Grade pode ter diferentes finalidades no mercado agrícola

Inicio » Agricultura » Grade pode ter diferentes finalidades no mercado agrícola
28/04/2019 Por
Grade pode ter diferentes finalidades no mercado agrícola

As finalidades da grade são muitas dentro do agricultura

O uso da grade nas produções agrícolas tem se intensificado nas regiões brasileiras. Este implemento agrícola é encontrado em praticamente todas as propriedades e tem ajudado aos produtores no manejo do solo, com o intuito de bom resultar nas colheitas.

A grade aradora, por exemplo, é um dos tipos  de grade mais encontrado no Brasil. Ela é muito utilizada na preparação do solo, com objetivos específicos. Além desta, existem outros tipos de grades adequadas para cada uso de acordo com a sua finalidade.

Grade agrícola

O que é grade?

Grade é o nome dado a um utensílio muito usado na agricultura, ou melhor, é um implemento agrícola. A grade é construída por traves de ferro ou de madeira, sendo suas pontas também de ferro na parte inferior. Além disso, há tipos de grade que possuem discos, podendo chegar até 130 kg em cada um deles. O uso da grade começou a ser aplicado na Europa, durante a Idade Média.

Para que serve a grade?

A grade é geralmente utilizada ligada à tratores – a chamada grade de trator. Quando ela é arrastada por eles, auxilia na aplanação e nivelamento do solo, quebra alguns fragmentos de terra e cobre as sementes nos terrenos anteriormente lavrados e já semeados.

Além disso, ela é também usada para descompactar o solo, ajudando a controlar a disseminação de plantas daninhas e na mistura de insumos agrícolas. Em muitos casos, a grade é usada como complemento no trabalho feito pelo arado – outro tipo de implemento agrícola – desfazendo os pedaços de terra gerados pelo arado e ao mesmo tempo igualando o terreno.

Além disso, há grades que servem como:

  • Tração de animal, como, por exemplo, os equinos e os bovinos;
  • Tração motorizada, como a grade de trator;
  • Tração humana, como, por exemplo, o deslocamento de pessoas de um local para o outro.

Características da grade

Alguns tipos de grade aradora são formados por discos de corte montados como base, que servem para seguir o sentido deste equipamento de tração. Para que a penetração dos discos no solo seja eficiente, as grades aradoras possuem uma infraestrutura muito pesada, como aproximadamente 130 kg em cada disco que contém. Em muitos casos, o espaçamento de um disco para o outro é de 270 mm.

Outros tipos possuem espécies de pistões ou êmbolos que auxiliam na abertura e no fechamento das seções nos solos, além de pneus que ajudam no transporte do material de uma área para a outra.

Grade de disco

Também chamada de arado de disco, este tipo de grade agrícola é muito utilizado na Brasil para a preparação do solo. Ele possui grande facilidade de adaptação às várias condições de solos e facilidade de operação.

A grade de disco foi construída para ser empregada em solos duros, com raízes, cascalhos, pegajosos e secos. Este tipo de grade contém movimentação em giros e discos dispostos no chassi (ou seja, na sua estrutura de suporte). Apesar disso, ela necessita de peso para conseguir penetrar o solo e retirar/cortar a vegetação.

As grades de discos podem conter no máximo seis discos, recortados ou lisos, reversíveis ou fixos, com o diâmetro de aproximadamente 45 a 80 cm e preparar o solo de 5 a 40 cm de profundidade. A largura do corte deve ser de 15 a 40 centímetros. No entanto, o diâmetro do disco vai de acordo com o tipo de solo no qual será utilizado.

Grade aeradora na preparação do solo

Grade aradora

A grade aradora é também um dos implementos usados para preparar o solo. Ela é responsável por fazer a aração e a gradagem no mesmo procedimento. Este tipo de grade é o mais comum nas pequenas, médias e grandes propriedades agrícolas do país. As plantações de arroz são onde mais são empregadas.

A grade aradora é também compostas por discos montados em duas linhas de suporte que giram no sentido da operação. A penetração dos discos no solo é necessária pois ela tem uma estrutura pesada. A profundidade de penetração sobre o solo irá depender da massa do utensílio e do ângulo e diâmetro de atividade dos discos.

Geralmente, essa grade trabalha sobre o solo superficialmente, incorporando somente parte dos fragmentos orgânicos e as sementes de algumas plantas daninhas. A atividade constante das grades pode resultar na formação de camada de solo compactada somente superficialmente, sendo muito nociva à infiltração da água no solo e ao desenvolvimento e crescimento das raízes dos vegetais.

O uso deste tipo de grade é muito recomendado para a incorporação dos resíduos orgânicos na pós colheita, na trituração e na incorporação das ervas daninhas as solo e para a preparação do terreno.

Grade niveladora

A grade niveladora é o tipo de grade usado na pós tração, com o intuito de remover os fragmentos do terreno, nivelar e equiparar o solo. Alguns também a chamam de grade leve, pois seu peso não chega a 50 kg sobre cada disco de corte.

Existem as grades de simples ação que são formadas por dois pares de discos colocados lado a lados. E existem também as grades de dupla ação, com quatro conjuntos de discos, semelhante a de duas parelhas. Essa última pode ser tanto niveladora quanto destorroadora.

As destorroadoras (aquelas que removem os fragmentos) contêm conjuntos de discos postos em formato de X e as niveladoras, em formato de V. Enquanto as niveladoras são aplicadas imediatamente antes da semeadura, as destorroadoras são aplicadas após a tração.

As grades também podem ser utilizadas antes mesmo da aração, para quebrar o material vegetal que encontra-se sobre a superfície do solo. Além disso, também são empregadas para desfazer as ervas daninhas no início do desenvolvimento das plantações. E, principalmente, para o enterro de adubos, sementes ou corretivos, e em culturas perenes.

Alguns modelos de grades niveladoras contêm de 26 a 48 discos, com borda recortada ou lisa e com diâmetro de 18 a 22 polegadas.

Grade agrícola

Preparo do solo com grade aradora

O preparo do solo com grade aradora tem sido o mais empregado em todas as regiões do Brasil. Este modelo é capaz de realizar a aração e gradagem em uma só operação. Além disso, ele tem o melhor custo benefício em relação aos outros modelos de grades. Geralmente o solo em que empregado possui pouca profundidade, um perfil superficial de 10 a 20 cm.

Como citado anteriormente, seu trabalho sobre o solo dificulta o desenvolvimento das plantas mas favorece a erosão laminar (referente ao escoamento superficial da água da chuva). Muitas vezes faz-se necessário duas passagens de grade aradora, sendo que na segunda vez ela é trocada por uma ou duas grades leves.

Compartilhe sua opinião

Agro20 | Portal Vida No Campo