Gordura pode ajudar qualidade de vida quando consumida corretamente

Inicio » Agronegócio » Gordura pode ajudar qualidade de vida quando consumida corretamente
09/04/2019 Por
Gordura pode ajudar qualidade de vida quando consumida corretamente

A gordura pode ajudar para um melhor desempenho do corpo durante diferentes atividades físicas

A gordura está presente em diferentes alimentos e pode ser tanto vantajosa como prejudicial para o desempenho do corpo humano em diferentes atividades; sempre de acordo com o seu modo e quantidade de consumo.

Alimentos com gordura podem ser interessantes para pessoas que buscam qualidade de vida. Com isso, aliado a um acompanhamento médico, o nutriente pode ajudar no desenvolvimento do corpo e no seu desempenho.

Gordura presente em alimentos

O que é gordura?

Gordura é um tipo de nutriente presente, principalmente, em alimentos de origem animal e vegetal. Quando consumido em quantidade equilibrada, ela pode ser muito positiva para o corpo humano. Entretanto, o seu consumo de forma deliberada pode trazer sérias consequências, como o colesterol alto e o entupimento das artérias ligadas ao coração.

Antes de consumir qualquer tipo de alimento com gordura, é importante procurar um acompanhamento médico. Dessa maneira, pode ser recomendada a quantidade calórica mais adequada – de acordo com o seu tamanho e peso.

A gordura dentro dos alimentos tem diferentes serventias, desde torná-lo mais saboroso até o de aumentar o tempo de validade. Para a indústria alimentícia, quanto menos perecível um produto for, melhor; pois, dessa maneira, a possibilidade de que haja prejuízos é bastante reduzida. 

Além dos alimentos nas prateleiras do mercado, os chamados de fast food também são conhecidos pela alta retenção de gordura. Nesse caso, o consumo exagerado desse tipo de alimento deve ser evitado, pois alto teor de gordura trans na sua composição é bastante alto.

Alimentos com gordura trans são conhecidos, entre outras características, por serem bastante atraentes para o público infantil. Bolachas recheadas e salgadinhos são dois dos produtos que se destacam como bons exemplos disso, tendo altos índices desse tipo de gordura. Em contrapartida, insumos de origem animal são considerados alimentos com baixo teor desse tipo de gordura.

Gordura trans nos alimentos, extremamente maléfico a saúde

Tipos de gordura

Além da gordura trans, já citada anteriormente, outros dois tipos também são presentes nos alimentos, cada um com a sua peculiaridade e importância dentro da indústria alimentícia. Eles são:

  • Saturada: Geralmente é encontrada na carne animal e em seus derivados, como leite e manteiga. Os ácidos saturados, que fazem parte desse tipo de gordura, geralmente são incluídos em grandes níveis nestes alimentos, podendo prejudicar a saúde humana quando consumido deliberadamente.
  • Insaturada: Considerada uma gordura boa, ela é capaz de ajudar no desenvolvimento do corpo e não atacar as artérias. No entanto, assim como qualquer alimento de origem gordurosa, o seu uso deve ser controlado; já que ela pode causar ganho de peso e colocar em risco o bom funcionamento do corpo. Por conter vitaminas A, D e K, que servem como energético ao corpo, o seu consumo pode ajudar na prática de atividades físicas; melhorando o desempenho e a recuperação dos músculos após os exercícios.

Dentro do grupo de alimentos com concentração de gordura insaturada podemos citar o abacate, óleo de soja, peixes e chia; que costumam ser consumidos por pessoas que buscam uma boa alimentação e qualidade de vida.

A indústria alimentícia e a gordura

Os alimentos com gordura são uma pauta importante em todo o mundo. Anualmente, eles são exportados e consumidos por diferentes tipos de pessoas. Entretanto, por ser um nutriente importante mas, ao mesmo tempo, perigoso, ele preocupa principalmente as agências de saúde; que tentam encontrar soluções imediatas para evitar os transtorno que podem ser causados.

Anúncios e diferentes alertas são emitidos sobre a importância de se consumir pouca gordura. No entanto, as próprias organizações sabem que isso é pouco, e que seria interessante a divulgação de medidas mais didáticas para fazer com que as pessoas parassem de consumir o nutriente em grandes quantidades.

Os Estados Unidos, por exemplo, proibiram a venda de gordura trans no mercado; fato que ocasionou uma queda brusca de problemas relacionados à obesidade e cardiopatias em crianças, adolescentes e adultos. De acordo com os órgãos responsáveis por esse controle no país norte americano, a gordura vegetal hidrogenada oferece perigo a vida humana e, por isso, o seu uso deve ser encerrado.

Em meados de 2006, toda a indústria alimentícia dos EUA teve que informar quais produtos tinham esse item na composição para, assim, dar o poder de escolha aos consumidores. Desde então, a queda do consumo desse nutriente foi de mais de 70%.

Gordura subcutânea e visceral

Além da gordura presente nos alimentos, a corporal também é perigosa para a saúde; podendo, inclusive, incentivar a busca de procedimentos cirúrgicos como opção de emagrecimento e redução de gordura no corpo por algumas pessoas. A ausência de atividades físicas e a alimentação incorreta estão entre os principais motivos responsáveis por esse tipo de acúmulo de gordura.

Toda a distribuição de gordura na estrutura do corpo acontece de maneira proporcional, garantindo que sejam mantidos determinados padrões. Porém, quando há o acúmulo, elas são divididas entre duas denominações: a subcutânea e a visceral. Suas principais características são:

  • Subcutânea: Muito comum, principalmente no sexo feminino, ela é conhecida por sua textura mole e formato oval. O acúmulo da gordura subcutânea em mulheres acontece principalmente por causa do estrogênio, hormônio feminino.
  • Visceral: Geralmente localizada entre os músculos e próxima aos órgãos, sua estrutura é relativamente dura e com forma arredondada. Conhecida como “barriga de cerveja”, a gordura nas vísceras é presente, principalmente, entre os homens. Todavia, o seu acúmulo não é devido, apenas, e o consumo de bebidas alcoólicas; e o sedentarismo também pode ocasionar essa concentração  visceral.

Embora o acúmulo de gordura visceral ocorra num espaço maior de tempo, ele pode causar problemas graves e relacionados ao metabolismo, por exemplo.

Por ser mais uma gordura mais perigosa que a subcutânea, é importante que a procura por um médico seja rápida, caso surjam sintomas relacionados ao coração; permitindo que as devidas medidas relacionadas a dieta e o estilo de vida do paciente sejam tomadas.

Na maioria dos casos, é recomendado o consumo de alimentos com gordura insaturada e a prática de atividades físicas. Porém, caso haja o entupimento de artérias, podem ser necessários procedimentos cirúrgicos.

Gordura hereditária

Gordura hereditária

Uma dieta controlada pode ser uma boa opção para se manter longe de exageros e do acúmulo de gordura, todavia, caso haja uma tendência à obesidade na família, isso pode ser passado pela hereditariedade. Nesse caso, é necessário o auxílio médico para acompanhar o desenvolvimento do corpo e evitar que situações agravantes não venham a acontecer.

Tratamentos relacionados à obesidade podem ser mais eficazes durante a infância. Por isso, nessa fase, caso seja identificada alguma situação relacionada ao ganho desproporcional de peso e o acúmulo de gordura, o tratamento pode ser indicado.

 

Compartilhe sua opinião

Agro20 | Portal Vida No Campo