Grana Padano é um queijo delicioso de origem italiana

Inicio » Agronegócio » Grana Padano é um queijo delicioso de origem italiana
12/10/2020 Por
Grana Padano é um queijo delicioso de origem italiana

Grana Padano recebe esse nome pois é típico da região de Padano, na Itália. A sua textura é muito diferente de outros queijos. O Grana Padano pode ser servido como entrada de refeições e se encaixa em diversas receitas. O processo de fabricação do queijo é lento e isso lhe oferece um sabor irresistível.

O Grana Padano é originado do leite de vacas das raças Girolando e Piemontês. Pode ser encontrado na forma de um tambor pesando mais de 25 kg. A cor interna do queijo é um amarelo claro. Sua textura é firme, podendo ser servido em cubos ou mesmo ralado.

Grana Padano

O que é Grana Padano?

Grana Padano é um queijo feito na Itália, na região de Padano, o qual é feito logo após o leite ter sido retirado da vaca e fervido. O cozimento do leite é um dos processos mais importantes para originar a iguaria.

O queijo Grana Padano possui longa curação, levando cerca de um ano para atingir a maturação. O clima da região da Itália é perfeito para proporcionar a textura granulosa, por isso o nome “grana”. Após o processo e a maturação, o queijo deve estar com uma casca firme e grossa.

Fabricação do Grana Padano

O queijo Padano deve ser feito com leite cru, não pasteurizado. O cozimento é feito com baixas temperaturas. A nata formada deve ser retirada. O leite captado de criações locais de animais tem muitas propriedades devido à qualidade da alimentação dos animais.

As forragens naturais disponíveis para os animais garantem a proporção de gorduras e proteínas perfeitas para que o queijo chegue em sua consistência final.

Após o leite ser desnatado, é adicionado o soro de leite com o coalho, o qual deverá ser misturado em caldeiras por 40 minutos a uma temperatura de 30 graus celsius. O leite então formará a coalhada, que deverá ser separada novamente do soro.

Assim, a coalhada deve ser adicionada ao recipiente que lhe dará a forma cilíndrica, descansando por pelo menos dois dias até assumir a sua forma.

Durante cerca de 25 dias, ele deve ser deixado em um recipiente com salmoura, o que dará sabor ao queijo e também irá ajudar no processo de desidratação. A maturação deverá começar a ser feita após este período, onde o queijo é disposto para secar em ambiente com temperatura e umidade controlados, como estufas.

O queijo Grana Padano pode possuir de 1 kg até mesmo 40 kg. Devem ser virados e limpos pelo ao menos duas vezes a cada mês, e o período mínimo para que o queijo possa ser comercializado é de um ano.

O Grana Padano italiano é feito de forma artesanal ou por algumas empresas de forma industrial, porém, mantendo o processo original que lhe confere o seu sabor exclusivo.

Informações nutricionais

O queijo Grana Padano tem lactose em pequenas quantidades devido ao seu processo de maturação. O queijo é rico em caseína, que é a proteína do leite mais comum. Portanto, pessoas intolerantes a lactose ou alérgicos às proteínas do leite devem ter cuidado ao consumir mesmo pequenas quantidades do laticínio.

É um alimento com 52 kcal a cada 15 gramas, entretanto, é possível consumir queijos com baixas calorias como o cottage.

Grana Padano

Características Grana Padano

Agora que já sabemos o que é Grana Padano, podemos conferir outras características que devem ser observadas por amantes de queijos. Ao provar lascas de Grana Padano, é possível saborear a sua granulosidade, a qual dá origem ao seu nome.

Observa-se também a sua cor, a qual fica mais clara quanto mais perto do interior do queijo. Outras características que também são avaliadas são a elasticidade, cheiro e sabor da especiaria. Após verificar a sua consistência e sabor, especialistas desenvolveram receitas com Grana Padano.

A classificação do queijo, o qual é um dos maiores queijos produzidos na Itália, é feita com base no seu tempo de maturação. Quanto mais tempo, chegando aos 20 meses de maturação, o queijo adquire sabor, textura e odores mais refinados.

Harmonização do queijo Grana Padano

O queijo pode ser combinado com diferentes vinhos de acordo com o seu estágio de maturação. Os queijos mais novos, de maturação menor de 16 meses, podem ser harmonizados com vinhos de uvas como Chardonnay, o qual possui sabor da fruta mais acentuado.

Para os queijos com maturação maior que 18 meses, os quais possuem sabor mais acentuado e menos adocicado, assim como as texturas bem marcadas e cheiro característico que combina perfeitamente com pratos salgados, são aconselhados vinhos com taninos mais equilibrados, como o próprio Cabernet Sauvignon.

Grana Padano

Receitas com o queijo Grana Padano

A receita mais conhecida é o risoto com Grana Padano. Nesta receita, o diferencial está nos temperos e na escolha do arroz. Feitos com arroz japonês, os risotos com o queijo levam especiarias como cebola roxa, champignon, açafrão e vinho branco seco.

Ainda pode-se adicionar alguns legumes como o pimentão verde e amarelo, ou então vegetais como o brócolis. Deve-se cozinhar separados o arroz e os legumes. A cebola, o pimentão e o arroz devem ser fritos na manteiga. Após, deve-se adicionar água para cozimento e os demais temperos.

Assim, depois de o arroz ter secado, junta-se o champignon e brócolis e adiciona-se cubos de queijo Grana Padano, os quais devem derreter aos poucos com a caloria.

Sendo assim, basta servir acompanhado de uma taça de vinho. Outras receitas como macarronadas e tortas são muito utilizadas na culinária italiana, assim como o fettuccine italiano com Grana Padano.

Queijo Grana Padano

O queijo Grana Padano se assemelha ao queijo parmesão de origem italiana. Contudo, foi o pioneiro na linhagem dos queijos duros. É um dos queijos mais vendidos e consumidos na Itália, assim como o parmesão.

O autêntico Grana Padano deve ter sido feito com no mínimo 12 meses de maturação, o que torna a iguaria bem avaliada e muito mais gostosa no paladar. É um queijo quebradiço, por isso não é encontrado para venda em forma fatiada, o que perderia sua textura. O queijo pode ser servido em cubos, e é encontrado principalmente como entradas nas refeições como almoços e jantares ou até mesmo com petiscos.

Compartilhe sua opinião

Agro20 | Portal Vida No Campo