Gengibre é versátil e pode ser consumido tanto em chás como em doces

Inicio » Agricultura » Gengibre é versátil e pode ser consumido tanto em chás como em doces
21/08/2019 Por
Gengibre é versátil e pode ser consumido tanto em chás como em doces

Receitas com gengibre pode trazer diferentes benefícios para a saúde quando incluídas na rotina de alimentação

Considerada uma iguaria originária da Ásia, o gengibre é usado tanto na culinária como com o objetivo de obter os seus muitos e poderosos benefícios.

Apesar de o seu uso para ajudar a combater sintomas de gripes e resfriados ser o mais conhecido no que se refere às suas propriedades medicinais; o gengibre também pode exercer outras funções de melhoria para o organismo. Assim, os motivos para incluir este ingrediente nas suas receitas e na dieta rotineira são os mais variados possíveis.

benefícios do gengibre

O que é gengibre?

Gengibre é uma raiz tuberosa, conhecida por suas propriedades variadas e o sabor levemente apimentado, que é marcante para muitas pessoas. O seu nome científico é Zingiber officinalis, e ele pode ser encontrado tanto em feiras livres quando em lojas de produtos naturais, farmácias de manipulação e mercados.

Outros nomes bastante comuns para esta raiz são mangarataia ou mangaratiá. Além de muito consumida em forma de chá, ela também faz sucesso no Brasil em forma de doce, na bala de gengibre.

Benefícios do gengibre

Mas você deve estar se perguntando: gengibre é bom para que? E a resposta é que os benefícios do alimento são muitos, havendo, inclusive, quem acredite que o gengibre emagrece.

De fato, ele pode auxiliar na perda de peso; principalmente, em razão da sua propriedade termogênica. Responsável por aumentar a temperatura do organismo, ela influencia na queima de um volume maior de calorias.

Entre os principais benefícios do gengibre para a saúde, no entanto, podemos citar, ainda:

  • Auxílio no controle da diabetes

Sabe-se que receitas com gengibre contam com um nutriente chamado gingerois. Esta substância auxilia no controle da diabetes, além de possuir propriedades digestivas. O segredo é que, dentro de nosso organismo, os gingeróis colaboram com a melhora na secreção da insulina. Assim, consequentemente os níveis de glicose no sangue diminuem.

  • Ajuda na prevenção do câncer

Mais uma vez os gingeróis entram em ação. Segundo estudos, a ingestão de uma grande quantidade dessa substância pode atuar como um antioxidante. Dessa maneira, ele pode ser bastante efetivo no combate das células cancerígenas. Entre os principais tipos de câncer que podem ser prevenidos por meio desta forma alternativa estão o de cólon, pâncreas e o de mama.

  • Redução das cólicas menstruais

Não é segredo para ninguém que muitas mulheres sofrem com cólicas durante o período da menstruação. Esta dor na barriga é desencadeada por um conjunto de contrações do útero, que busca eliminar o sangramento menstrual o mais rápido possível. Assim, o zingiber officinals surge como uma alternativa para aliviar este incômodo.

Devido a sua potente ação anti-inflamatória, ele atua diminuindo as dores provocadas pelas cólicas. Foi comprovado, inclusive, que o seu efeito pode ser igual ou superior ao de medicamentos convencionais, produzidos em laboratório.

  • Melhora na memória

Nosso cérebro também é bastante beneficiado pelas propriedades do gengibre. De acordo com teste realizados recentemente, uma melhora notável na memória pode ser notada naqueles que consomem a raiz com regularidade. Estudos mais aprofundados, inclusive, demonstram que o alimento atua, principalmente, contra o declínio cerebral decorrente da idade avançada.

  • Combate às mais diversas infecções

Como dissemos, o gingerol possui propriedades anti-inflamatórias e antibacterianas. Dessa forma, ao consumir o gengibre, diminuímos o risco de infecções no corpo. Isso porque as suas particularidades diminuem o crescimento de uma significativa quantidade de bactérias que podem ser nocivas à saúde.

Um bom exemplo disso é o fato de o alimento ser utilizado no combate de doenças orais bacterianas, como a gengivite e periodontite. Além disso, ele é empregado no tratamento de infecções respiratórias em recém-nascidos, causada principalmente pelo vírus sincicial; que afeta os pulmões e as vias respiratórias.

  • Melhora da digestão

Consumir gengibre em conserva pode melhorar o funcionamento do pâncreas. Consequentemente, o órgão acaba gerando mais enzimas, o que facilita a digestão dos alimentos que consumimos. Esta é mais uma das propriedades que pode ser atribuída aos gingeróis presentes na raiz.

Além disso, eles atuam prevenindo e combatendo úlceras gástricas, funcionando como um guarda-costas do nosso estômago. Por fim, é necessário citar que o consumo de gengibre acelera o processo digestivo; o que pode ser muito bom para pessoas que sofrem com problemas de indigestão crônica, por exemplo.

  • Combate à náuseas

É comprovado que o gengibre pode combater as náuseas, e um estudo realizado na Suíça aponta que ele pode prevenir o enjoo em viagens muito longas.

Além disso, o alimento alivia esse desconforto em pacientes que que acabaram de passar por algum procedimento cirúrgico. Isso inclui desde os que passam por um processo de quimioterapia, por exemplo, ou até gestantes em início de gravidez; período marcado por enjoos frequentes.

Gengibre apresenta uma série de propriedades medicinais

Como consumir gengibre?

As formas de incluir o gengibre na alimentação são muitas, incluindo desde formas que favorecem os seus benefícios medicinais (como o chá) até as que dão prioridade para as características marcantes de sabor da raiz; como a sua mistura em receitas ou mesmo em doces.

Com isso em mente, confira, a seguir, algumas das maneiras mais populares e conhecidas de consumo do gengibre.

Chá de gengibre

O chá de gengibre talvez seja uma das maneiras mais famosas para o consumo deste alimento. Sua receita é bastante prática, e a bebida é preparada a partir da infusão de pedaços da raiz em água quente.

Por ter um sabor levemente apimentado, muitas pessoas acrescentam diferentes frutas para dar mais sabor à receita.  Vale lembrar que o recomendado é consumir um máximo de três xícaras deste chá por dia.

Suco de gengibre

Para os que não são fãs de bebidas quentes, também é possível elaborar um suco com a raiz. Geralmente, a preferência da maioria dos consumidores é o gengibre com limão; e o mais comum é o preparo desta receita diluindo o pó da raiz em um copo cheio de água.

Gengibre com água

Aqui também ocorre a mistura entre água e gengibre. Entretanto, neste caso o gengibre é adicionado em pedaços, e não se dissolvido na água, como no caso do suco. Recomenda-se colocar de quatro a cinco rodelas do alimento em uma garrafa, além de gengibre ralado, para que se obtenha os seus benefícios por meio do consumo regular desta água.

Gengibre apresenta uma série de propriedades medicinais

Gengibre na salada

Também é possível consumir o gengibre in natura, acrescentando-o em saladas. O ideal é que se utilize a raiz ralada, ou mesmo o gengibre em pó; que também pode ser acrescentado em saladas de frutas para promover um sabor contrastante e saudável.

Contra-indicações do gengibre

Apesar de apresentar uma variedade muito grande benefícios, é bom destacar que algumas pessoas não devem consumir o gengibre. Entre elas, podemos citar pessoas alérgicas à raiz, as que tomam remédios anticoagulantes regularmente e as que sofrem de pressão alta.

Compartilhe sua opinião

Agro20 | Portal Vida No Campo