Girassol tem beleza única e mercado crescente no Brasil

Inicio » Agricultura » Girassol tem beleza única e mercado crescente no Brasil
10/09/2019 Por
Girassol tem beleza única e mercado crescente no Brasil

Girassol tem bom desenvolvimento na grande maioria dos solos agricultáveis

O girassol, que compõe o gênero Helianthus, tem seu nome derivado do grego, onde significa “flor de sol”. Acredita-se que o gênero da flor, que contém cerca de sessenta e sete espécies, seja nativo das Américas (do Norte e do Sul) e tenha sido domesticado por volta de 1000 a.C.

Cultivada inicialmente pelos povos indígenas para extração de óleo e fins alimentícios, o girassol é hoje cultivado e distribuído por quase todo o mundo. Descubra mais sobre essa belíssima flor que inspirou artistas e guarda consigo diversos benefícios!

girassol

O que é girassol?

Girassol é uma flor notável por sua inconfundível forma de inflorescência. É conhecido por seu curioso comportamento de se voltar para encarar o sol, conhecido pelo nome de “heliotropismo”.

Além de embelezar ambientes, a flor costuma ser cultivada para a obtenção de seu óleo e de seus frutos (sementes) comestíveis. Embora costume atingir os três metros de altura, o girassol mais alto já registrado triplicou a altura ao atingir 9,17 metros.

Semente de girassol

No Brasil, a semente do girassol tem encontrado grande utilidade na produção de biodiesel. Além disso, é dos seus frutos, popularmente chamados de sementes, que é extraído o óleo comestível de girassol.

Atualmente, a produção mundial ultrapassa vinte milhões de toneladas anuais de grão. Em combinação a isso, a semente também é usada por produtores na alimentação de pássaros em cativeiro. Em substituição a outros grãos, o uso de sementes tem sido uma alternativa inteligente para a alimentação de gados.

Sem dúvida, as sementes de girassol são carregadas de vitaminas e minerais, entre eles:

  • Vitamina E (que possui fortes propriedades anti-inflamatórias e pode reduzir o risco de doenças cardíacas);
  • Folato (importante para o DNA);
  • Fósforo (essencial para a saúde óssea);
  • Selênio (antioxidante que protege contra danos celulares);
  • Manganês (que ajuda na produção óssea);
  • Cobre (que ajuda na saúde do coração e na função imunológica);
  • Vitamina B6 ​​(bom para o desenvolvimento e a função cognitiva);
  • Zinco (importante para o metabolismo e função imunológica).

Óleo de girassol

Os girassóis são nativos do sudoeste americano. Lá, eram usados como uma fonte de gordura para os nativos indígenas, que ferviam as sementes para extrair o óleo de girassol. As sementes, que contêm 35 a 45% de gordura, não são realmente sementes: são pequenas frutas, semelhantes às encontradas em um morango.

O óleo de girassol, por sua vez, é extraído destas sementes e utilizado como fonte de alimento e também como biocombustível. Além disso, é muito utilizado como uma alternativa mais saudável na fritura de alimentos.

Devido à sua grande concentração de vitamina E, está também presente na composição de cosméticos.

girassol

Plantação de girassol

  1. Os girassóis têm preferência por solos com boa capacidade para a retenção de água, além de levar em conta fertilizante e drenagem;
  2. As raízes da flor crescem profundas e se espalham muito, para que possam suportar períodos secos de vez em quando;
  3. Os girassóis não devem ser regados vinte dias antes e vinte dias após a floração. Isso pode deformar a cabeça das flores;
  4. Para um crescimento satisfatório, é recomendado fazer testes de solo antes do plantio. Nitrogênio muito alto não é apropriado, enquanto potássio e fósforo devem aparecer em boas quantidades.

Como plantar girassol

Se você deseja saber como plantar girassol, as seguintes dicas lhe serão úteis.

Comece plantando sementes em solo úmido com 1 a 2 cm de profundidade. As sementes devem ter um espaço de 30 cm entre as linhas, com 2 a 2 1/2 pés de distância.

Eles geralmente começam a aparecer dentro de um período de duas semanas, estando completamente cultivados entre 80-90 dias.

Cuidados com o plantio de girassol

  • O controle de ervas daninhas geralmente deve ser feito com o uso de herbicidas para evitar danos às raízes rasas;
  • A fertilização deve ser baseada nos resultados de um teste de solo;
  • Evite tocar nas folhas emergentes com fertilizante para evitar danos nas folhas;
  • Muitas plantas perenes recém-plantadas não florescem no primeiro ano. Algumas, como peônias, podem levar vários anos para florescer definitivamente;
  • Muitas plantas perenes devem ser estacadas para evitar que se dobrem ou caiam durante o vento e a chuva;
  • Remova as flores velhas para incentivar a renovação das plantas perenes. Muitas plantas perenes devem ser cortadas de volta ao nível do solo após o término da floração para incentivar o crescimento de novas folhas a partir da base;
  • Remova a folhagem e os caules mortos no outono e use cobertura morta para proteger coroas e raízes da alternância de clima;
  • A maioria das plantas perenes acaba ficando superlotada e requer divisão. Muitas plantas perenes também são facilmente propagadas dessa maneira.

girassol

Cultivo no Brasil

O girassol é, sem dúvida, uma ótima aposta de cultivo. Afinal, sua cultura tem bom desenvolvimento na grande maioria dos solos agricultáveis, podendo, desse modo, ser cultivado praticamente em todo o território brasileiro, desde o estado do Rio Grande do Sul até o estado de Roraima.

Atualmente, o cultivo comercial da planta no Brasil é realizado sobretudo nos estados do Ceará, Bahia, Mato Grosso do Sul, Paraná, Rondônia, Minas Gerais, Rio Grande do Sul, Goiás e Mato Grosso. Seu plantio costuma acontecer principalmente em semeadura direta ou safrinha, além de se dar em especial após o cultivo de soja.

O destino principal da alta produção brasileira é atender à demanda industrial do óleo comestível de girassol. Além disso, é um importante fornecedor para a produção do biodiesel, alimentando ainda a agroindústria.

Embora o ciclo em Roraima seja de setenta e cinco a oitenta dias, a cultura de girassóis tem demonstrado aos agricultores uma considerável expectativa de sucesso. Os demais estados brasileiros, em contrapartida, contam com um ciclo estimado de cento e dez dias.

Outra região brasileira que vem realizando testes com a flor e obtendo boas perspectivas é o Nordeste. Nesta região, a cultura de interesse é voltada à pequena propriedade que, devido ao alto teor de óleo nos grãos, permite uma extração mecânica de óleo, que pode ser centralizada nas associações rurais e comunidades, usando prensas simples.

Esse aspecto agrega valor ao produto, o que contribui para a sustentabilidade da agricultura familiar. Fornece, desse modo, óleo de girassol comestível de excelente qualidade como co-produto e torta de girassol para a criação local de animais.

Compartilhe sua opinião

Agro20 | Portal Vida No Campo