Extensão rural se baseia em sistema de coletividade

Inicio » Agricultura » Extensão rural se baseia em sistema de coletividade
21/03/2019 Por
Extensão rural se baseia em sistema de coletividade

Baseada num sistema de coletividade, a extensão rural leva conhecimentos básicos até esse meio

Para crescer, é imprescindível que o pequeno agricultor saiba administrar não só sua terra, mas também sua renda. Com o objetivo de potencializar a produção das famílias do campo, a extensão rural promove ações nesse sentido.

Esse sistema visa transmitir conhecimentos básicos, como fazer empréstimos em bancos ou administrar seu próprio dinheiro. Mas não deixa de ensinar conhecimentos técnicos, como dicas para aumentar a produtividade, por exemplo. De modo geral, a extensão rural promove por meio da educação a melhora da produção e da renda do pequeno agricultor. E, consequentemente, a melhora da qualidade de vida da família rural.

extensão rural

O que é extensão rural?

A extensão rural nada mais é do que uma cooperativa cuja finalidade é educar sobre o meio rural. Ou seja, levar por meio de serviços ligados à educação ensinamentos sobre agricultura, pecuária e economia. Seu principal público são jovens e adultos ligados a esse ambiente, ou seja, que já estão presentes no meio rural. O objetivo principal desse ramo das ciências agrárias é alterar hábitos econômicos, sociais e ambientais das famílias ligadas a essa realidade para que, assim, aumentem a produção e melhorem a produtividade, gerando, consequentemente, uma maior renda.

Os ensinamentos também são voltados para as novas tecnologias que têm sido criadas pelas pesquisas. Já que cada vez mais elas se tornam essenciais para o meio rural e seu desenvolvimento. Confira abaixo algumas das principais características da extensão rural:

  • é um sistema educacional;
  • sua base é a realidade vivida por famílias que vivem no meio rural;
  • os programas são elaborados juntamente com a população;
  • entre seus principais objetivos, visa estimular a liderança;
  • está diretamente ligada com a área de pesquisa a fim de mostrar ao agricultor as novas tecnologias presentes no mercado;
  • deve seguir um sistema apolítico, ou seja, que não está ligado à política.

Assistência rural e extensão rural

Diferente da extensão rural, cujo caráter segue o sentido de cooperação e coletividade, a assistência rural apenas tem seu foco em transmitir e aplicar a tecnologia. Mais precisamente, a assistência técnica busca resolver problemas pontuais. Enquanto isso, a extensão rural visa transferir conhecimentos ao produtor sem criar dependência, mas sim aparato suficiente para que ele cresça por si só e se torne cada vez menos dependente de fatores externos.

Extensão rural no Brasil

A origem da extensão rural no Brasil nos leva ao início do século XX. Nessa época, também tiveram origem cursos relacionados às ciências agrárias tanto no âmbito acadêmico como em nível técnico, como, por exemplo, o de Agronomia e o Técnico em Agropecuária.

extensão rural

Porém, só depois da década de 50 que a existência de tipo de sistema foi institucionalizada. Isso aconteceu a partir da criação de entidades como a ACAR (Associações de Crédito e Assistência Rural), então coordenada pela Associação Brasileira de Crédito e Assistência Rural (ABCAR), fundada em 1956. Seu modo de atuação teve como base as ações que já aconteciam nos Estados Unidos.

A diferença entre o modelo de extensão rural norte-americano e o brasileiro era que aqui esses serviços eram feitos por tais associações e não pelas universidades, como acontecia lá. O principal objetivo dessas instituições era prestar auxílio de extensão rural e também atuar na produção de projetos técnicos para o alcance de crédito rural.

Compartilhe sua opinião

Agro20 | Portal Vida No Campo