Frango de corte tem exportações em alta e o consumo interno crescendo

Inicio » Pecuária » Frango de corte tem exportações em alta e o consumo interno crescendo
30/01/2020 Por
Frango de corte tem exportações em alta e o consumo interno crescendo

Criação de frango de corte se mantém em destaque dentre as atividades agrícolas

A avicultura foi um dos setores do agro que mais cresceu no Brasil, nas últimas décadas. Isso exige uma constante evolução no manejo das aves, principalmente quando se fala em frango de corte.

Para criar os frango de corte, são necessários investimentos em tecnologia, sanidade, instalações e nutrição, pois o giro de capital também é rápido. Em menos de 50 dias o avicultor tem um lote pronto e já pode dar lugar a outro.

frango de corte se destaca na agricultura nacional

O que é frango de corte?

São chamadas frango de corte as aves que são criadas a abatidas com a finalidade de comercialização da carne, seja para consumo interno ou para exportação.

O Brasil é o segundo maior produtor de frango do mundo, atrás apenas dos EUA, mas é o maior exportador, segundo dados da Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA).

No mercado interno, o brasileiro tem consumido mais carne de frango, em substituição a carne bovina, por exemplo. Isso se deve, principalmente, pelos preços mais acessíveis e pela busca por uma alimentação mais balanceada.

De acordo com a ABPA, as exportações de carne de frango também cresceram nos últimos meses. O frango de corte, por exemplo, foi responsável por 66,7% das exportações do setor.

As exportações de carne de frango, considerando todos os produtos, in natura e processados, acabaram 2019 com um balanço positivo, tanto em volume exportado quanto em receita.

Os dados da ABPA mostram 4,212 milhões de toneladas exportadas em todo o ano de 2019, um total de 2,8% a mais que em 2018, quando foram registrados 4,1 milhões de toneladas. Somente em dezembro foram registradas 391,9 mil toneladas exportadas, número que representou um aumento de 11,2% em relação a dezembro de 2018.

frango de corte tem consumo interno em alta

Manejo de frango de corte

Alguns ajustes e cuidados com as aves são essenciais para um bom manejo, como uma boa fonte de água sempre disponível, temperatura adequada e ração de qualidade.

Os investimentos ainda exigem o projeto e instalação do aviário, assistência técnica, além da mão de obra diária e interesse da indústria para adquiri a produção. O local do aviário deve ser afastado de outras criações e protegido de ventos fortes.

Outro fator importante, é que antes da chegada dos pintinhos, é preciso higienizar o aviário, sem a presença de aves no local por pelo menos 10 dias. Uma última limpeza deve ser feita pouco antes da chegada dos pintinhos.

A temperatura para o desenvolvimento dos frangos varia em cada fase do crescimento. Na chegada das aves ao aviário, a temperatura deve estar em torno de 32ºC e do 2º ao 7º dia em torno de 30ºC.

Da primeira a segunda semana a temperatura pode cair para 29ºC e na terceira semana para 27ºC. Da quarta semana em diante o ideal seria manter em torno de 24ºC. Importante ressaltar que é importante alojar apenas pintinhos com a mesma idade no aviário.

Para transportar as aves para o frigorífico, o melhor horário é a noite, pois evita as altas temperaturas do dia, mantendo o bem estar do frango de corte e, consequentemente, a qualidade da carne.

Compartilhe sua opinião

Agro20 | Portal Vida No Campo