Gado é fonte de lucro e status para a economia brasileira

Inicio » Pecuária » Gado é fonte de lucro e status para a economia brasileira
11/03/2019 Por
Gado é fonte de lucro e status para a economia brasileira

Criações de gado ajudam na geração de empregos e no giro capital do país

O gado e os seus produtos são mundialmente importantes. A variedade e versatilidade que as diferentes raças de animais apresentam gera um leque de opções para o lucro do fazendeiro. Além disso, o cavalo por exemplo, é necessário para a melhoria da locomoção.

gado é essencialmente importante para o desenvolvimento da economia de modo geral. Uma vez que, atualmente, o território nacional possui cerca de 300 milhões de cabeças de gado; de acordo com dados do IBGE.

Gado no campo, tomando sol

O que é gado?

Gado é um conjunto de animais que são utilizados principalmente para para fins comerciais e lucrativos. Dessa forma, dando melhor qualidade financeira a quem possui os animais e, consequentemente, ajudando a população com a produtos alimentícios.

Um efeito disso é que hoje o Brasil é o maior exportador do gado de corte em todo mundo. Feito que abre margem para a consolidação de setores que ainda estão em crescimento e que têm total potencial para atingir números maiores.

Atingir números maiores resultará num maior avanço do país, principalmente na empregabilidade. Pessoas altamente capacitadas estariam ocupando funções importantes no setor. Assim tirando pequenas famílias de situações delicadas.

Gado bovino

O gado bovino brasileiro é popular em todo o mundo. A produção leiteira, junto a de corte fazem parte desse pacote pecuário que desenvolve o setor em produção, trabalho e lucro. Com isso, especialistas tentam desenvolver melhoria genética nos animais e estudam outras possibilidades de melhorar gradualmente seus aspectos.

As principais raças de bovinos são:

  • Girolando: Esse gado leiteiro ficou popularmente conhecido na Europa. Sua característica rústica permite que o animal tenha melhor desempenho em temperaturas mais baixas. No Brasil, por ser um país tropical, o animal necessita de cuidados especiais para que não sofra em relação ao calor.
  • Guzerá: É extremamente versátil. Pois pode ser utilizado como gado de corte ou leite. Além disso, o animal possui fácil adaptação a climas densos. Toda esse desenvoltura permitiu que o animal se destacasse entre as principais raças de gado.
  • Holandês: O animal é muito comum em regiões onde a quebra de temperatura é constante, assim não sofrendo com secas ou frio intenso. A raça holandesa é considerada a melhor capacitada para a produção de leite.
  • Nelore: Por conter ótimo custo x benefício, esse gado tornou-se popular principalmente no Brasil. Hoje, mais de 50% das raças de gado de corte são nelore, espécie originário do zebu. Animal que, por sua vez, ajrçaudou no desenvolvimento de outras bovinos, como:
  1. Indiano
  2. Gir
  3. Brahman
  • Senepol: O Brasil foi um dos países que melhor desenvolveu essa raça de origem africana. Após a sua chegada no Brasil, 2000, os estudos sobre o animal tiveram início e melhorias genéticas foram aplicadas a ele.
  • Charoles: É a raça que melhor se desenvolveu no Brasil e, por conta disso, o Rio Grande do Sul tornou-se a cidade que mais possui esse bovino de corte.

Gado suíno

A produção de gado suíno é extremamente rentável a pequenos e grandes produtores. O seu baixo custo permite que investimentos iniciais sejam aplicados de forma fácil. Dessa forma, desenvolvendo a suinocultura pela fazenda.

Sua rápida proliferação permite que poucos animais sejam adquiridos e, em pouco tempo, esse número aumente de forma significativa. Além disso, os porcos são animais que não necessitam de extrema atenção, pois o seu manejo é relativamente fácil.

Vantagens de possuir um gado suíno:

  • Retorno: Por proliferarem e crescerem de forma demasiada, os suínos geram rápido retorno aos produtores. Dessa forma, podendo investir em outras áreas do campo.
  • Fator climático: Eles são extremamente adaptáveis a diferentes situações climáticas. Vantagem que permite sua produção do norte ao sul do país.

As desvantagens estão relacionadas principalmente as bactérias que podem atingir porcos recém nascidos. De modo na qual atrapalhe totalmente o lucro do produtor. No pior dos casos, chegando a perda total.

Principais cuidados com o gado suíno:

  • Alimentação: Para prevenir maiores prejuízos, o agricultor deve cuidar ter periodicidade na alimentação do animal, para assim não abaixar a sua imunidade de modo na qual seja contaminado por doenças letais.
  • Higiene: A limpeza do chiqueiro onde ficam é necessária, também para evitar transtornos ao animais.

Doenças como a peste suína, pneumonia e a febre aftosa não são raras, por isso é necessário a atenção no cuidado dos suínos. Essas bactérias são contagiosas e podem facilmente se espalhar pela fazenda, chegando a atingir outros animais.

Gados se alimentando no confinamento

Confinamento de gado

Durante os últimos anos, com a alta demanda de mercado e a disputada cada vez mais acirrada para ocupar o posto de país mais influente da indústria, o confinamento de gado tornou-se popular.

Essa prática está relacionada ao fato de manipular o tempo de crescimento dos animais, com substâncias especializadas em desenvolver rapidamente o processo evolutivo do animal. Dessa maneira, todos os comerciantes estarão em alto nível e disputando por quem venderá maior número de bovinos.

Em relação a criação comum, o confinamento de gado é infinitamente mais rápido e promissor. Animais criados da forma tradicional, ganham cerca de 0,5 kg diárias, enquanto os confinados, 1,5.

Como fazer o confinamento o gado de corte:

  1. Localização: É necessário que os animais estejam em lugar calmo e amplo, para que fiquem calmos durante o processo do confinamento. De preferência, o fazendeiro deverá escolher uma região da fazenda que o barulho seja quase nulo, evitando euforia dos animais.
  2. Estrutura: Além de amplo, o local deve contar cores que passem tranquilidade ao animal e conter madeiras não pontiagudas, para evitar que em caso de grande movimentação, algum deles se machuque.
  3. Alimentação: A forma como o gado será alimentado ditará o quanto ele crescerá. Por isso, alimentos como feno e farelo são importantes para o seu ágil crescimento. Os dois produtos são ricos em nutrientes.

Um processo importante é o veterinário. Ele serve para entender como anda o crescimento do gado e se os nutrientes estão agindo corretamente. Eventualmente, é necessário que os fazendeiros chamem especialistas para analisar os animais e gerar essa informações de forma controlada.

Desse modo, o gado é importante para ajudar no crescimento econômico do país. Suas vendas resultam em empregos e insumos que passeiam pelos pratos de boa parte da população mundial.

Agro20 | Portal Vida No Campo