Figueira é uma árvore que surpreende devido a sua variedade

Inicio » Agricultura » Figueira é uma árvore que surpreende devido a sua variedade
14/06/2019 Por
Figueira é uma árvore que surpreende devido a sua variedade

Figueira é uma espécie milenar que gera frutos saborosos

A figueira possui mais de 750 espécies espalhadas pelo mundo, sendo que somente no continente antártico ela não aparece. Essas plantas podem ser encontradas como árvores que geram frutos comestíveis, a ficus carica, trepadeiras e ainda plantas lenhosas.

A figueira acompanha a história da humanidade desde o começo dos tempos, conforme descrito pela Bíblia. Foi a primeira planta descrita no livro sagrado para os cristãos. Além disso, a existência dessa fruta pode ser considerada como essencial para alguns animais da Terra, uma vez que o figo alimenta mais de mil espécies.

Figueira

O que é figueira?

A figueira é uma árvore grande, que pode chegar a 10 metros de altura e se adapta bem a climas tropicais e subtropicais, de preferência onde há a presença de água. Devido a essas características, a planta pode ser cultivada nos jardins e até mesmo em varandas de apartamentos, por exemplo.

A figueira produz ainda frutos deliciosos, os figos. Eles podem ser consumidos e preparados de diversos formas, como por exemplo, verdes, maduros e in natura. Os verdes podem ser usados na preparação de geleias, figos desidratados, licores e cristalizados. Já os maduros podem incrementar receitas doces e salgadas como saladas e sobremesas.

Evite cultivar essa variedade próxima a áreas pavimentadas, tubulações e até construções, pois suas raízes agressivas podem provocar sérios danos. Essa árvore tolera ainda a seca e solos pobres. No Brasil, ela pode ser encontrada de Norte a Sul.

Como plantar uma figueira?

Duas técnicas podem ser empregadas no cultivo da figueira, a semeadura, que assim como o nome sugere é realizada pela propagação de semente no solo, e a estaquia. Este último método consiste em plantar pequenos pedaços de caule, raiz ou folha para desenvolver um nova planta.

Em relação à produção dos frutos, existem dois tipos de figueiras:

  • As uníferas, que produzem somente uma vez a cada ano;
  • As bíforas, cuja produção acontece duas vezes ao ano.

Após o plantio, alguns cuidados são necessários para que a árvore se desenvolva. Entre eles, a poda das folhas e a adubação. Além disso, é importante capinar as ervas que crescem em volta da planta. Podar a planta é importante para controlar o crescimento da árvore e a sua produção. A adubação, por outro lado, levará nutrientes ao solo. E também é aconselhável regar bastante a planta, principalmente no calor.

Outro cuidado a ser tomado é deixar a figueira livre de pragas e doenças. Apesar de a árvore ser bastante resistente, moscas podem destruir seu fruto. Além disso, a planta está sujeita a infecções causadas por espécies de fungos conhecidas como antracnose.

Uma curiosidade a respeito dessa árvore carregada de simbolismo é que cada espécie de figueira é polinizada por um inseto específico diferente. A presença desses seres são essenciais para que a planta se desenvolva, uma vez que quando as vespas saem das árvores, os frutos se desenvolvem.

Figueira

Espécies de figueira

Conforme já vimos, existem mais de 750 mil espécies de figueira espalhada pelo mundo. Dessas, já abordamos sobre a figueira comum, própria para alimentação e figueira branca, nativa do brasil. Mas, há muitas outras variedades. Confira:

  • Figueira de jardim: A figueira-de-jardim é encontrada em solos profundo com bastante matéria orgânica e fáceis de drenar a água. Devido a essas características, elas se adaptam facilmente ao clima do nosso país. Os frutos produzidos por essa espécie são achatados, duros e comestíveis. Assim como acontece nas outras espécies, suas raízes agressivas podem danificar concretos, calçadas ou tubulações. O ideal é que ela seja cultivada em locais espaçosos e que recebam muita luz solar.
  • Ficus elastica: Conhecida também como árvore-da-borracha ou falsa seringueira é das árvores tropicais mais populares do mundo. Originária da Índia, essa planta produz uma espécie de látex, inferior ao da verdadeira seringueira e tóxico. O contato com este material pode causar sérios problemas, dentre eles, a destruição da pele. Recomenda-se o uso de luvas para lidar com essa planta.
  • Ficus religiosa: Essa figueira, originária da Índia é considerada sagrada para os budistas e hinduístas, pois existe uma história que Buda teria se despertado espiritualmente ao meditar embaixo dessa árvore. Essa planta é ainda usada na ornamentação e na marcenaria. No Brasil, exemplares da ficus religiosa também são encontrados.

A figueira possui ainda outras espécies, como a figueira brava, encontrada em matas úmidas, e a figueira benjamin que se destaca por suas folhagens.

Além dessas, temos ainda a figueira-trepadeira, usada na ornamentação; a figueira vermelha, originária do Brasil; e a gameleira branca, conhecida pelas suas propriedades medicinais. Ainda no Brasil, temos a ficus glabra, que proporciona ótimas sombras para descanso.

Onde encontrar a figueira no Brasil?

No Brasil, encontramos a árvore conhecida como figueira branca, gameleira ou mata pau, nos estados do Rio de Janeiro, Mato Grosso do Sul, Goiás, São Paulo, Paraná e Minas Gerais. Essa espécie pode variar entre 8 e 20 metros de altura e sua copa densa pode chegar a um diâmetro de mais de 20m.

Famosa pela sua beleza e o porte imenso, a figueira é inclusive a protagonista de uma das unidades de um famoso restaurante da capital paulista: o Figueira Rubaiyat. Conhecido pelos pratos requintados, o restaurante tem uma árvore da espécie como cobertura da parte externa da unidade.

Figueira

Uma curiosidade sobre essa planta é que um nova figueira começar a nascer em seu tronco por meio de dois fenômenos, o fototropismo e o geotropismo. Sendo que o primeiro se refere ao movimento que o vegetal faz buscando a luz solar, e o segundo se refere ao movimento da planta em direção a gravidade e a terra.

A figueira branca pode ser utilizada para diversos para diversos fins desde arborização de chácaras, sítios e municípios até para o artesanato, na produção das gamelas, aquelas vasilhas feitas a base de madeira. E falando em madeira, a gerada a partir dessa árvore pode ser usada em portas, painéis, confecção de chapas e caixotes.

A figueira contribui ainda na recomposição de áreas degradadas e recuperação de matas ciliares. Além do que já citamos aqui, o fruto dessa árvore alimenta espécies animais, como por exemplo, aves, morcegos e peixes.

Compartilhe sua opinião

Agro20 | Portal Vida No Campo