Falcoaria é o nome dado à arte de criar, treinar e cuidar de falcões

Inicio » Agronegócio » Falcoaria é o nome dado à arte de criar, treinar e cuidar de falcões
02/10/2020 Por
Falcoaria é o nome dado à arte de criar, treinar e cuidar de falcões

A falcoaria é uma arte milenar praticada por diversas nações e nobrezas durante os séculos. No Brasil, já existem treinadores dispostos a instruir iniciantes e leigos sobre esse esporte que exige disciplina, comprometimento e total dedicação.

Se você é um entusiasta da prática da falcoaria, continue lendo para entender o que é falcoaria e quais os requisitos para ter uma ave e treiná-la!

Falcoaria

O que é falcoaria?

Falcoaria é a arte e a prática de caçar aves selvagens com um falcão treinado. Em suma, a falcoaria era conhecida como o esporte dos reis, remontando há quase quatro mil anos. Assim sendo, é o esporte de campo mais antigo conhecido pela humanidade.

De fato, a falcoaria exige muita dedicação, paciência e tempo de treino com a ave quase diariamente. Os treinadores tendem a gastar no mínimo 20 minutos por dia ou, às vezes, horas trabalhando com a ave.

Além disso, o pássaro precisará ser tratado diariamente, consumindo alimentos de qualidade e recebendo água fresca. Pesar a ave diariamente também é essencial para garantir que ela permaneça saudável e pronta para a caça.

Como iniciar na falcoaria?

Como visto, a falcoaria é o esporte de capturar presas selvagens em seu estado natural e habitat através de falcões treinados. Sem dúvida, nunca foi um esporte fácil, e as condições atuais acrescentam muitos obstáculos à conquista do sucesso no esporte.

O mero entusiasmo, momentaneamente despertado pela visão de falcões treinados sendo atraídos para seu dono em um programa de TV, por exemplo, não é o bastante para se lançar nesse esporte que exige tanta disciplina e dedicação. É necessário muito comprometimento e estudo antes que um iniciante compreenda adequadamente como treinar um falcão.

Muitos falcoeiros mudam seu modo de vida e sua moradia, por exemplo, para que possam ter oportunidades adequadas de seguir o esporte, sacrificando muitos outros interesses para fazê-lo.

Quem pode adquirir um falcão?

Ninguém deve adquirir um falcão sem antes receber instruções adequadas sobre como mantê-lo e manejá-lo. Isso é um requisito principalmente devido às necessidades e o bem-estar do falcão.

Um falcão que não é tratado com o devido cuidado, por exemplo, torna-se uma ave arisca, selvagem, assustada, com as penas da asa e da cauda quebradas e cobertas de sujeira, sendo um lamento para as tradições apropriadas do esporte.

Isto é, um falcão requer acomodações especiais e alimentos frescos todos os dias. Afinal, um falcão não é como uma arma ou uma vara de pescar que pode ser armazenada em um armário quando não está sendo usada.

A ave exige um tratamento cuidadoso durante todo o tempo, seja durante o treino ou não. Ela não pode cuidar de si mesma quando seu dono quer sair de férias, por exemplo.

Os falcões não são bons animais de estimação e não aceitam ser acariciados ou ouvir barulhos. Portanto, é preciso comprometimento e noção de cuidados e convivência com esses animais antes de iniciar no esporte.

Falcoaria

Aves de rapina

Aves de rapina são espécies grandes e predadoras que têm bico, garras afiadas, pés fortes e visão e audição aguçadas. Eles tendem a se alimentar de pequenos mamíferos, insetos, répteis e outros pássaros. Em suma, as aves de rapina têm uma enorme variedade de formas e tamanhos.

Falcões e águias, por exemplo, têm porte médio a muito grande, além de asas arredondadas e largas com garras afiadas. Já as corujas são pequenas a médias, com cabeças arredondadas, olhos voltados para a frente e hábitos principalmente noturnos.

Além disso, as aves de rapina vivem em uma variedade de habitats, incluindo florestas, terras agrícolas e até mesmo nas cidades. Algumas são fáceis de detectar, enquanto outras são muito mais raras ou vivem em lugares difíceis de alcançar.

De qualquer maneira, ver uma ave de rapina pode ser uma experiência inspiradora à medida que se eleva no céu ou desce com precisão mortal sobre suas presas.

História da falcoaria

Embora a falcoaria seja agora o esporte de campo que mais cresce, a prática atual difere da tradicional da verdadeira história do esporte. De fato, a falcoaria é o verdadeiro esporte dos reis, praticado pela nobreza ao longo dos tempos. Ou seja, ele foi praticado por muitas nações há mais de 4000 anos.

Acredita-se que a falcoaria tenha se originado ​​como meio de suplementar a alimentação para a mesa, antes do advento da arma. Legislada desde os tempos normandos, a falcoaria tornou-se um símbolo de status para muitas monarquias. Pessoas capturadas com aves de rapina fora da posição social mais alta, por exemplo, poderiam ser severamente punidas.

Com a fácil acessibilidade a armas de fogo no início do século XVIII, a falcoaria lentamente se transformou em algo raro, até restar apenas um punhado de praticantes desse antigo e tradicional esporte.

Falcoaria

Falcoaria no Brasil

A falcoaria no Brasil foi uma questão polêmica no ano de 2007. Afinal, foi proposto pelo Ibama uma instrução normativa que regulamentava a prática para a reabilitação e controle da fauna de aves de rapina. Apesar dessa iniciativa por parte do Ibama, o órgão passou por divergências internas.

A prática de falcoaria brasileira ainda espera uma legislação específica definida pelo Ibama. Afinal, é comprovado que o esporte é eficiente no que diz respeito ao controle da fauna e à reabilitação dessas aves de rapina.

Hoje, alguns falcoeiros profissionais do Brasil já trabalham em aeroportos com controle de fauna. Também trabalham com controle de pragas em plantações, bem como controle de pombos em hospitais e galpões.

Essas práticas, em si, são consideradas ecologicamente corretas, além de apresentarem uma eficiência alta.

Assim, a falcoaria brasileira vem apresentando crescimento de modo organizado e inteligente por parte de Grupos e Associações que procuram educar iniciantes, entusiastas e leigos de modo a ingressar no esporte e na arte de falcoaria. Desse modo, eles evitam que a prática seja desvirtuada na busca por total legalidade da falcoaria no Brasil.

Falcoaria Pomerode

A falcoaria Pomerode, por exemplo, é um dos atrativos turísticos da ArtFalcon. Esta última promove instruções sobre a prática na cidade de Pomerode, em Santa Catarina.

O esporte milenar da falcoaria, que usa de técnicas de treino de falcões, corujas, gaviões e águias, é reconhecido como Patrimônio Cultural Imaterial da Humanidade pela UNESCO.

Compartilhe sua opinião

Agro20 | Portal Vida No Campo