Garça é uma ave que geralmente habita áreas próximas a rios

Inicio » Meio Ambiente » Garça é uma ave que geralmente habita áreas próximas a rios
11/10/2020 Por
Garça é uma ave que geralmente habita áreas próximas a rios

A garça é uma ave encontrada sempre próximo a corpos hídricos como lagos, rios e até mesmo pântanos. Com hábitos peculiares, a garça é um animal curioso e muito belo. Esta é uma das aves mais populares do mundo, sendo encontrada nos mais diversos países desde a América até o continente Europeu. No Brasil, é possível ver a ave garça desde biomas como o pampa até a floresta Amazônica.

É muito fácil de identificar a ave. A garça pode até ser confundida com outros pássaros quando vista de longe. Possui asas compridas, pescoço longo e pernas compridas também. A beleza do animal enfeita as mais diferentes paisagens e também é importante para os ecossistemas.

Garça

O que é garça?

Garça é o nome dado a cerca de sessenta espécies de aves pertencentes ao grupo dos pelecaniformes. Entre eles estão os pelicanos, cegonhas e flamingos, que são parentes bem próximos das garças. Esses animais variam de tamanho, cores e algumas outras características.

Vamos ver o que é garça em detalhes:

  • Possui bico longo, reto e pontudo;
  • Apresenta pernas finas e longas;
  • Tem asas compridas;
  • Pescoço comprido;
  • Variam entre 50 centímetros e 1,5 metros de altura;
  • A envergadura das espécies maiores de garças pode ultrapassar 2 metros (Garça gigante);
  • Pertencem à família Ardeidae e à ordem dos pelicanos;
  • Seus hábitos alimentares são diurnos;
  • Vivem em bandos próximos aos rios e lagos, mares e manguezais.

Uma característica peculiar quando a garça voa é que ela mantém a cabeça retraída junto ao corpo. As garças andam em bandos. Quando uma delas percebe o perigo e alça voo, é como se avisasse as demais companheiras pelo modo que sai do lugar.

A comunicação entre as aves pode ser curiosa, assim, a partir do momento em que alguma sente-se ameaçada, as outras garças próximas também se retiram e então é possível ver a garça voando alto e procurando um lugar seguro para pousar. Dessa forma, quando elas estão a procura de alimento, o voo é mais tranquilo e baixo, planando no ar.

Alimentação da garça

As garças são aves predadoras, elas pescam peixes de diversos tamanhos. O seu bico afiado permite alcançar o peixe com grande velocidade e precisão. Outrossim, garças possuem visão que as tornam excelentes caçadoras. Também caçam pequenos sapos e outros anfíbios entre as pastagens, ou mesmo na superfície do solo.

As suas pernas compridas facilitam que elas caminhem em terrenos alagados ou com lodos, o que melhora tanto a locomoção quanto a agilidade para encontrar suas presas. Além disso, todos os pássaros da ordem pelecaniformes possuem uma membrana entre os dedos das patas, deixando-as mais adaptadas ao meio aquático.

Garça

Reprodução da garça

Os machos desenvolvem uma plumagem específica na época de reprodução. Com penas vistosas ou até mesmo coloridas, ele se exibe para a fêmea. Assim, o intuito é mostrar que o animal é forte e um bom reprodutor. A fêmea, ao se sentir atraída, mantém contato com o macho para a reprodução.

Após os dois começarem o namoro, é hora de construir o ninho. Com gravetos, folhas e palhas para manter o abrigo aquecido, eles constroem ninhos grandes sobre árvores com copas densas.

Dependendo da espécie, os ovos levam de 25 a 30 dias para eclodirem. A fêmea cuida dos filhotes e o macho oferece proteção. Com algumas exceções, os dois dividem os cuidados com o filhote de garça.

Tipos de garça

Existem mais de 60 tipos de garça, os quais variam em cores e tamanhos. A ave garça mais conhecida é a garça branca de estatura pequena. Porém, há outras igualmente belas e importantes para a diversidade animal.

A garça moura, também conhecida como socó-grande, é uma ave com pescoço grande e branco, cabeça preta e demais partes do corpo de cores brancas e cinzas. É um pássaro comum da região do Pantanal mato-grossense. Pode ter 1,8 metros de envergadura, sendo a maior garça encontrada até hoje no Brasil.

Outra espécie muito linda e com cores diferentes é a garça azul. A ave possui cor azul e alguns pequenos traços pretos. Além de ser comumente encontrada no litoral do Brasil, o pássaro também vive nas águas litorâneas dos Estados Unidos.

O animal possui uma cor diferenciada, sendo muito admirado também no Peru e no Chile, ou seja, é uma ave americana e que desperta a curiosidade inclusive de criadores, os quais comercializam estas aves para criação doméstica em viveiros. Porém, é um animal caro tanto para adquirir quanto para manter.

O animal, que possui cores que lembram o flamingo, e pode ser confundida com ele facilmente, é a garça rosa. Esta possui bico reto e pontudo, enquanto o flamingo tem o bico curvado e preto. Também mudam o formato do corpo e o tamanho, tanto do pássaro como do pescoço, o que é muito mais comprido nos flamingos. A ave possui cor rosa-claro ou tons mais fortes, dependendo da época do ano.

Garça

Garça preta

Por fim, a garça preta é outro exemplo de como as cores destes animais podem ser distintas. Outrossim, a garça-real-preta ou garça africana, como também é conhecida, realiza sombra com as suas asas quando está pescando.

Isso a ajuda a enxergar melhor e, ao mesmo tempo, evita que o peixe diferencie os seus movimentos. É um exímio caçador de porte pequeno, chegando a medir 60 centímetros.

A garça gigante

Uma das maiores aves do mundo, a gigante pode chegar aos incríveis 1,5 metros de altura. Também muito conhecida como a garça golias, a sua envergadura pode chegar a até 2,3 metros. Assim, devido à sua anatomia, ela é considerada uma espécie de garça real encontrada na África.

As suas cores variam entre tons de branco, preto e principalmente castanho. É uma ave pesada de voo lento, pescadora e predadora de sapos, cobras e outros animais anfíbios. São aves altamente territoriais e vivem solitárias, unindo-se apenas para a reprodução. Dessa forma, os ovos são de cor azul clara e podem pesar pouco mais de 100 gramas cada.

Estas espécies de garça são importantes para a manutenção da vida em ambientes aquático. Tais aves contribuem com o equilíbrio de biomas e controlam espécies de forma natural. Por este motivo, certamente devem ser preservadas.

Compartilhe sua opinião

Agro20 | Portal Vida No Campo