Gripe aviária atinge principalmente aves, mas também seres humanos

Inicio » Veterinária » Gripe aviária atinge principalmente aves, mas também seres humanos
03/10/2020 Por
Gripe aviária atinge principalmente aves, mas também seres humanos

Capaz de gerar grande impacto na pecuária, gripe aviária preocupa brasileiros. Após circular em mais de 30 países, a chamada gripe aviária preocupa por conta das características epidêmicas. A doença é contagiosa e apresenta uma taxa de mortalidade muito alta, levando a óbito mais da metade dos 200 casos registrados por todo o mundo. Para que exista um controle, o objetivo é detectar a incidência nos animais, em especial no frango.

Os primeiros casos de gripe aviária foram registrados em 1997, quando um homem apresentou uma infecção gerada por um vírus transmissor. Para evitar a proliferação da doença, praticamente todos os frangos do país foram sacrificados na época. O mesmo acontecem seis anos depois na Coreia do Sul, onde alguns trabalhadores do agronegócio acabaram infectados.

Gripe aviária

O que é gripe aviária?

Gripe aviária é o nome dado à doença gerada pelo vírus Influenza (H5N1). Geralmente hospedado nas aves, ele é responsável por trazer doenças aos mamíferos.

Hoje, a principal concentração da doença é no sudeste asiático, onde o controle da saúde dos animais também passou a ser cada vez mais rígido. Países da Europa também apresentaram casos de animais infectados, como é o caso de Romênia, Inglaterra e Turquia.

Apesar de ser chamada de gripe, a doença é responsável por trazer uma série de impactos negativos ao corpo. O grande ponto de dificuldade no controle desta epidemia é que, assim como outros compostos, ela está em constante evolução. A cada incidência, o vírus se torna mais forte e a cura é mais complicada do ponto de vista medicinal.

Gripe aviária

Gripe aviária no Brasil

Apesar de não haver registros, a gripe aviária no Brasil é uma preocupação constante. Casos já foram identificados em outros países da América do Sul, como é o caso do Chile. Considera-se uma questão de tempo a chegada do vírus no país. Por isso, o investimento em tecnologia é constante para a identificação dos focos, além de melhorias no tratamento com as aves.

De acordo com a ABPA (Associação Brasileira de Proteína Animal), a preocupação mundial com a procedência do frango gerou um aumento do número de exportações para o Brasil. Por não ser um dos locais em que a doença é constantemente identificada, a valorização foi de 14% entre os meses de janeiro de fevereiro de 2017, época em que a epidemia chamou a atenção do mundo.

Gripe aviária

Sintomas da gripe aviária

Entre os principais sintomas da gripe aviária, podemos destacar a febre, a tosse, a dor muscular, inflamação de garganta, falta de ar e fortes dores de cabeça. É normal que algumas pessoas passem a vomitar ou ter diarreia constantemente.

Eles só são notados depois de cerca de 8 dias que a infecção aconteceu. Pode parecer simples, mas a potência com que essas características aparecem pode levar a morte.

Falando em prevenção da gripe aviária, é importante destacar que muitos infectados tiveram contato direto com a saliva ou com as fezes de uma ave infectada. Assim, para que os riscos diminuam, é importante contar com todos os procedimentos higiênicos imprescindíveis no trato com os animais, incluindo máscaras e luvas. A transmissão da gripe aviária entre humanos acontece com muita facilidade por meio do oxigênio, o que dificulta a prevenção.

Compartilhe sua opinião

Agro20 | Portal Vida No Campo