Farinha de aveia é um superalimento e promove bem-estar

Inicio » Agricultura » Farinha de aveia é um superalimento e promove bem-estar
04/04/2019 Por
Farinha de aveia é um superalimento e promove bem-estar

A farinha de aveia contém propriedades importantes para o organismo humano

A farinha de aveia contém variados benefícios ao seu consumidor, tanto em questões de estética como de bem-estar. É um alimento que auxilia no  funcionamento da flora intestinal e proporciona mais energia para o corpo. É muito utilizada em receitas que prometem emagrecimento, pois é um alimento que aumenta a saciedade e, consequentemente, ajudam a diminuir a ingestão de outros alimentos.

O uso da farinha da aveia é muito conhecido nos países da Europa, como a Escócia, por exemplo. O superalimento faz parte da história da nação em razão de seu implemento anos atrás na culinária regional. As diversas utilidades atribuídas a farinha facilitam seu consumo e proporcionam uma gama de diversidade aos consumidores – sem contar as vantagens para as indústrias que investem na produção do produto.

Farinha de aveia

O que é farinha de aveia?

A farinha de aveia é um produto desenvolvido a partir da aveia. O cultivo deste cereal é voltado para zonas temperadas, ou seja, de clima com estações bem demarcadas. Deste modo, este tipo de plantação não suporta o calor muito intenso e se desenvolve melhor no frio e na chuva. Os países do europeus e da América do Norte são que mais cultivam a aveia. Na Europa, este alimento era utilizado na fabricação de bebidas alcoólicas, como a cerveja e também para sopas medicinais.

Antigamente o alimento era consumido na forma de papas e mingau. Hoje em dia, é mais comum que seja consumido com iogurtes ou batido com frutas. É um alimento muito durável quando conservado em seu estado natural. No entanto, uma vez molhado, é necessário o seu consumo imediato.

Por meio da aveia é possível produzir três principais produtos: a farinha de aveia, o farelo de aveia e os flocos de aveia. No caso da farinha, ela é extraída das partes mais internas do grão de aveia. Contém baixo teor de carboidratos totais e é rica em proteínas e fibras de caráter solúvel. Estas características do alimento fazem com que a glicose seja absorvida no organismo mais lentamente, e portanto, ajuda no processo de emagrecimento.

A farinha de aveia está entre os tipos de farinha mais saudáveis do mercado. Assim como a farinha de mandioca, a de aveia é ideal para realizar substituições inteligentes em receitas. O consumo frequente oferece diversos benefícios para a saúde e o bem-estar do corpo. Ela promove um aumento das proteínas e sais minerais benéficos ao organismo e auxilia na baixa absorção de gorduras.

Como é feita a farinha de aveia

A farinha de aveia é feita a partir do processo de moagem nas camadas mais internas do grão. Em outras palavras, para adquirir esta farinha é necessário retirar as fibras das casca, embora os nutrientes permaneçam no alimento.

O produto é utilizado de diversas formas no âmbito culinário. Ele é ideal para realizar substituições em receitas, como, por exemplo, utilizar farinha de aveia ao invés de farinha de trigo para empanar alimentos ou fazer bolos. Esta troca, além de deixar um sabor característico do cereal, também é mais saudável.

Para fazer farinha de aveia em casa pode ser utilizado a farinha de aveia em flocos, finos ou não. É possível triturar o produto com ajuda de um liquidificador até que fique em uma textura de pó. O resultado do uso em receitas é o mesmo que o dos alimentos comprados em lojas, o que muda é apenas o modo de preparado. Uma receita muito prática com esta farinha é acrescenta-lá no iogurte natural e adicionar algumas frutas picadas, como banana e morango.

Propriedades da farinha de aveia

Na farinha de aveia é possível encontrar uma grande concentração de um fibra solúvel que auxilia na baixa absorção de gorduras, denominada de beta glucana. Além disso, esta fibra também é útil para regulagem da taxa de glicemia no sangue.

Embora a aveia em farinha contenha menos fibras do que em sua forma de farelo ou em flocos, ela, ainda assim, é uma fonte rica do nutrientes. Além de fibras, a farinha também contém ferro, cálcio, zinco, vitaminas do complexo B e potássio, entre outras propriedades. Deste modo, é um alimento muito versátil, ou seja, é útil para muitos segmentos da culinária, tanto em pratos salgados como doces.

A indústria de cosméticos naturais também explora este superalimento. É comum encontrar a aveia em seu estado de farinha na composição de cremes hidrantes, por exemplo. Os produtos desenvolvidos com o ingrediente promovem melhorias em peles mais secas e sensíveis.

Diferença entre farinha e farelo de aveia

Os dois produtos são extraídos do mesmo cereal: a aveia. Entretanto, não é apenas o tamanho do produto que difere estes alimentos. Enquanto o farelo de aveia é obtido da casca dos grãos (local de maior concentração da fibra beta glucana, que é responsável pela baixa absorção de colesterol no organismo); a farinha é produzida a partir da moagem da parte mais interna desses mesmos grãos. Portanto, dentro deste processo, acaba se perdendo algumas propriedades da semente.

A principal diferença entre estes dois compostos está em seus componente mais externos. Enquanto a farinha de aveia é rica em vitaminas, o farelo contém maior taxa de fibras. Contudo, os dois alimentos promovem quase os mesmos benefícios, mas em níveis diferentes.

Farinha de aveia

Benefícios da farinha de aveia

Além de seus benefícios proteicos, a farinha de aveia é muito conhecida pelo benefício da saciedade que promove ao organismo. O produto contém, em sua fórmula, algumas enzimas que aumentam até 30 vezes dentro do estômago, o que promove sensação de saciedade por maior período de tempo. Por isso, é um alimento muito procurado pelos que realizam dietas ou desejam perder peso sem deixar a saúde de lado.

Outro ponto a ser destacado são as gorduras saudáveis que este alimento proporciona. A farinha de aveia contém gorduras do tipo monoinsaturada e polinsaturada. Estes tipos de gorduras auxiliam na prevenção de inflamações e melhoram o funcionamento da flora intestinal. O alimento também favorece na redução do colesterol ruim, denominado de LDL. Este fenômeno acontece em razão da presença da fibra beta glucana em forma de gel no alimento. Ao se ligar com a água do organismo humano, esta fibra faz com o que o colesterol seja menos absorvido pelo corpo.

Compartilhe sua opinião

Agro20 | Portal Vida No Campo