez. Desta forma, ele faz parte do organismo da mulher.

Doenças do endométrio

Como dito anteriormente, o estroma pode fazer parte de alguns problemas de saúde, como pólipos ou até cânceres. Assim como nas plantas, no corpo humano ele é considerado o tecido conjuntivo do útero. Alguns casos que afetam a saúde feminina, então, seriam:

  • Sarcomas Uterinos- Podem começar no estroma, que é o tecido que dá suporte ao útero, e nas células musculares do útero. Não são considerados muito comuns.
  • Carcinomas do Endométrio– São cânceres que se iniciam nas células que revestem o útero e que formam as glândulas do endométrio.

Onde fica o estroma das plantas?

Nos vegetais, o estroma é encontrado no interior dos cloroplastos. Ele é rico em enzimas e, ainda, é responsável pelas reações bioquímicas da fotossíntese. Toma a forma de fluido e, então, preenche o espaço interno do cloroplasto.

É bastante semelhante ao fluido encontrado na mitocôndria, que contém ribossomos, DNA e enzimas.

Com se compõe o cloroplasto?

Além do estroma, algumas outras estruturas fazem parte da planta:

  • Membrana externa –é uma membrana que reveste o cloroplasto, assim, o protege.
  • Membrana interna –a membrana interna controla quais moléculas podem passar de dentro para fora do cloroplasto.
  • Tilacóides –Flutuando no estroma, é uma coleção de sacos contendo clorofila.
  • Pigmentos –Pigmentos dar o cloroplasto e, consequentemente, à planta. Ela também ajuda a absorver a energia da luz solar.
    Outros Os cloroplastos têm seu próprio DNA e ribossomos para a produção.

Estroma

Qual a relação dos cloroplastos e seu fluido?

Vegetais terrestres e algas possuem cloroplastos. Portanto, possuem também estroma. Os cloroplastos são verdes, devido à clorofila do seu interior, e armazenas DNA próprio, além de ribossomos que sintetizam parte das proteínas do vegetal. Além do fluido, então, o cloroplasto também é composto por moléculas de clorofila. Elas captam a luz do sol e transformam em energia para realizar a fotossíntese.

Compartilhe sua opinião

Agro20 | Portal Vida No Campo