Heterose é importante para o desenvolvimento da pecuária

Inicio » Veterinária » Heterose é importante para o desenvolvimento da pecuária
11/04/2019 Por
Heterose é importante para o desenvolvimento da pecuária

Heterose pode promover melhorias nos animais gerados por reproduções assexuadas

A heterose é um método genético muito comum na pecuária. A ideia consiste em cruzar duas ou mais raças que sejam diferentes, com o intuito de gerar animais com melhores atributos.

O fenômeno da heterose é considerado evolutivo. Por isso, quanto maior a distância de uma raça para a outra, maiores são as chances do animal ser gerado com as condições específicas visadas pelos que executam este processo.

animais que podem ter passado pelo fenômeno da heterose

O que é heterose?

A heterose é conhecida por promover melhorias genéticas em animais, geralmente em equinos e bovinos. Portanto, o trabalho consiste em cruzar diferentes espécies, fazendo com que os frutos destes cruzamentos se desenvolvam com melhorias significantes. No caso dos bovinos, ser submetido a este método pode fazer com que animais nasçam com maior fertilidade, produtividade e resistência; por exemplo. 

A heterose ou vigor híbrido pode refletir diretamente na economia brasileira, uma vez que a melhoria da produtividade animal o tornará mais rentável, aumentando o valor de mercado do animal e, consequentemente, de todo o setor que pode se beneficiar com suas produções.

Todavia, para que seja realizada a heterose, é necessário que sejam feitos diferentes estudos científicos. Dessa forma, a mistura das espécies não acontece maneira aleatória; ela é pré-determinada e estudada por diferentes aspectos, para entender se as misturas trarão o resultado que se espera.

Por se tratar de uma reprodução que com dois ou mais seres, ela acontece de maneira assexuada e é totalmente controlada por cientistas.

Bovinos que podem ser utilizados na heterose

Processo da heterose

Historicamente, toda a evolução dos seres vivos estava diretamente relacionada com a seleção natural; e, mesmo nos dias de hoje, isso ainda acontece. No entanto, fenômenos como o da heterose são feitos para trazer melhorias nas condições dos animais e, consequentemente, da vida humana.

A prática do vigor híbrido é mais comum entre pecuaristas que tenham um giro financeiro relativamente alto, e que possam investir em métodos para trazer mais rentabilidade. De acordo com dados da Associação Brasileira de Criadores de Bovinos – Senepol, animais gerados pela heterose chegam a evoluir cerca de 30% mais que suas matrizes.

Por serem vistos como animais mais evoluídos, todo o processo de vida dos frutos da heterose acontece de maneira rápida. Assim, tanto os processos de desmame como o de abate são realizados dentro de um espaço mais curto de tempo.

Na maioria dos casos de heterose, a manutenção dos atributos mais importantes de cada raça envolvida é o foco. Entre os principais atributos geralmente buscados nesse tipo de processo, podemos citar:

  • Rusticidade
  • Capacidade de adaptação ao clima
  • Capacidade de produção
  • Força e resistência

O fenômeno da heterose é importante para que seja possível trabalhar com uma gama de animais maior na pecuária. Todavia, a consolidação do mercado brasileiro no setor está relacionada, principalmente, a processos evolutivos dos animais.

Um bom exemplo disso é o boi brahman, por exemplo; que é um dos principais bovinos da pecuária mundial e surgiu em função da heterose. Este caso específico teve quatro raças responsáveis pela mistura, incluindo gir, nelore, guzerá e krishna valley.

Compartilhe sua opinião

Agro20 | Portal Vida No Campo